Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
PORTFÓLIO REFLEXIVO 2701

Pré-visualização | Página 1 de 1

��ESTADO DE MATO GROSSO
SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO
CAMPUS DE TANGARÁ DA SERRA
DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM
MODELO PORTFÓLIO REFLEXIVO
Disciplina: Semiologia e Semiotécnica II
Docente: Priscila Mendes
Acadêmico: Marcelo Augusto Pfeifer Puça
Unidade de Prática-Campo: Hospital Municipal Arlete Daisy Cichetti de Brito
Data: 24/01/2017
	1. Procedimentos
	
Lavagem das mãos;
Verificação dos SSVV – temperatura, pulso, pressão arterial e frequência respiratória;
Curativo oclusivo
SAE
Passagem de plantão
	2. Técnica realizada
	
2.1 LAVAGEM DAS MÃOS
Materiais utilizados: sabão líquido, água, papel-toalha, lixo comum
Abri a torneira, molhei as mãos deixando a torneira aberta;
Coloquei sabão nas palmas das mãos;
Friccionei a palma da mão esquerda com a palma da mão direita, com 5 movimentos únicos e unidirecionais e vice e versa;
Friccionei o dorso da mão esquerda com a palma da mão direita, com 5 movimentos únicos e unidirecionais e vice e versa;
Friccionei as palmas das mãos com os dedos entrelaçados, com 5 movimentos únicos e unidirecionais e vice e versa; 
Friccionei a mão em posição de garra para higienização do dorso dos dedos, com 5 movimentos únicos e unidirecionais e vice e versa;
Friccionei o polegar da mão esquerda com auxilio da palma da mão direita, com 5 movimentos únicos e unidirecionais e vice e versa;
Friccionei as polpas digitas e unhas da mão esquerda contra a palma da mão direita com 5 movimentos circulares e vice e versa;
Friccionei o pulso da mão esquerda com a palma da mão direita com 5 movimentos únicos e unidirecionais e vice e versa;
Peguei o papel toalha com a mão direita e desliguei a torneira.
Peguei o papel toalha e sequei a mão de cima para baixo iniciando com as postas dos dedos, palma das mãos, punho, tanto da mão direita, quanto da esquerda, assim desprezo o papel. Logo, pego outro papel toalha e seco a parte dorsal da mesma maneira.
2.2 VERIFICAÇÃO DE SINAIS VITAIS
Materiais necessários: Termômetro, relógio, estetoscópio, esfigmomanômetro, algodão, álcool a 70%, luvas de procedimento, caderneta, caneta.
Temperatura
Higienizei as mãos
Peguei meu material (Termômetro e algodão embebido com álcool a 70%) e realizei a assepsia
Expliquei ao paciente o procedimento
Removi a manga da blusa para ter acesso a axila do paciente e posicionei o termômetro
Aguardei o sinal sonoro do termômetro para realizar a leitura da temperatura
Realizei a assepsia do termômetro e guardei no local indicado
Realizei a higienização das mãos e registrei as anotações de enfermagem
Pulso
Higienizei as mãos
Expliquei ao paciente o procedimento
Procurei o local indicado para realizar o procedimento
Contei a pulsação por um minuto, memorizei o resultado
Realizei a higienização das mãos e anotações de enfermagem
Pressão Arterial
Higienizei as mãos
Reuni os materiais (Estetoscópio, esfigmomanômetro) e realizei a assepsia do diafragma e olivas do estetoscópio.
Expliquei o procedimento a o paciente
Removi a roupa do braço no qual eu irei anexar o manguito
Posicionei o braço na altura do coração, apoiado com a palma da mão voltada para cima e o cotovelo ligeiramente fletido;
Coloquei o manguito no braço, sem deixar folgas acima da fossa cubital
Coloquei o mostrador do manômetro aneroide de modo que fique bem visível ou posicione os olhos na altura da coluna de mercúrio, no manômetro de coluna;
Solicitei ao paciente que não conversasse durante a mensuração;
Palpei a artéria braquial e coloquei o estetoscópio sobre ela e fiz uma leve pressão para sentir a pulsação do paciente
Insuflei o manguito até ultrapassar 200 mmHg;
Desinflei o manguito devagar analisando a primeira borbulha e a quinta borbulha
Informei o valor de pressão arterial medido ao paciente;
Anotei os valores inteiros 
Guardei o material;
Higienizei as mãos;
Frequência respiratória
Orientei o paciente para que permanecesse deitado e confortável
Informei ao paciente que iria realizar a contagem de pulso novamente (realizei desta maneira para que o paciente não percebesse e acabasse alterando a respiração).
Memorizei o número de respirações
Realizei a higienização das mãos 
Realizei anotações de enfermagem
2.3 CURATIVO OCLUSIVO
Materiais utilizados: Bacia, Soro fisiológico, esparadrapo, gazes, luvas de procedimento.
Lavei as mãos;
Peguei os materiais necessários;
Encaminhei ao paciente e expliquei o procedimento;
Coloquei a bacia embaixo do braço;
Irriguei com soro fisiológico a lesão cirúrgica que estava quase cicatrizada;
Sequei a lesão e o braço com gazes;
Preparei o curativo com uma faixa de esparadrapo e gazes cobrindo a lesão;
Recolhi os materiais;
Deixei o ambiente em ordem;
Desprezei a soro que foi lavado o braço no vazo e em seguida sei descarga;
Tirei as luvas;
Lavei as mãos.
2.4 Sistematização da Assistência da Enfermagem – SAE
Materiais necessários: papel com a SAE impressa, caneta, anamnese realizada.
O preenchimento da SAE (Sistematização da Assistência da Enfermagem) foi realizando durante o a verificação dos sinais vitais do paciente, onde eu questionei ao paciente se tinha dificuldade para dormir, e a resposta foi não, em relação a alimentação é que consegue se alimentar sozinho, mas não esta ingerindo a comida toda, ou seja, totalmente, a eliminação vesical é espontânea e a eliminação intestinal é espontânea, o cliente tinha um acesso venoso abocath da numeração 24, juntamente com a multivia. Questionei ao paciente se sentia dor, a resposta foi não. Tanto a higiene oral com o a corporal consegue realizar sozinho sem auxílio. A locomoção é espontânea, entretanto não precisa de auxilio. O cliente é calmo, participativo. 
As 10h00min, essas informações, juntamente com os sinais vitais são passada para SAE, onde foi carimbado e assinado por eu e pela a responsável por acompanhar os alunos no estagio. 
2.5 Passagem de Plantão
Materiais necessários: acadêmico estagiário, técnico responsável pelo paciente, prontuário.
Inicialmente perguntei quem iria prestar os cuidados a ala Feminina 2 e quem ficaria com paciente J. do leito 2. Em seguida, relatei como estava o paciente, calmo, comunicativo, relatei que a PA dela estava elevada, e que os outros dados como FR, P, T estava normal. Também foi citada, sua alimentação, a eliminação vesical e intestinal e repouso. Depois verificamos a SAE (Sistema Assistência de Enfermagem) para saber se foi preenchido tudo corretamente, estando tudo correto carimbamos e assinamos.
	3. Técnica preconizada pela literatura
	
Técnicas preconizadas pela literatura estão relatadas nos portfólios anteriores.
	4. Análise crítica
	O terceiro dia de estagio, como já estava mais seguro sobre o estagio o dia foi mais satisfatório, tudo acorreu corretamente com a exceção do exame físico que falhei no anamnese faltando perguntar algumas coisas ao paciente, mas no de mais foi um dia fantástico e muito satisfatório, pois as minhas atividades foram executadas corretamente sem contaminações. 
Já a professora continuou transmitindo a todo o momento a importância de realizar o procedimento correto, a mesma dominava completamente o que estava orientando, auxiliando e fazendo.
	5. Referências
	
�PAGE \* MERGEFORMAT�1�