Portfolio Individual educação inclusiva
8 pág.

Portfolio Individual educação inclusiva


DisciplinaEducação Inclusiva13.151 materiais113.985 seguidores
Pré-visualização1 página
Sistema de Ensino Presencial Conectado
CURSO DE GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA
 
 EDUCAÇÃO INCLUSIVA
 
 EDUCAÇÃO INCLUSIVA
Trabalho apresentado à Universidade Norte do Paraná - UNOPAR, como requisito parcial para a obtenção de média bimestral nas disciplinas de Educação Inclusiva e Libras; Pedagogia em Espaços Escolares e Não Escolares; Educação e Tecnologia em Educação; Cidadania, Diversidade: Relações Étnico-Raciais; Seminário Interdisciplinar III. Profs. Edilaine Vagula: Sandra Vedoato; Vilze Vidott; Cyntia Simioni; Fabio Luiz e Carlos Eduardo Gonçalves.
 
 SUMÁRIO
1. INTRODUÇÃO................................................................................................4
 2. DESENVOLVIMENTO....................................................................................5
3. CONSIDERAÇÕES FINAIS............................................................................6
4. REFERENCIAS...............................................................................................7
INTRODUÇÃO
 
 O presente trabalho tem como objetivo analisar o Projeto Político Pedagógico sobre a Educação Inclusiva. Nesse sentido, esta reflexão apresenta a visão dos educadores e a valorização das diversidades dos alunos portadores de necessidades especiais.
 Realizada a pesquisa de campo na com entrevista feita á Pedagoga e Coordenadora ....,dar-se inicio a Análise do PPP na educação inclusiva. Os dados foram coletados a partir de um roteiro de entrevista semiestruturado, buscando auxiliar no levantamento de aspectos que possibilitassem, a partir das respostas do participante, verificar como tem sido trabalhada a organização física e pedagógica da escola pesquisada.
DESENVOLVIMENTO
 
 A Escola é uma instituição pública Municipal que se ocupa do Ensino Fundamental no Distrito /PE \u2013 situada às/n. Fundada em 1981.  Teve seu nome em homenagem ao agropecuarista e doador do terreno para a construção da referida escola, o Sr. José Ferreira natural do distrito. A Escola funciona nos três turnos, oferecendo as modalidades de Ensino Fundamental (do 1º ao 6º ano e de 6ª a 8ª séries); EJA (Educação de Jovens e Adultos) e projetos como o Pro jovem Adolescente, PETI e Travessia. Atende a clientela local e, oriundas de fazendas e sítios vizinhos, que apresenta precárias condições socioculturais e baixas condições econômicas vividas no ambiente familiar. A inclusão é um aspecto que precisa está presente no cotidiano e em todas as instâncias do convívio em sociedade, seja na família, na escola ou na comunidade em que vive de maneira digna evidenciando suas potencialidades e minimizando suas dificuldades, tornando-o mais independente possível. A Educação Inclusiva implica no desenvolvimento da sociedade como um todo, respeitando a individualidade e proporcionando que cada um seja sujeito na construção da aprendizagem, bem como cidadão apto ao exercício de cidadania. É imprescindível, portanto, investir na criação de uma política de formação continuada para os profissionais da educação. A partir dessa, seria possível a abertura de espaços de reflexão e escuta sistemática entre grupos interdisciplinares e interinstitucionais, dispostos a acompanhar, sustentar e interagir com o corpo docente. 
 A inclusão social,é um processo que contribui para a construção de um novo tipo de sociedade através de transformações pequenas e grandes, nos ambientes físicos (espaços internos e externos. Equipamentos, aparelhos e utensílios, mobiliários e meios de transporte) e na mentalidade de todas as pessoas, portanto também do próprio portador de necessidades especiais (SASSAKI, 2002, pag.. 42). 
2.1 ROTEIRO
 
1 ) A escola desenvolve projetos sobre a diversidade e a inclusão? Quais? Conte-nos um pouco sobre a proposta dos projetos. 
2 ) Como o preconceito, a discriminação e o bullying são tratados na escola? Como você tem orientado os professores? 
3 ) A escola oferece o atendimento educacional especializado através das salas de recursos multifuncionais? 
4 ) O PPP é construído e realimentado com frequência por meio de um trabalho coletivo? 
 Ao responder as perguntas lançadas a entrevistada (Vanessa V. Nova) fala que na proposta pedagógica da instituição de ensino já é contemplada a inclusão e que vem sendo trabalhada tanto na sala de aula com referências e embasamentos transmitidos aos educandores, trabalhando a conscientização da diversidade através de projetos visualizando o respeito, a solidariedade entre os alunos em geral.
 Em questão do bullying a pedagoga afirma que as discriminações de qualquer origem são tratadas na escola de forma a conscientizar e levar e levar o aluno a refletir sobre atos e ações, analisando seus próprios conhecimentos sobre o assunto e esclarecendo onde os mesmo estão errados.
 Com relação ao atendimento educacional especializado, a escola dispõe de uma sala de recursos multifuncionais e uma professora capacitada ao trabalho com as diversas dificuldades que possam atrapalhar o desenvolvimento dos alunos com necessidades especiais.
 Quanto ao Progeto Político Pedagógico a proposta é lançada aos educadores, que chegaram à reflexão que esta nova meta educacional tem como alicerce; as ações reelaboradas presentes no PPP, tendo como parceiros a comunidade local, formação de professores e o atendimento educacional especializado. No entanto o trabalho com o PPP não é desenvolvido de forma sistemática na escola como se faz necessário devido ao tempo não está sendo suficiente, embora todo norteamento dos educadores e gestores seja feito através dele.
 CONSIDERAÇÕES FINAIS
 Portanto, a educação inclusiva requer interação entre os envolvidos no processo educativo, visando à totalidade, numa perspectiva global que contemple todos os alunos em suas necessidades individuais; isso requer uma proposta curricular articulada com a realidade tendo como resultado a aprendizagem significativa, para a formação de um cidadão consciente a exercer a cidadania. Enfim cabe a todos nos, enquanto educadores apropriarmos dessas diferenças para construirmos nossa pratica pedagógica, considerando os indivíduos dentro das suas singularidades, porém é dever da escola adaptar-se as necessidades dos educandos e não os educandos ás necessidades da escola, uma vez que o foco deve ser a aprendizagem dos portadores de necessidades educacionais especiais. 
REFERENCIAS
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. Biblioteca Central. Normas para apresentação de trabalhos. 2. ed. Curitiba: UFPR, 1992. v. 2.
http://www.unoparead.com.br/sites/bibliotecadigital/
http://www.mundojovem.com.br/projetos-pedagogicos/projeto-inclusao-e-proposta-pedagogica
LUCKAIS
LUCKAIS fez um comentário
Esse é uma pauta de reunião
2 aprovações
luana
luana fez um comentário
sim
1 aprovações
vanda
vanda fez um comentário
Ajudou a ter uma direção como iniciar meu trabalho.
1 aprovações
Carregar mais