A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
2017.1B AV2 2a Chamada   FARMACOLOGIA APLICADA À NUTRIÇÃO E INTERPRETAÇÃO DE EXAMES LABORATORIAIS

Pré-visualização | Página 1 de 2

Página 1 de 4 
 
 
 
 
GRUPO SER EDUCACIONAL 
GRADUAÇÃO EAD 
GABARITO 
SEGUNDA CHAMADA - 2017.1B – 17/06/2017 
 
 
 
 
 
 
1. Fabio tem 11 meses e já esta na fase de 
alimentação complementar desde os 6 meses, com 
isso sua mãe ofereceu para ele pela primeira vez 
ovo cozido machucado. Após algumas horas 
Fabio começou a apresentar muita dificuldade de 
respirar, sendo imediatamente levado ao hospital 
mais próximo. O provável quadro de dificuldade 
respiratória da criança pode estar associado a: 
 
a) Alergia alimentar ao ovo. 
b) Intolerância alimentar a gema do ovo. 
c) Pneumonia. 
d) Asma. 
e) Bronquite. 
Alternativa correta: Letra A. 
Identificação do conteúdo: Alergia alimentar . 
Resposta na pagina 116 do seu guia de estudos 
unidadeI. 
Comentário: O sistema respiratório (principal órgão 
envolvido em um choque anafilático ) pode causar 
prurido e sensação de garganta fechando , disfonia, 
tosse seca, dispnéia e congestão nasal intensa. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
2. Os minerais são vitais ao funcionamento de 
muitos processos corporais. Sua 
biodisponibilidade depende de diversos fatores, o 
que inclui sua interação com fibras, vitaminas, 
medicamentos e outros minerais. Produtos 
animais normalmente proporcionam uma absorção 
de minerais melhor do que os vegetais. Assinale a 
alternativa que contém o(s) fator(es) que NÃO 
inibe(em) a absorção de minerais. 
 
a) ácido oxálico, ácido fítico, fibra, sódio, taninos, 
cafeína, proteína, gordura, antiácidos. 
b) Lentidão de tempo do trânsito intestinal. 
c) Síndromes de má absorção. 
d) Precipitação e alcalinização de outros minerais. 
e) Hormônios. 
Alternativa correta: Letra B. 
Identificação do conteúdo: Biodisponibilidade dos 
minerais. Resposta na pagina 179 do seu Guia de 
estudos Unidade II. 
Comentário: Em geral, a biodisponibilidade mineral 
aumenta quando as partículas desses minerais são 
menores. 
 
 
 
 
 
 
 
GABARITO 
QUESTÕES COMENTADAS 
Disciplina FARMACOLOGIA APLICADA À NUTRIÇÃO E INTERPRETAÇÃO DE EXAMES LABORATORIAIS 
Professor (a) DANIELLE ERILANE 
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 
A B A A B E A D B A 
 
 
 Página 2 de 4 
 
FARMACOLOGIA APLICADA À NUTRIÇÃO E INTERPRETAÇÃO DE EXAMES LABORATORIAIS PROFESSOR (A): DANIELLE ERILANE 
 
 
3. A maioria dos fármacos administrados pela via 
oral é absorvida através da mucosa gastrintestinal. 
As interações medicamentosas que afetam esse 
processo podem diminuir a absorção de um ou 
mais fármacos envolvidos na interação. A respeito 
dos fatores que propiciam interações durante a 
absorção de fármacos, assinale a alternativa 
INCORRETA. 
 
a) Alterações do pH gastrintestinal. 
b) Alterações na motilidade gastrintestinal. 
c) Inibidores da bomba de eletons. 
d) Mecanismos de complexação e adsorção. 
e) Tempo de esvaziamento gástrico. 
Alternativa correta: Letra A. 
Identificação do conteúdo: Inteirações 
medicamentosas. Resposta na pagina 214 do seu 
Guia de estudos, Unidade II. 
Comentário: Os inibidores da bomba de próton (como 
o omeprazol) e os antagonistas de receptores H 
(como a rani- tidina) são as classes farmacológicas 
mais envolvidas nesse tipo de interação. A função 
desses fármacos é aumentar o pH estomacal. No 
entanto, se forem administrados junto com fármacos 
que exijam pH ácido para serem absorvidos (como a 
levotiroxina sódica e o cetoconazol, por exemplo), 
acabam por prejudicar a absorção desses últimos. 
 
4. As interações entre fármacos e nutrientes 
podem ocorrer em pacientes que estão recebendo 
nutrição enteral. Em geral, as principais 
consequências desse tipo de interação estão 
relacionadas a alterações na biodisponibilidade e 
na absorção dos fármacos, resultante da 
administração concomitante do medicamento com 
a nutrição enteral. Assinale a alternativa CORRETA 
sobre a definição de nutrição enteral. 
 
a) Nutrição enteral: é um alimento para fins 
especiais, com ingestão controlada de 
nutrientes, na forma isolada ou combinada, 
de composição definida ou estimada, 
especialmente formulada e elaborada para 
uso por sondas ou via oral, industrializado ou 
não, utilizada exclusiva ou parcialmente para 
substituir ou complementar a alimentação 
oral em pacientes desnutridos ou não, 
conforme suas necessidades nutricionais, em 
regime hospitalar, ambulatorial ou domiciliar, 
visando a síntese ou manutenção dos 
tecidos, órgãos ou sistemas. 
 
 
 
 
b) Nutrição enteral: é um alimento para fins 
especiais, com ingestão descontrolada de 
nutrientes, na forma isolada, de composição 
definida ou estimada, especialmente formulada e 
elaborada para uso por sondas ou via oral, 
industrializado ou não, utilizada exclusiva ou 
parcialmente para substituir ou complementar a 
alimentação oral em pacientes desnutridos ou 
não, conforme suas necessidades nutricionais, 
em regime hospitalar, ambulatorial ou domiciliar, 
visando a síntese ou manutenção dos tecidos, 
órgãos ou sistemas. 
c) Nutrição enteral: é um alimento para fins 
especiais, com ingestão controlada de nutrientes, 
na forma isolada ou combinada de composição 
definida ou estimada, especialmente formulada e 
elaborada para uso por sondas ou via parenteral, 
industrializado, utilizada exclusiva ou 
parcialmente para substituir ou complementar a 
alimentação oral em pacientes desnutridos ou 
não, conforme suas necessidades nutricionais, 
em regime hospitalar, ambulatorial ou domiciliar, 
visando a síntese ou manutenção dos tecidos, 
órgãos ou sistemas. 
d) Nutrição enteral: é um alimento para fins 
especiais, com ingestão controlada de nutrientes, 
na forma isolada ou combinada, de composição 
definida ou estimada, especialmente formulada e 
elaborada para uso por sondas ou via oral, 
industrializado, utilizada exclusivamente para 
substituir a alimentação oral em pacientes 
desnutridos, conforme suas necessidades 
nutricionais, em regime hospitalar, visando a 
síntese ou manutenção dos tecidos, órgãos ou 
sistemas. 
e) Nutrição enteral: é um alimento para fins 
especiais, com ingestão controlada de nutrientes, 
na forma isolada ou combinada, de composição 
definida ou estimada, especialmente formulada e 
elaborada para uso por sondas ou via oral, 
industrializado ou não, utilizada exclusivamente 
ou para substituir ou complementar a 
alimentação oral em pacientes desnutridos ou 
não, conforme suas necessidades nutricionais, 
em regime hospitalar, ambulatorial ou domiciliar, 
visando apenas síntese dos tecidos. 
Alternativa correta: Letra A. 
 Identificação do conteúdo: Interações fármacos e 
nutrição enteral Resposta na pagina 226 do seu Guia 
de estudos, Unidade III. 
Comentário: Definição de acordo com o Regulamento 
Técnico para a Terapia de Nutrição Enteral do 
Ministério da Saúde (BRASIL, 2000). 
 
 
 Página 3 de 4 
 
FARMACOLOGIA APLICADA À NUTRIÇÃO E INTERPRETAÇÃO DE EXAMES LABORATORIAIS PROFESSOR (A): DANIELLE ERILANE 
 
 
5.No Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde, 
a terapia nutricional é um conjunto de 
procedimentos terapêuticos para manutenção ou 
recuperação do estado nutricional do paciente por 
meio da nutrição parenteral ou enteral. A terapia 
requer a atuação de uma equipe multiprofissional 
composta por médico, enfermeiro, farmacêutico e 
nutricionista. Assinale a alternativa INCORRETA 
que diz respeito a atuação do profissional 
Nutricionista. 
 
a) O nutricionista é responsável pelo diagnóstico 
nutricional, pela prescrição dietética. 
b) Compete realizar todas as operações 
inerentes à prescrição médica, composição e 
preparação da nutrição enteral e atender às 
recomendações das Boas Práticas de 
Preparação de Nutrição Enteral. 
c) Compete realizar todas as operações inerentes à 
prescrição nutricional, composição e preparação 
da nutrição enteral atender às recomendações