A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
AVALIAÇÃO ONLINE

Pré-visualização | Página 1 de 3

CURRICULO
Quando analisamos a Educação Infantil e o Currículo, devemos tomar a criança como ponto de partida da proposta pedagógica, compreendendo que para conhecer o mundo ela envolve o afeto, o prazer, o desprazer, a fantasia, o brincar, o movimento, a poesia, as ciências, as artes plásticas e dramáticas, a linguagem, a música e a matemática de forma integrada, pois a vida é algo que se experimenta por inteiro (FARIA ,1999). Com base nos fundamentos apresentados, teça considerações trazendo exemplos de conteúdos curriculares e práticas pedagógicas com crianças em idade pré-escolar, priorizando a formação pessoal e social e conhecimento do mundo.
 
Questão B
 O ano de 2014 foi marcado pelo evento da Copa do Mundo realizada no Brasil. Numa escola pública de uma região periférica e afastada, nem todos os estudantes têm acesso à televisão em sua casa para poderem assistir aos jogos, no entanto, esse é um tema bastante comentado por eles em todos os momentos que estão na escola. Você, como professor(a) dessa escola, como trabalharia com o currículo associado às práticas sociais, levando em conta que as questões cotidianas são elementos definidores das práticas escolares, sem perder de vista o conhecimento necessário (conteúdos) que necessitam ser trabalhados dos componentes curriculares? Redija um texto argumentativo, colocando como seria essa articulação com o currículo.
QUESTÃO A: A organização e estruturação do Currículo na Educação Infantil compreendem dois eixos de experiências: formação pessoal e social (identidade, autonomia, brincar, movimento e conhecimento de si e do outro). Conhecimento do mundo (diferentes formas de linguagem e expressão, artes, música, linguagem oral, escrita e matemática, conhecimento da natureza e sociedade). Segundo Vygotsky (1987b), no princípio da vida da criança, suas ações sobre o mundo são motivadas pelo contexto perceptual e pelos objetos nele contidos. Contudo, quando se iniciam os jogos de faz de conta, há um novo e importante processo psicológico para a criança – o processo de imaginação – que lhe deixa se desprender das restrições impostas pelo ambiente imediato. A criança é agora capaz de modificar o significado dos objetos, transformando uma coisa em outra. Assim, o campo de significado se impõe sobre o campo perceptual.   Esse processo tem implicações importantes no desenvolvimento da criança, particularmente naquilo que se refere à construção de significados sobre o mundo que a cerca. Existe uma ampliação da flexibilidade em usar os objetos, a partir da possibilidade de atribuir-lhes novos significados pelo processo de imaginação. Essa nova forma de operação com significados abre um novo campo de apreensão e invenção da realidade. Propiciar contextos de cuidados, brincadeiras e aprendizagens dirigidas de forma integrada e que possam contribuir para o desenvolvimento das capacidades infantis de relação interpessoal, de ser e estar com os outros em uma atitude básica de aceitação, respeito, confiança e o acesso, pelas crianças, aos conhecimentos mais amplos da realidade social e cultural. Ajudar o outro a se desenvolver como ser humano, valorizar e ajudar a desenvolver capacidades. Além disso, a brincadeira como atividade cultural que deve ser incorporada ao currículo da Educação Infantil; o papel mediador do professor e da professora na ideia da construção do conhecimento em rede como orientadora do planejamento pedagógico e da seleção e tratamento dos conteúdos curriculares. No momento em que a educação infantil esta passando por uma nova realidade moderna onde desde bem cedo à criança já deve ser introduzida com a sociedade através das redes sociais, por isso é muito importante à ajuda dos educadores mais também dos pais principalmente quando estão em casa, pois toda a criança tem direito de construir seus próprios conhecimentos de forma crítica. O brincar é, portanto uma das atividades mais fundamentais para o desenvolvimento das crianças, tais como: a atenção à imitação, memorização, etc.
 
QUESTÃO B: No momento em que a educação infantil esta passando por uma nova realidade moderna onde desde bem cedo à criança já deve ser introduzida com a sociedade através das redes sociais, por isso é muito importante à ajuda dos educadores mais também dos pais principalmente quando estão em casa, pois toda a criança tem direito de construir seus próprios conhecimentos de forma crítica. Na era da internet a criança tem mais facilidade de aprender através de computadores e celulares, pois isso esta em todas as casas por mais humilde que a casa seja. A avaliação deveria compreender que ela vem para preparar a criança para um futuro no qual ela poderá fazer a diferença para uma população ou até mesmo para o país. A proposta pedagógica sempre no melhor para a aprendizagem dos alunos alterando sempre que necessário.
DIDIATICA
Questão A
 
O planejamento faz parte da vida humana, pois sempre temos que organizar as atividades que vamos efetivar durante o dia. Poderá ser um simples passeio no parque, mas é preciso organizar o que precisamos levar para evitar problemas. O papel do professor exige uma organização posta no planejamento, processo que equilibra os meios e fins. Com base nas ideias apresentadas, argumente em um texto sobre a importância de um bom planejamento escolar e quais os benefícios que este trabalho pode trazer tanto para professor quanto para aluno.
Questão B
 Na escola “Vivendo para a Educação”, o Pedagogo da instituição escuta a professora Clarisse falando mal de uma colega de trabalho para a turma do 5º ano do Ensino Fundamental. A professora, ao perceber que o profissional ouviu a conversa, tenta disfarçar, conversando com os alunos sobre assuntos da aula. Diante deste fato, como deveria agir o Pedagogo da instituição de ensino?  Como ele deveria proceder diante da falta de ética dentro de um ambiente educacional?
 
QUESTÃO A: o planejamento e organização são fundamentais na vida do estudante, assim que se tem organização e planejamento você se torna uma pessoa mas prevenida e confiante. O planejamento do professor é uma arma de defesa, pois sem ela não tem como estar em sala de aula confiante, pois talvez surjam alguns problemas de comunicação com os alunos ou pais dos alunos, e se tiver o planejamento em dia não terás o que temer. Não há possibilidades de um bom trabalho sem ter uma base, um porto seguro, não há como dar certo o trabalho do professor sem o principal que é o planejamento, é ele que nos orienta nos guia e nos mostra qual caminho devemos seguir para que possamos transmitir da forma mais correta possível o conhecimento para o aluno. Todo o bom professor deve ter consigo no seu material escolar o planejamento impresso, pois quando surgir alguma dúvida, poderá consultar o seu próprio planejamento, isso noção impede que o mesmo possa ser em aberto, e que algumas ideias e sugestões de atividades diferentes que seu colega lhe mostrou e que deu certo naquela turma, a gente também pode fazer, por isso é de extrema importância deixar um espaço em branco para que possamos ir preenchendo no decorrer do ano letivo. Pois as a cada ano os novos professores que estão ingressando na área tem novas ideias de atividades que possam envolver o aluno e que ele consiga compreender e entender o conteúdo ministrado.
QUESTÃO B: Inicialmente, ele deve manter a ética dentro da instituição, e, assim, ao ouvir, deve esperar o momento certo para dialogar com a professora sobre suas palavras.
Além disso, é interessante que se faça uma reunião para esclarecer essas desavenças, visto que na maioria das vezes é gerada pela falta de diálogo, e achismos, que não devem ser fundamentais no espaço escolar, muito pelo contrário, devem ser erradicados, pois o respeito e a ética são dois dos maiores fundamentos para uma boa relação em grupo.
LEGISLAÇÃO 
Questão A
Em relação a qualidade de ensino, a  Constituição Federal de 1988 dispõe no art. 214 que a lei estabelecerá o plano nacional de educação, de duração plurianual, visando à articulação e ao desenvolvimento