PSICOLOGIA  DE EDUCAÇÃO
37 pág.

PSICOLOGIA DE EDUCAÇÃO


DisciplinaPsicologia Educação124 materiais445 seguidores
Pré-visualização9 páginas
Questão 1 Valor da questão: 1,00 sua pontuação é 1,00
CARMO (2012) estabelece o entrelaçamento da Educação (enquanto área de aplicação e estudo) e da 
Psicologia para o \u201centender e desvelar os mecanismos presentes na formação dos indivíduos, os 
processos presentes em nossa sociedade e que concorrem para a constituição de nossas subjetividades. 
\u201d(CARMO, p. 38, 2012). Esse entrelaçamento, segundo o autor, pode contribuir 
I \u2013para a formação do indivíduo consciente de seu papel social e transformador da realidade em que 
vive. 
II \u2013 para a instrumentalização do indivíduo, por meio do conhecimento, de forma a gerir as mudanças 
sobre si mesmo e sobre o mundo que o cerca. 
III - para a descoberta de si mesmo, como agentes de transformação e como sujeito de sua própria 
história. 
IV \u2013 para desvelar e denunciar as formas de controle sociais que influenciam os sujeitos em suas 
subjetividades, nas quais, as relações de poder podem limitar ou ampliar o acesso os bens sociais e 
culturais. 
Estão CORRETAS as afirmativas contempladas em: 
 
 
 
 I, II, III e IV. 
 
I e IV. 
 
II e III apenas. 
 
I, III e IV apenas. 
 
 I e II apenas. 
 
 
 Questão 2 Valor da questão: 1,00 sua pontuação é 1,00
Nos estudos sobre a Psicologia da educação (CARMO, 2012), vimos que, no final do século XIX e início 
do século XX, enquanto campo específico, a Psicologia da educação foi-se constituindo, aos poucos, de 
forma contraditória, a partir da \u201cdenúncia\u201d de uma psicologia que \u201cservia aos interesses de grupos 
hegemônicos; uma psicologia que olhava para a escola como algo natural e que naturalizava o fracasso 
ou o sucesso escolar. \u201d (CARMO, p. 40, 2012). Nesta direção, Patto (1987) citado por Carmo (2012), 
aponta três perspectivas que fomentaram o delineamento desse campo (Psicologia da educação), à 
época, são elas: 
 
 
 
o indivíduo não sociável; o indivíduo disciplinado; o indivíduo classificável; 
 
o indivíduo que não sabe; o indivíduo indisciplinado; os indivíduos desacreditáveis; 
You created this PDF from an application that is not licensed to print to novaPDF printer (http://www.novapdf.com)
 
o indivíduo que aprende; o indivíduo disciplinado; o indivíduo classificável; 
 
o indivíduo que não aprende; o indivíduo indisciplinado; o indivíduo classificável; 
 
o indivíduo que não fala; o indivíduo indisciplinado; os indivíduos desclassificáveis; 
 
 
Questão 1 Valor da questão: 1,00 sua pontuação é 1,00
Analise as proposições (assertivas) a seguir, quanto à veracidade do que é afirmado (verdadeira ou falsa) 
e, em seguida, assinale a alternativa correta. 
Segundo Carmo (2012), devemos \u201csalientar o papel da imitação e da aprendizagem de 
discriminação/preconceito no desenvolvimento das interações sociais. Imitar modelos significativos faz 
parte de nosso aprendizado social. Os modelos oferecidos pela família são determinantes nos primeiros 
anos de vida [...] Professores e outros agentes educacionais oferecem modelos significativos aos alunos, 
Mas é na mídia que encontramos as maiores fontes de influência e determinação dos comportamentos 
sociais.\u201d (CARMO, p. 184, 2012). 
PORQUE 
Segundo o autor (p. 184, 2012), existem, em nosso meio social, três padrões sociais que recebem 
tratamento especial na mídia: a agressividade, o preconceito e a discriminação 
Acerca dessas asserções, assinale a opção correta. 
 
 
 
A primeira asserção é uma proposição verdadeira, e a segunda, uma proposição falsa. 
 
As duas asserções são proposições verdadeiras, e a segunda é uma justificativa correta da 
primeira. 
 
As duas asserções são proposições verdadeiras, mas a segunda não é uma justificativa correta da 
primeira. 
 
A primeira asserção é uma proposição falsa, e a segunda, uma proposição verdadeira. 
 
Tanto a primeira quanto a segunda asserções são proposições falsas. 
 
 
 Questão 2 Valor da questão: 1,00 sua pontuação é 1,00
Nos estudos sobre desenvolvimento de interação social (CARMO, 2012), vimos que, devemos estudar o 
desenvolvimento humano considerando o fluxo contínuo da interação indivíduo-mundo. Assim, o 
desenvolvimento de interações sociais segue o fluxo, das sequências presentes em outros tipos de 
desenvolvimento, ou seja, \u201c[...] da dependência para a independência e da predominância de aspectos 
biológicos para a predominância de aspectos sociais, estando os padrões culturais presentes em todos os 
momentos. \u201d (CARMO, p. 177, 2012). Com isso, Carmo (2012) quis dizer que: 
 
You created this PDF from an application that is not licensed to print to novaPDF printer (http://www.novapdf.com)
 
 
desde o seu nascimento, o ser humano, está em constante contradição com as formas específicas 
de comunicação e de aprendizagem. 
 
desde o seu nascimento, o ser humano, está em constante oposição com as formas específicas de 
comunicação e de ensino intencional. 
 
desde o seu nascimento, o ser humano, está em constante contradição com as formas específicas 
de socialização da aprendizagem. 
 
 desde o seu nascimento, o ser humano, está em constante exposição à formas específicas de 
interação das manifestações culturais. 
 
desde o seu nascimento, o ser humano, está em constante oposição a formas gerais de 
manifestações dos comportamentos sociais. 
 
 
Questão 1 Valor da questão: 1,00 sua pontuação é 1,00
Nos estudos sobre a sequência de desenvolvimento motor (CARMO, 2012), vimos que, \u201cé comum que 
pais iniciantes apresentem uma série de preocupação a respeito do aparecimento dessas capacidades 
motoras, sendo a grande maioria dessas preocupações infundadas\u201d (CARMO, p. 161, 2012). Assim, 
Carmo (2012), orienta que em caso de dúvidas a respeito do curso normal de desenvolvimento, a 
primeira providência que deve ser tomada pelos pais é 
 
 
 
buscar ajuda e orientações psicológicas e nunca tomar atitude de resolver a situação por contra 
própria. 
 
buscar ajuda e orientações psiquiátricas e tomar atitude de resolver a situação por contra própria. 
 
buscar ajuda e orientações familiares e tomar a atitude de resolver a situação por contra própria 
 
buscar ajuda e orientações neurológicas e nunca tomar atitude de resolver a situação por contra 
própria. 
 
buscar ajuda e orientações médicas pediátricas e nunca tomar atitude de resolver a situação por 
contra própria. 
 
 
 Questão 2 Valor da questão: 1,00 sua pontuação é 1,00
Nos estudos sobre os períodos de desenvolvimento socialmente determinados (CARMO, 2012), vimos 
que, \u201c estudos antropológico e históricos tem documentado fartamente que a divisão das etapas de 
desenvolvimento aceita no ocidente não é natural, e sim cultural. \u201d (p. 153, 2012) Assim, com base na 
afirmativa, podemos afirmar que os períodos ou etapas do desenvolvimento (infância, juventude, velhice, 
por exemplo) são classificações 
 
 
 
determinadas biologicamente com implicações genéticas e políticas especificas; 
 determinadas hereditariamente com implicações pessoais e familiares especificas; 
You created this PDF from an application that is not licensed to print to novaPDF printer (http://www.novapdf.com)
 
 
determinadas fisicamente com implicações maturacionais e fisiológicas especificas; 
 
determinadas socialmente com implicações sociais e políticas especificas; 
 
determinadas psicologicamente com implicações biológica e maturacionais especificas; 
 
 
Questão 1 Valor da questão: 1,00 sua pontuação é 1,00
Nos estudos sobre a sequência de desenvolvimento motor (CARMO, 2012), vimos que, \u201cé comum que 
pais iniciantes apresentem uma série de preocupação a respeito do aparecimento dessas capacidades 
motoras, sendo a grande maioria dessas preocupações infundadas\u201d (CARMO, p. 161, 2012). Assim, 
Carmo (2012), orienta que em caso de dúvidas a respeito do curso normal de desenvolvimento,