Teste CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
44 pág.

Teste CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II


DisciplinaContabilidade e Gestão Tributária II1.438 materiais9.404 seguidores
Pré-visualização12 páginas
CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II
1a aula
		
	 
	Lupa
	 
	 
	
Vídeo
	
PPT
	
MP3
	 
	
	 
	Exercício: GST1681_EX_A1_201701126346_V1 
	20/08/2018 21:51:06 (Finalizada)
	Aluno(a): CARLOS ANDRE NUNES SALGADO
	2018.3 EAD
	Disciplina: GST1681 - CONTABILIDADE E GESTÃO TRIBUTÁRIA II 
	201701126346
	 
	
	 1a Questão
	
	
	
	
	A tributação sobre o Lucro no Brasil possui uma conotação diferente em relação ao padrão mundial: a existência de dois tributos sobre o lucro, quando o mais comum seria essa tributação ocorrer apenas através do Imposto de Renda. O motivo da existência de dois tributos no Brasil se dá:
		
	 
	pela destinação dos valores arrecadados, sendo 100% da arrecadação da CSLL destinada a financiar a seguridade social; e o Imposto de Renda dividido entre a União, os Estados e Municípios.
	
	pela destinação dos valores arrecadados, sendo o IR e CSLL destinados a seguridade social.
	
	pela destinação dos valores arrecadados, sedo a CSLL dividida entre a União, os Estados e Municípios e o Imposto de Renda destinado à seguridade social.
	
	pela necessidade de uma maior arrecadação por parte do governo brasileiro.
	 
	pela destinação dos valores arrecadados, sendo o IR e CSLL divididos entre a União, os Estados e municípios.
	
Explicação:
Na visão dos especialistas em matéria tributária, a justificativa para a existência de dois tributos sobre o Lucro se baseia na destinação dada aos valores arrecadados, pois de acordo com a legislação vigente, apenas sobre o valor arrecadado pela União referente a cobrança do Imposto sobre a Renda das Pessoas Jurídicas - IRPJ é efetuado repasse aos Estados e Municípios.
	
	 
	
	 2a Questão
	
	
	
	
	Qual das opções reflete o que chamamos de lucro real conforme as normas tributárias atuais.
		
	 
	É o lucro liquido do período de apuração com adições, e exclusões autorizadas pela legislação.
	
	É o lucro bruto do período de apuração com adições, exclusões ou compensação não autorizadas pela receita.
	 
	É o lucro liquido do período de apuração ajustado pelas adições, exclusões, ou compensações autorizadas pela legislação fiscal.
	
	É o lucro bruto do período de operação ajustado pelas adições, exclusões, ou compensações autorizadas pela receita.
	
	É o lucro do período de operação com adições, e exclusões não autorizadas pela legislação.
	
Explicação:
Conforme estabelece o art. 6º, do Decreto-Lei Nº 1.598/77, lLucro Real é o lucro líquido do exercício ajustado pelas adições, exclusões ou compensações prescritas ou autorizadas pela legislação tributária.
	
	 
	
	 3a Questão
	
	
	
	
	O Regulamento do Imposto de Renda, conhecido na prática como RIR/99, estabelece que são contribuintes do Imposto de Renda as pessoas jurídicas e as empresas individuais. O RIR/99 determina para tais contribuintes que a base de cálculo do Imposto de Renda é o lucro real e o lucro
		
	
	estimado ou determinado
	
	declarado ou estimado
	 
	presumido ou arbitrado
	 
	declarado ou presumido
	
	estimado ou arbitrado
	
Explicação:
De acordo com a legislação vigente, as pessoas jurídicas e as pessoas físicas a elas equiparadas, domiciliadas no País, devem apurar o IRPJ com base no lucro, que pode ser real, presumido ou arbitrado.
	
	 
	
	 4a Questão
	
	
	
	
	Com o advento da Lei 8.218/91 o livro razão passou a ser obrigatório, portanto o contribuinte que declara com base no lucro real deverá manter, em boa ordem e segundo as normas contábeis recomendadas, Livro Razão ou fichas utilizadas para resumir e totalizar, por conta ou subconta, os lançamentos efetuados no Diário. O que acontece caso falte a apresentação deste livro a fiscalização nas condições determinadas?
		
	
	Implicará a realização do lucro da pessoa jurídica.
	 
	Implicará o arbitramento da despesa pessoa jurídica
	
	Implicará o arbitramento do prejuízo da pessoa jurídica.
	
	Implicará o arbitramento do lucro da pessoa física.
	 
	Implicará o arbitramento do lucro da pessoa jurídica.
	
Explicação:
Lucro arbitrado é definido, a luz do art. 530 do RIR/99, como a forma de apuração da base de cálculo do Imposto de Renda que pode ser utilizado pela Receita Federal nas situações em que o contribuinte obrigado à tributação com base no lucro real, mantiver escrituração imprestável, isto é, fora dos padrões legais e normativos, deixar de elaborar as demonstrações financeiras exigidas pela legislação fiscal ou fizer a opção equivocada pelo Lucro Presumido.
	
	 
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	A respeito dos regimes de tributação incidentes sobre o lucro é correto afirmar que:
		
	
	Lucro Presumido é o lucro líquido do exercício ajustado pelas adições, exclusões ou compensações prescritas ou autorizadas pela legislação tributária.
	 
	Lucro arbitrado é a forma de apuração da base de cálculo do Imposto de Renda que pode ser utilizado quando o contribuinte deixar de elaborar as demonstrações financeiras exigidas pela legislação fiscal.
	
	Lucro Real é a receita líquida deduzida dos custos de produção e das despesas operacionais.
	 
	Lucro Real é a forma de tributação simplificada que utiliza somente as receitas da empresa para determinar a base de cálculo do Imposto de Renda e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido.
	
	Lucro Presumido pode ser definido como a receita líquida deduzida dos custos de produção.
	
Explicação:
Em conformidade com o art. 530 do RIR/99, o Lucro Arbitrado é definido como a forma de apuração da base de cálculo do Imposto de Renda que pode ser utilizado tanto pela Receita Federal, nas situações em que o contribuinte obrigado à tributação com base no lucro real, mantiver escrituração imprestável, isto é, fora dos padrões legais e normativos, deixar de elaborar as demonstrações financeiras exigidas pela legislação fiscal ou fizer a opção equivocada pelo Lucro Presumido, quanto pelo contribuinte quando conhecida a receita.
	
	 
	
	 6a Questão
	
	
	
	
	"Estima-se o lucro da empresa aplicando-se percentuais previstos em lei, a partir de faixas por faturamento. É permitido somente para alguns tipos de empresas." E "Chega-se à base de cálculo do imposto de renda partindo do lucro contábil da empresa, ajustando-o extra-contabilmente, o que se dá através de registro em livro próprio para apuração do referido imposto." Os textos acima fazem referência às formas de tributação do IRPJ denominadas, respectivamente:
		
	
	lucro presumido e lucro contábil.
	 
	lucro real e lucro presumido.
	
	lucro deduzido do faturamento e lucro real.
	 
	lucro presumido e lucro real.
	
	lucro ajustado e lucro real.
	
Explicação:
Conforme estabelece o art. 6º, do Decreto-Lei Nº 1.598/77, Lucro Real é o lucro líquido do exercício ajustado pelas adições, exclusões ou compensações prescritas ou autorizadas pela legislação tributária.
Lucro presumido pode ser conceituado como a forma de tributação simplificada que utiliza somente as receitas da empresa para determinar a base de cálculo do Imposto de Renda e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido das pessoas jurídicas que não estão obrigadas à apuração do Lucro Real.
	
	 
	
	 7a Questão
	
	
	
	
	De acordo com a Legislação Brasileira, a respeito dos tributos incidentes sobre o lucro das empresas, é correto afirmar:
		
	
	Incide apenas o Imposto sobre a Renda das Pessoas Jurídicas
	
	Incide o Imposto sobre a Renda das Pessoas Jurídicas ou a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido
	
	Incide a Contribuição de Melhoria para o Financiamento da Seguridade Social
	 
	Incidem o Imposto sobre a Renda das Pessoas Jurídicas e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido
	
	Incide