GABARITO DAS AUTOATIVIDADES DE psicologia da educação e da aprendizagem
12 pág.

GABARITO DAS AUTOATIVIDADES DE psicologia da educação e da aprendizagem


DisciplinaHistória da Educação e Pedagogia226 materiais2.147 seguidores
Pré-visualização3 páginas
GABARITO DAS AUTOATIVIDADES DE
PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO E DA APRENDIZAGEM
UNIDADE 1
TÓPICO 1
1 Qual é a importância da Psicologia da Educação e Aprendizagem?
R.: A Psicologia da Educação vem a contribuir na educação, no estudo das 
diversas fases de desenvolvimento das pessoas e no estudo da aprendizagem 
e das condições que a tornam mais eficiente e mais fácil. Procura utilizar os 
princípios e as informações que as pesquisas psicológicas oferecem, acerca 
do comportamento humano, para tornar mais efciente o processo ensino-
aprendizagem. São importantes para construir uma prática pedagógica que 
possa garantir a todas as crianças um processo de aprendizagem signifcativa. 
2 Quais são os dois fatores sempre encontrados em toda situação 
motivadora?
R.: Fator de impulsão ou motivo inicial, cujas raízes mais profundas são de 
natureza biológica; fator de direção, de integração nas condições ambientais 
e que é de natureza sociocultural.
3 Qual é a diferença entre motivação e incentivo?
R.: Motivação é a vontade ou interesse por algo que brota de dentro do próprio 
indivíduo. É o impulso que vem diretamente de dentro do indivíduo que o 
impele para algo. É como que uma força interior que provoca interesse por 
alguma coisa. Incentivo, pelo contrário, é estimulação vinda de fora, visando 
a despertar o indivíduo para alguma forma de atividade física ou mental.
TÓPICO 2
1 Descreva a função do psicólogo na escola, apontando as 
características da área da prevenção e no processo educativo.
R.: O psicólogo escolar seria um elo, entre o mundo acadêmico e o sistema 
escolar, poderia atender a dois objetivos: ajudar a superar o descompasso 
entre educação e aplicação de resultados de pesquisa e encorajar 
atividades de pesquisa nas escolas, servindo como elemento de ligação 
para os acadêmicos que queiram fazer contato com indivíduos que falem 
a sua linguagem nas escolas. Na área da prevenção, sua ação pode ser 
direcionada à neutralização das in\ue0c0uências negativas de certas condições 
sociais e/ou educacionais, a integração e mobilização dos recursos técnicos e 
humanos dentro da instituição, a informação e transmissão de conhecimentos 
especí\ue0bfcos ou diferenciação de linhas de ação ou elementos in\ue0c0uenciáveis 
numa determinada situação escolar. Tanto no atendimento aos problemas 
e di\ue0bfculdades que surgem na vida escolar, como na sua tarefa com o 
professor e o orientador, é preciso que o psicólogo tenha não só um profundo 
conhecimento da vida escolar, do processo educativo e das dificuldades que 
enfrenta o professor, como também haja entre eles uma compreensão mútua.
2 Defina aprendizagem escolar.
R.: A aprendizagem tem sido considerada um processo de associação 
entre uma situação estimuladora e a resposta, como se veri\ue0bfca na teoria 
conexionista da aprendizagem, ou o ajustamento ou adaptação do indivíduo 
ao ambiente, conforme a teoria funcionalista.
Hilgard (apud CAMPOS, 1987) define a aprendizagem como um processo 
pelo qual uma atividade tem origem ou é modificada pela reação a uma 
situação encontrada, desde que as características da mudança de atividade 
não possam ser explicadas por tendências inatas de respostas, maturação 
ou estados temporários do organismo, por exemplo, fadiga ou drogas.
Coelho e José (1999) definem aprendizagem como o resultado da estimulação 
do ambiente sobre o indivíduo já maduro, que se expressa, diante de uma 
situação-problema, sob a forma de uma mudança de comportamento em 
função da experiência.
3 Qual é a principal finalidade da Psicologia da Educação?
R.: Analisar os processos mentais, mediante os quais a criança assimila esse 
sistema de experiência social acumulada, que são as disciplinas incluídas 
no currículo escolar.
TÓPICO 3
1 Comente o objeto de estudo da Psicologia da Educação e 
Aprendizagem. 
R.: A Psicologia da Educação, ciência aplicada aos comportamentos 
escolares, preocupa-se em ajudar e melhorar as relações dinâmicas 
do ambiente escolar e ocupa-se da descrição e do estudo dos fatos e 
fenômenos escolares, partindo do princípio de que a escola é uma fonte de 
relações. Contudo, não é ciência normativa, não cabendo a ela ditar normas 
nem finalidades da escola, ou seja, como o conjunto de conhecimentos 
psicológicos relacionados a situações que são peculiares a instituições nas 
quais é desenvolvido o processo de educação escolar, em seu sentido amplo, 
e que servirão para dar suporte à atuação profissional do psicólogo, como 
membro de uma equipe de educadores. A psicologia escolar deve ser práxis 
reflexiva e criadora, o que implica, por parte do profissional de psicologia, 
um grau elevado de consciência e a procura constante de soluções para seu 
trabalho, seja para adaptar-se a novas situações, seja para satisfazer novas 
necessidades. A psicopedagogia estuda a aprendizagem humana normal e 
patológica, buscando reintegrar ao processo de construção do conhecimento 
o sujeito que apresenta problemas de aprendizagem.
2 Descreva os quatro campos ou dimensões da educação não formal, 
segundo Gohn (2008).
R.: O primeiro envolve a aprendizagem política dos direitos dos indivíduos 
enquanto cidadãos, isto é, o processo que gera a conscientização dos 
indivíduos para a compreensão de seus interesses e do meio social e da 
natureza que o cerca, por meio da participação em atividades grupais. 
O segundo, a capacitação dos indivíduos para o trabalho, por meio da 
aprendizagem de habilidades e/ou desenvolvimento de potencialidades. O 
terceiro, a aprendizagem e exercício de práticas que capacitam os indivíduos 
a se organizarem com objetivos comunitários, voltadas para a solução de 
problemas coletivos cotidianos. E o quarto é a aprendizagem dos conteúdos 
de escolarização formal, escolar, em formas e espaços diferenciados. Aqui 
o ato de ensinar se realiza de forma mais espontânea, e as forças sociais 
organizadas de uma comunidade têm o poder de interferir na delimitação do 
conteúdo didático ministrado, bem como estabelecer as finalidades a que se 
destinam aquelas práticas.
3 Articule escola e educar.
R.: A escola cumpre o papel de preparar as crianças para viverem no 
mundo adulto. Elas aprendem a trabalhar, a assimilar as regras sociais, 
os conhecimentos básicos, os valores morais coletivos, os modelos de 
comportamento considerados adequados pela sociedade. Porém, a escola 
só conseguirá preencher essa função quando houver o entrosamento dos 
pais com a escola e com a comunidade. É função da escola ensinar de forma 
signi\ue0bfcativa para que ocorra a aprendizagem. E isto só acontecerá se o ato 
de ensinar passar pelo caminho do prazer e se houver motivação positiva 
para reencantar a educação e elevar a autoestima de nossas crianças.
TÓPICO 4
1 Qual é o objeto de estudo da Psicologia da Educação?
R.: Trata do estudo e da análise das mudanças de comportamento que 
se re\ue0c0ete nas pessoas como uma consequência de sua participação nos 
diferentes tipos de situações ou atividades educativas.
2 Comente os principais núcleos de trabalho e de pesquisa em torno 
dos quais nasce e se desenvolve a Psicologia da Educação durante 
as duas primeiras décadas do século XX.
R.: Durante as duas primeiras décadas do século XX, a Psicologia da 
Educação identi\ue0bfcou-se com as tentativas de utilização e de aplicação à 
educação escolar de todos os conhecimentos, potencialmente relevantes 
proporcionados pelas pesquisas que se veri\ue0bfcavam no âmbito da psicologia 
cientí\ue0bfca nascente. Ao mesmo temp o, existem três áreas ou campos da 
pesquisa psicológica que se destacam acima das outras, devido ao seu 
interesse potencial pela educação escolar; chegam a constituir, para além da 
diversidade indicada, o núcleo da Psicologia