A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Avaliação Parcial QUESTOES RESPONSABILIDADE CIVIL

Pré-visualização | Página 1 de 2

Avaliação Parcial: CCJ0050_SM_201401201491 V.1 
	Aluno(a): ELANE BRITO FE
	Matrícula: 201401201491
	Acertos: 0,0 de 10,0
	Data: 18/10/2018 15:22:18 (Finalizada)
	
	
	1a Questão (Ref.:201404193850)
	Acerto: 0,0  / 1,0
	(TRT 1ª 2013 - FCC - ANALISTA JUDICIÁRIO) - O motorista de um automóvel de passeio trafegava na contra-mão de direção de uma avenida quando colidiu com uma ambulância estadual que transitava na mão regular da via, em alta velocidade porque acionada a atender uma ocorrência. A responsabilidade civil do acidente deve ser imputada:
		
	
	tanto ao civil quanto ao Estado, sob a responsabilidade subjetiva, em razão de culpa concorrente.
	
	ao Estado, sob a modalidade subjetiva, devendo ser comprovada a culpa do motorista da ambulância.
	
	ao civil que conduzia o veículo, que responde sob a modalidade objetiva no que concerne aos danos apurados na viatura estadual.
	 
	ao civil que conduzia o veículo e invadiu a contramão, dando causa ao acidente, não havendo nexo de causalidade para ensejar a responsabilidade do Estado.
	 
	ao Estado, uma vez que um veículo estadual (ambulância) estava envolvido no acidente, o que enseja a responsabilidade objetiva.
	
	
	
	2a Questão (Ref.:201401997285)
	Acerto: 0,0  / 1,0
	Ano: 2015; Banca: FCC; Órgão: TJ-PE; Prova: Juiz Substituto. Haverá obrigação de reparar o dano, independentemente de culpa:
		
	 
	quando a atividade normalmente desenvolvida pelo autor do dano implicar, por sua natureza, risco para os direitos de outrem.
	
	somente nos casos especificados em lei.
	
	quando a lei não estabelecer que a hipótese se regula pela responsabilidade civil subjetiva.
	 
	apenas quando o dano for ocasionado por agente público ou preposto de empresa concessionária de serviço público, no exercício de seu trabalho.
	
	sempre que o juiz, verificando a hipossuficiência da vítima, inverter o ônus da prova.
	
	
	
	3a Questão (Ref.:201401991266)
	Acerto: 0,0  / 1,0
	XV EXAME DE ORDEM UNIFICADO Devido à indicação de luz vermelha do sinal de trânsito, Ricardo parou seu veículo pouco antes da faixa de pedestres. Sandro, que vinha logo atrás de Ricardo, também parou, guardando razoável distância entre eles. Entretanto, Tatiana, que trafegava na mesma faixa de rolamento, mais atrás, distraiu-se ao redigir mensagem no celular enquanto conduzia seu veículo, vindo a colidir com o veículo de Sandro, o qual, em seguida, atingiu o carro de Ricardo. Diante disso, à luz das normas que disciplinam a responsabilidade civil, assinale a afirmativa correta.
		
	
	Cada um arcará com seu próprio prejuízo, visto que a responsabilidade pelos danos causados deve ser repartida entre todos os envolvidos.
	 
	Caberá a Tatiana indenizar os prejuízos causados ao veículo de Sandro, e este deverá indenizar os prejuízos causados ao veículo de Ricardo
	 
	Caberá a Tatiana indenizar os prejuízos causados aos veículos de Sandro e Ricardo
	
	Tatiana e Sandro têm o dever de indenizar Ricardo, na medida de sua culpa
	
	
	
	4a Questão (Ref.:201402293343)
	Acerto: 0,0  / 1,0
	(TJ/PE 2013) - O abuso de direito acarreta:
		
	
	somente a ineficácia dos atos praticados e considerados abusivos pelo juiz.
	
	consequências jurídicas apenas se decorrente de coação, ou de negócio fraudulento ou simulado.
	 
	apenas a ineficácia dos atos praticados e considerados abusivos pela parte prejudicada, independentemente de decisão judicial
	
	indenização apenas em hipóteses previstas expressamente em lei.
	 
	indenização a favor daquele que sofrer prejuízo em razão dele.
	
	
	
	5a Questão (Ref.:201404242468)
	Acerto: 0,0  / 1,0
	No estudo da Responsabilidade Civil, o nexo causal cumpre duas funções básicas: permite determinar a quem se deve atribuir um resultado danoso e é indispensável na verificação do dano a se indenizar. Esse dever de indenizar ocorre caso haja um dano e uma ação causadora desse mesmo dano. A responsabilidade de indenizar nunca dispensará o nexo causal, mas pode dispensar o instituto da:
		
	 
	Dano.
	 
	Culpa.
	
	Causa superveniente.
	
	Causa preexistente.
	
	Causa concomitante.
	
	
	
	6a Questão (Ref.:201404252267)
	Acerto: 0,0  / 1,0
	No estudo da Responsabilidade Civil do Estado em caso de omissão é um dos tópicos mais discutidos sobre este tema. Os elementos definidores da Responsabilidade Civil do Estado em caso de omissão tem razão direta ligada a seus agentes, exemplificada por este comportamento omisso, o dano, o nexo de causalidade e, repetindo, a culpa do servidor público. Neste sentido, o resultado da omissão será relevante:
		
	
	É diferencial se por si só for capaz de mudar o nexo causal.
	 
	Quando o agente tiver o dever legal de agir e assim mesmo não o faz.
	
	Isenção da responsabilidade do autor.
	
	Se o evento danoso já existia.
	 
	É capaz de acarretar o resultado.
	
	
	
	7a Questão (Ref.:201402187129)
	Acerto: 0,0  / 1,0
	Veja a assertiva e, em seguida, marque a alternativa de acordo com o direcionamento abaixo descrito.
A indenização por perda de uma chance, segundo entendimento doutrinário e pretoriano dominante, é devida quando:
		
	 
	a pessoa veja frustrada uma vitória judicial ou uma cura médica por qualquer erro do profissional.
	
	a pessoa veja frustrada uma oportunidade, mesmo em tempo distante, que ocorreria se as coisas seguissem normalmente.
	
	possa importar na mitigação do nexo de causalidade.
	
	a pessoa tenha de sofrer um dano imediato e concreto.
	 
	a pessoa veja frustrada uma oportunidade, em futuro próximo, que ocorreria se as coisas seguissem normalmente.
	
	
	
	8a Questão (Ref.:201404261840)
	Acerto: 0,0  / 1,0
	A responsabilidade civil se manifesta por alguns requisitos para sua configuração, sendo indispensável a sua comprovação por parte de quem busca uma reparação na esfera judicial. O dano, embora não seja fundamental no ato ilícito, figura como um dos requisitos indispensáveis para configuração da responsabilidade civil. Os danos em espécie podem ser divididos em dos grupos: dano típico e dano atípico. Dentre as afirmativas abaixo, assinale aquela que se configura como dano atípico:
		
	 
	Dano pela perda de uma chance.
	 
	Dano emergente.
	
	Dano a Honra Subjetiva.
	
	Dano material ou patrimonial.
	
	Dano a Honra Objetiva.
	
	
	
	9a Questão (Ref.:201401374762)
	Acerto: 0,0  / 1,0
	É CORRETO afirmar que o contrato de transporte é: I- de adesão II- gratuito III- unilateral.
		
	 
	Somente a I está correta.
	
	Somente a II está correta.
	
	Somente a III está correta.
	 
	Nenhuma está correta.
	
	
	
	10a Questão (Ref.:201402342569)
	Acerto: 0,0  / 1,0
	Um oficial do corpo de bombeiros arrombou a porta de determinada residência para ingressar no imóvel vizinho e salvar uma criança que corria grave perigo em razão de um incêndio. A respeito dessa situação hipotética e conforme a doutrina dominante e o Código Civil, assinale a opção correta.
		
	 
	Não se aplica ao referido oficial a regra do Código Civil segundo a qual o agente que atua para remover perigo iminente pode ser chamado a indenizar terceiro inocente.
	
	Conforme disposição do Código Civil, o oficial teria o dever de indenizar o dono do imóvel no valor integral dos prejuízos existentes, tendo direito de regresso contra o responsável pelo incêndio.
	
	O ato praticado pelo oficial é ilícito porque causou prejuízo ao dono do imóvel, inexistindo, entretanto, o dever de indenizar, dada a ausência de nexo causal.
	
	Não se pode falar em responsabilidade civil nesse caso, pois, na hipótese de estado de necessidade, o agente causador do dano nunca terá o dever de indenizar.