PODOPOSTUROLOGIA

PODOPOSTUROLOGIA


DisciplinaPrótese, Órtese e Adaptações65 materiais445 seguidores
Pré-visualização2 páginas
PODOPOSTOROLOGIA
Equipe: Andreclecio Gomes
 Raphaella Alves
 Sara Maisa
 Tânia Maria
Professor: Moisés Ferreira 
CONCEITO
 Podoposturologia é a reprogramação postural através de palmilha, é um método que auxilia na abordagem preventiva e terapêutica. Teve origem na escola francesa pouco antes de 1980, desenvolvido pelo médico René Buordior, e busca integrar os conhecimentos entre a influência dos pés e a postura. 
 Segundo a sociedade brasileira de podoposturologia (2007) as palmilhas ortopédicas posturais são órteses plantares. 
 Com base nos princípios da neurofisiologia da postura humana surgiu um novo conceito terapêutico ,a podoposturologia, área da fisioterapia que reeduca e realinha a estrutura do corpo através de palmilhas. 
 http://www.podoposturologia.com.br/podo.htm
 
 
 
 http://www.podoposturologia.com.br/podo.htm
 
OBJETIVO DAS PALMILHAS
 As palmilhas têm como objetivo reduzir o pico de pressão e distribuir a força de reação do solo por toda a região plantar, aumentando a eficiência do controle postural durante a posição ereta, na caminhada, na corrida, durante a realização de uma atividade física ou ocupacional.
 Este novo método visa prevenir e tratar os transtornos da postura e do equilíbrio em pé por intermédio de neurorreceptores podais. É uma técnica que aborda o indivíduo como um todo e permite tratar a causa da afecção, obtendo resultados mais satisfatórios e em menor tempo, evitando as recidivas e até uma cirurgia.
PALMILHAS POSTURAIS
 A palmilha é um importante instrumento de correção e de compensação nas afecções dos pés. É na fase de apoio, quando a troca de forças com o solo ocorre, que pode-se observar a principal ação das palmilhas, 
 Elas são capazes de modificar o apoio do pé e participar na biomecânica da marcha, corrida e salto, aliviando áreas de sobrecarga e dor. Elas podem se adaptar aos mais variados tipos de calçados.  Essencialmente, a palmilha transporta o solo até a superfície plantar. 
 Pode ser considerada como um calço posicionado entre o pé e o calçado e agi para aumentar a eficiência dos mecanismos do pé durante a caminhada e a corrida. 
INFORMAÇÕES SENSORIAIS E O EQUILÍBRIO POSTURAL
 O equilíbrio na postura ereta ocorre por meio da atuação do controle postural, que obtém informações sensoriais do sistema visual, vestibular e somatossensorial.Os receptores sensitivos presentes no pé e articulações encaminham informações ao encéfalo sobre a situação do corpo no espaço e sobre a posição relativa de cada parte do corpo. 
 Já a visão é responsável por propiciar uma imagem global da situação do corpo em relação ao espaço que o envolve. Por fim, há também o aparelho vestibular localizado no ouvido interno que fornece informações sobre a posição e os movimentos da cabeça. 
 A planta dos pés é sensível a variações de deformação da ordem de 5 microns a 1 grama de pressão. Bessou et al. (1996), descreve que em condições estáticas o pé tem três apoios, sendo a cabeça do primeiro metatarso, a cabeça do quinto metatarso e a tuberosidade posterior do calcâneo.
COMO AGEM AS PALMILHAS PROPRIOCEPTIVAS
 
 O principal órgão de equilíbrio do corpo é o pé, ele regula a pressão e a distribuição do peso em relação ao solo e ao centro de gravidade. Os sensores dos pés,onde a palmilha vai atuar, está direcionado à neurofisiologia e não ao aspecto mecânico como as palmilhas tradicionais. 
 A planta dos pés é sensível a pequenas variações que são instantaneamente transmitidas ao sistema nervoso central. As palmilhas posturais permitem uma reprogramação postural, pois na confecção das palmilhas, também descritas como sensoriais, são utilizados elementos de borracha que são fixados em contato com a planta dos pés.
COMO AGEM AS PALMILHAS PROPRIOCEPTIVAS
 As palmilhas posturais ira estimulam os mecanorreceptores da região do pé através de uma deformidade mínima de pequenos relevos que vão variar em de 1 a 4 mm,fornecendo informação ao sistema postural.
 
 Os mecanorreceptores são receptores localizados nos músculos e nos orgãos neurotendinosos e tem a função de discriminas a informação temporal e espacial sobre a pressão de contato dos pés.Como resposta o SNC produz o reequilíbrio postural através das reações reflexas tônicas musculares e corrige a assimetria postural. 
COMO AGEM AS PALMILHAS PROPRIOCEPTIVAS
 A Reprogramação Postural ocorre quando os mecanorreceptores da região plantar (possuem limiares muito sensíveis detectando pressões na ordem de 300 milesegundos) são ativados por uma deformação mínima da pele (a partir de 5 microns) através de micro relevos que são colocados nas palmilhas (em torno de 1 a 3 mm). Estes elementos e/ou barras colados nas palmilhas posturais estimulam o sistema postural fino (GERTTHOFFERT, J. Ann Kinesith, 1982). 
 Existem regiões específicas na planta dos pés cuja estimulação provoca uma modificação do tônus postural e um reposicionamento da obliqüidade da pelve, assimetria muscular da coluna vertebral (BRICOT, 1999; GAGEY; WEBER, 2000). 
INDICAÇÕES
Pés planos ou excessivamente cavos
Deformidades dos calcâneos (pronadosesupinados)
Esporões de calcâneo
Alterações posturais decorrentes de alterações mecânicas dos pés e joelhos
Fascite plantar
HérniaDiscal
Distúrbios da marcha em pacientes neurológicos
Desnível da bacia
Háluxvalgos(joanetes)
Perna curta
Dores naColuna, Joelho ou Quadril
Tendinite do membro inferior
Artroses
Metatarsalgias
EXEMPLO DE CASO CLÍNICO
 Nos casos de pés planos, os receptores musculares serão estimulados por uma barra ântero calcaniana de 1 mm (criança) a 2 mm (adulto) que estará situada no corpo muscular do abdutor do primeiro (principalmente) e quinto metatarseano. 
 Segundo Sullivan e Schmitz (1993, p. 291), \u201cas técnicas de estimulação proprioceptiva muscular e articular alteram as respostas musculares\u201d e posturais. O alongamento facilita a contração muscular e atua primeiramente através das terminações primárias do fuso muscular. 
 Estas terminações são sensíveis às alterações de duração e velocidade dos músculos e produzem facilitação reflexa do músculo sob alongamento. Este alongamento sustentado serve para recrutar tanto motoneurônios alfa quanto gama favorecendo não só a contração muscular extrafusal, mas também intrafusal.
AVALIAÇÃO
 Para iniciar o tratamento, o paciente passa por avaliações posturais com a baropodometria, um aparelho eletrônico que analisa os pontos de pressão plantar exercidos pelo corpo, indicando, em forma de gráficos e planilhas, os agentes diretos e indiretos que proporcionam ao indivíduo uma instabilidade corpórea.
 Depois, através do plantígrafo, equipamento utilizado na avaliação do tipo de pé, o fisioterapeuta irá demarcar as áreas onde serão coladas as peças podais.
 São também realizados anamnese, teste de equilíbrio, análise de rotação, nivelamento de bacia e tensão da musculatura paravertebral, com isso sendo possível prescrever e confeccionar uma palmilha específica para a necessidade de cada paciente.
BARROPODÔMETRO E PLANTÍGRAFO 
CONFECÇÃO DAS PALMILHAS
 A confecção das órteses é feita de forma personalizada, utilizando diferentes tipos de materiais. As palmilhas posturais utilizam materiais que apresentam características de leveza, variação da densidade, pouca espessura, higiene e está fundamentada na fisiologia da postura.
 
 Na palmilha são inseridos elementos de borracha, com espessura de um milímetro a no máximo quatro milímetros, em locais definidos pela avaliação postural (ABADIE, 1994). Não só a avaliação e a prescrição das palmilhas,mais também a confecção da mesma pode ser realizada por um fisioterapeuta com formação em podoposturologia.
PEÇAS PODAIS:
BARRAS E ELEMENTOS
 As correções posturais utilizando os receptores