A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
Questões de Cirurgia Odontológica

Pré-visualização | Página 1 de 3

Questões de Cirurgia Odontológica
Manobra de Valsalva: utilizada nas extrações de molares superiores, é uma técnica para verificação se não houve comunicação bucosinusal. O paciente feche o nariz e faz força para assoar. Caso haja comunicação, deve-se colabar os tecidos e suturá-los, favorecendo uma cicatrização por primeira intenção.
Manobra de Champret: consiste na redução da expansão óssea vestíbulo-lingual, pela apreensão digital das duas corticais por tempo determinado.
Ao se realizar um procedimento cirúrgico em um paciente cardiopata, cuidados especiais devem ser tomados a fim de se evitar acidentes e complicações. Considerando a realização de uma exodontia do elemento 14 com extensa destruição coronária em um paciente cardiopata, qual é a correta sequencia para o atendimento?
Exames clínicos e complementares, avaliação cardiológica do paciente, profilaxia antibiótica, se necessária e exodontia; 
Profilaxia antibiótica, se necessária, avaliação cardiopata, exames clínico e complementares. 
Exodontia, profilaxia antibiótica, se necessário, exames complementares; 
Profilaxia antibiótica, exames clínicos e complementares, avaliação cardiológica e exodontia;
Exodontia, antibioticoterapia pós-operatório e avaliação cardiológica pós – operatória. 
Por se tratar de um procedimento cirúrgico, a exodontia pode ser contraindicada quando o paciente tem alguma condição sistêmica que possa leva-lo a comprometimento pelo ato cirúrgico. Entre as situações abaixo, assinale a que não contraindica a realização de exodontia: 
Doenças metabólicas graves descompensadas;
Leucemia; 
Enfarto há menos de 3 meses;
Abcessos;
Radioterapia recente;
A exodontia via alveolar, ou técnica fechada, apesar de ser considerada como não complicada deve seguir alguns princípios fundamentais para se alcançar o sucesso clínico. Avalie os itens abaixo e marque a alternativa certa:
Extrações simples dispensam o exame radiográfico.
A luxação com o fórceps deve sempre preceder o uso do extrator.
O fórceps deve ser posicionado o mais apicalmente possível.
O principal papel do fórceps é remover o dente e não expandir o osso;
O extrator deve ser posicionado o mais coronalmente possível. 
Na exodontia utilizando a técnica fechada, o fórceps tem fundamental importância, seja utilizado isoladamente ou em associação com o uso do extrator. Relacione os modelos de fórceps (descritos pela numeração de identificação) com a sua indicação.
1. Fórceps número 150
2. Fórceps número 18R
3. Fórceps número 69
4. Fórceps número 17
( 4) É indicado para a exodontia de molares mandibulares já erupcionados. 
( 1) É indicado para a exodontia de dentes maxilares unirradiculares.
( 2) É indicado para a exodontia de molares maxilares direitos. 
( 3 ) É indicado para a exodontia de raízes residuais. 
Assinale a opção que apresenta a sequencia correta, de cima para baixo. 
1 – 2 – 3 – 4 
4 – 1 – 3 – 2 
2 – 1 – 3 – 4 
4 – 1 – 2 – 3 
2 – 3 – 1 – 4 
A modalidade de exodontia pela via não-alveolar, pode ser empregada para avulsão de dentes irrompidos com raízes divergentes, curvas, dilaceradas ou com hipercerementose. Para a execução dessa modalidade são necessárias as seguinte manobras cirúrgicas, em sequencia:
Odontosecção e osteoplasti;
Sindesmotomia e curetagem; 
Divulsão e osteotomia;
Dilatação do osso alveolar e avulsão; 
Osteotomia e incisões; 
Paciente JCB, 68 anos, diabético compensado, portador de válvula protético cardíaca necessita realizar exodontia do dente 46 sob anestesia local. Diante deste quadro assinale a alternativa que descreve a melhor conduta:
Este procedimento está totalmente contraindicado pois o paciente apresenta o risco de desenvolver endocardite bacteriana. 
Devido ao quadro de diabetes deve se realizar profilaxia antibiótica com 2 gramas de metronidazol 1 hora antes do procedimento.
Prescreve-se 2 gramas de amoxicilina 1 hora antes do procedimento, visando a prevenção da endocardite bacteriana. 
Não existe contraindicação para este procedimento. 
Este procedimento está contraindicado pois o paciente apresenta risco de infecção odontogênica pós exodontia relacionada a diabetes. 
A oxigenoterapia Hiperbárica ou OHB é uma modalidade terapêutica na qual um paciente é submetido à inalação de oxigênio puro em uma pressão maior que a pressão atmosférica (em geral de 2 a 3), dentro de uma câmara hermeticamente fechada com paredes rígidas. Tal procedimento pode ser realizado em qual situação clinica:
Pacientes que foram submetidos a radioterapia e necessitam realizar anestesia local.
Pacientes que apresentam tumores osseos, pois atuam no núcleo das celulas tumorais.
Pacientes portadores de angina pectoris que apresentam diminuição da saturação de oxigênio.
Pacientes que necessitarão realizar extração pós radioterapia. Objetivando aumenta a acração da área a ser operada. 
NDA.
Cite 5 contraindicações sistêmicas das exodontias:
Histórico de radiação terapêutica contra câncer, doenças metabólicas graves descompensada, pacientes com abscessos, leucemia, grávidas.
Os procedimentos na área da saúde podem ser classificados em críticos, semicríticos e não críticos. Considerando essa classificação assinale a alternativa errada:
Procedimentos semicríticos são aqueles em que não há perda de continuidade dos tecidos. 
Críticos são procedimentos em que há contato com pus.
Pode ser considerado um procedimento não crítico a palpação dos linfonodos cervicais. 
Procedimentos críticos é aquele em que temos contato com saliva. 
Pode ser considerado um procedimento crítico uma exodontia feita a fórceps. 
As incisões são cortes feitos com lâminas de bisturi nos tecidos da cavidade oral e anexos pelo cirurgião dentista a fim de se alcançar regiões mais profundas, elaborando, por vezes retalhos cirúrgicos. Dentro os retalhos cirúrgicos, assinale, abaixo, aquele que reque três incisões para se confeccionado:
Triangular 
Linear 
Trapezoidal 
Semilunar 
Triangular de Portland
Paciente JCB, 22 anos, compareceu a clinica de cirurgia odontologica da UERN com extensa carie no dente 46. Após exame clinico optou-se pela exodontia do dente mencionado. Diante deste quadro clinico assinale a alternativa correta. 
A técnica de Vazinati – Akinosi não pode ser empregada para este procedimento. 
Caso este paciente apresente trismo, a técnica da Gow-Gates seria a mais indicada. 
O bloqueio do nervo lingual pode se realizado pela mesma técnica do bloqueio do nervo bucal. 
A raiz mesial do 46 pode ser em 22% dos casos inervada pelo nervo mentoniano. 
Além de anestesiar o dente 46, o bloqueio do NAI anestesiará: Os demais dentes anteriores até o dente 41, muco periósteo vestibular e membrana mucosa anterior ao primeiro molar inferior.
Assinale V ou F:
( F ) O bloqueio do nervo palatino maior é recomendado para tratamento dos tecidos moles e ósseos palatinos distais ao pré-molar em um quadrante. 
( V ) Na técnica anestésica do bloqueio do nervo alveolar superior posterior pode haver a necessidade de segunda injeção em 28% dos casos. 
( F ) São tecidos moles inervados pelo nervo alveolar superior anterior: Pálpebra inferior, asa do nariz e lábio superior ipsilateral;
( F ) O bloqueio do nervo maxilar (V3) pode ser realizado por: Abordagem da tuberosidade alta e abordagem do canal palatino. 
37. Numa exodontia, a sindesmotomia deve preceder a pressão pelo fórceps para:
Aumentar o movimento de lateralidade 
Aumentar o movimento de intrusão 
Permitir acesso ao colo cirúrgico do dente 
Criar espaço entre o osso e o ligamento periodontal 
Desinserir as fribras apicais. 
38. Técnica anestésica recomendada para a exodontia múltipla dos dentes 34, 33 e 32: 
Bloqueio do nervo alveolar superior anterior e nasopalatino. 
Bloqueio do nervo alveolar inferior 
Bloqueio do nervo infra – orbitário e palatino maior 
Bloqueio do nervo alveolar inferior e do bucal 
Bloqueio do nervo lingual e bucal. 
39. Para criar um ponto de apoio para o ápice radicular, durante a exodontia de um incisivo central superior