RELATÓRIO DE ESTÁGIO NAS SÉRIES INICIAIS
6 pág.

RELATÓRIO DE ESTÁGIO NAS SÉRIES INICIAIS


Disciplina<strong>estágio Supevisionado</strong> III1 materiais5 seguidores
Pré-visualização2 páginas
RELATÓRIO DE ESTÁGIO NAS SÉRIES INICIAIS
Publicado em 22 de April de 2012 por Maria Eugênia Teixeira
UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ-UVA
Centro de Ciências da Educação-CCE
Disciplina: Estágio supervisionado nas séries iniciais
Professora: Mary Star
Relatório de Estágio nas Séries Iniciais
:Maria Eugênia Teixeira
Pedagogia 7º período Noite
 Sobral/ Ceará
Junho /2011
INTRODUÇÃO
Iratinga, comunidade na qual se localiza a escola Angélica Vieira, está localizada às margens da BR 222 e possui 4.272 habitantes. È rodeada de serras, mas ao meio torna-se bem plana com algumas edificações históricas relevantes como a igreja de são Miguel e o solar do imperador, edificações que datam do império, este último, segundo a cultura,foi construído a mando de D. Pedro II, como base de apoio para a construção do açude de Iratinga.
O topônimo Iratinga, de origem indígena, é composto de IRA ( abelha) + TINGA (branca ou cinzenta), significando, portanto \u201cabelha branca ou cinzenta\u201d. Foi atribuído esse nome ao distrito pelo fato de existir na região muitas abelhas.
 
Iratinga teve origem a mais de cem anos às margens da antiga estrada de boiada que ligava Fortaleza a Sobral, quando duas famílias, as primeiras famílias de Iratinga, Vieira e Saraiva , se implantaram.Maria Angélica Vieira representando o clã dos Vieira foi muito importante na consolidação do distrito, pois a mesma tinha grande influência e liderança junto ao povo.
A escola Angélica Vieira primeiramente era uma escola particular. Na década de 70, mais precisamente, em 1977, o empresário Valdemar Gomes assumiu a responsabilidade da escola e em homenagem a senhora Maria Angélica Vieira, sua sogra deu o nome dela á escola.Após alguns anos a escola passou a ser responsabilidade do município.
A escola Municipal Angélica Vieira, localizada na rua Vereador José Tomaz Filho,nº 73, em Iratinga, distrito de Itapajé, a tende a 559 alunos distribuídos em três turnos: manhã, tarde e noite, do 1º ao 9º ano e EJA 2º segmento.
 
EQUIPE DE PROFESSORES
O núcleo gestor da escola é formado por 1 coordenadora pedagógica, 1 coordenadora de integração e 1 secretária.O quadro docente é composto por 15 professores, sendo 11 efetivos e 5 temporários.Os educadores dispõem de recursos didáticos e tecnológicos como computador, televisão, data-show e aparelho de som.
Somando-se ao funcionários da escola,tem quatro auxiliares de serviços gerais, quem fazem a limpeza da escola, dois vigias,que fazem a segurança, dois auxiliares de secretaria, uma duas merendeiras, que realizam seu trabalho com carinho e dedicação.
 
ASPECTOS FÍSICO DA ESCOLA
A escola possui 1 sala de direção ( diretoria), 1 secretaria, 1 sala para os professores, 1 biblioteca/sala de multimeios),1 cozinha,7 banheiros, 8 salas de aula,1 sala de computação, 2 pátios e 1 dispensa.
 
METODOLOGIA DE ENSINO
A Escola Angélica vieira trabalha os temas transversais, ética, meio ambiente, saúde, pluralidade cultural, orientação sexual, educação e consumo, através de projetos.A referida escola apresenta os seguintes projetos:
Ler é compartilhar saberes, que tem como objetivo geral desenvolver no dia-a-dia com os educandos as múltiplas formas de ler, compreender e escrever a dinâmica da vida.
 
Aprendendo com a matemática, tendo como objetivo geral identificar os conhecimentos matemáticos como meios para compreender e transformar o mundo a sua volta e perceber o caráter de jogo intelectual, característica da matemática, como aspecto que estimula o interesse, a curiosidade, o espírito de investigação e o desenvolvimento da capacidade para resolver problemas.
Projeto meio ambiente tem como objetivo geral estimular a mudança prática de atitudes e a formação de novos hábitos com relação a utilização dos recursos naturais favorecendo a reflexão sobre a responsabilidade ética de nossa espécie e o próprio planeta como um todo, auxiliando para que a sociedade possuía um ambiente sustentável , garantindo a vida no planeta.
Projeto dengue,tem como objetivo geral sensibilizar a comunidade escolar e local, quanto a preservação do combate a dengue, conscientizando-a de que são necessários os cuidados com da água parada ,para evitar a proliferação do mosquito transmissor da doença.
Projeto a nossa cor objetiva conhecer a cultura afro-brasileira e desmistificar o preconceito ético-racial compreendendo a importância da contribuição dos negros africanos na construção de nossa cultura, de nossa história.
Projeto recreio dinâmico tem como objetivo geral estimular nossos alunos para uma vida saudável baseada no respeito mútuo entre colegas e profissionais da educação, para que possam crescer e tornarem-se seres humanos capazes de colaborar como o desenvolvimento da sociedade da qual estão inseridos.
Projeto valores: Exercitando a ética para construir a cidadania. Tem como objetivo geral resgatar e efetivar valores, de modo que todos venham a reconhecer a importância dos mesmos para uma convivência harmoniosa, pacífica e saudável consigo e com o outro.
Os projetos são excelentes situações para que os alunos produzam textos de forma contextualizadas, além de que , dependendo de como se organizam, existem leitura, escuta de leituras, produções de textos orais, estudos, pesquisa ou outras atividades.Os projetos além de oferecerem reais condições de produção de textos escritos, carregam exigências de grande valor pedagógico ( parâmetros curriculares nacionais,1998).
 
Entre as características da escola ela possui valores que são: compromisso , autonomia, respeito e criatividade.Sua visão de futuro é ser uma escola de credibilidade reconhecida em todo o estado e se destacar pelo compromisso com a aprendizagem discente, pela autonomia dos profissionais, pelo respeito e pela criatividade presente em todos os serviços.
Na escola tem um conselho escolar composto por 18 pessoas. As reuniões de planejamento dos professores acontecem de duas maneiras: há o planejamento semanal no qual os professores elaboram suas aulas da semana, e o planejamento mensal com todos os professores e funcionários juntos para planejar as ações que irão ocorrer durante o mês.
 
OBSERVANDO A SALA
Estagiando na sala 3º ano, do ensino fundamental, pudemos observar que os conhecimentos não são algo internalizados imediatamente, mas que passam por processos de acúmulo, de oposições entre conhecimentos anteriores e de complementaridade, que conduzem às transformações de conceitos, das relações entre os significados que os compõem e dos procedimentos requeridos e criados nas diferentes resoluções de problemas,uma vez que, as formas e os conteúdos, assim como os procedimentos que desenvolvemos para construir e transformar o conhecimento, são aprendidos nos diversos ambientes em que vivemos,tanto em casa como na escola, por exemplo.
O processo de ensino-aprendizagem depende, então, da construção de pontes e pontos em comum, de um conhecimento do professor em relação a seus alunos em sala, incentivando o uso de conhecimentos prévios aprendidos no cotidiano, por meio do processo de mediação.
De acordo com Vygotsky (1998), o processo de internalização ocorre ao longo de uma série de transformações em que a pessoa em qualquer momento da vida opera sobre o conhecimento apresentado e o reconstrói internamente, em uma longa série de eventos que ocorrem ao longo do desenvolvimento.
 
Assim Vygotsky sensibiliza os educadores para que dêem atenção não apenas aos processos já terminados, mas também àqueles que estão em desenvolvimento. E é nessa perspectiva, em que o educador pode intervir no processo de aprendizado do seu aluno, que a professora regente da sala do 3º ano,Vera Lúcia Barreto Mesquita desempenha seu trabalho docente seguindo uma sequência didática coerente com a aprendizagem dos alunos,trabalhando conteúdos que são significativos e que condizem com a realidade social e com as vivências do aluno.Nos conteúdos trabalhados há contextualização