Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
Sensação e Percepção

Pré-visualização | Página 1 de 1

Sensação e Percepção
Sensação e percepção: É através destes dois processos que sentimos e interpretamos o mundo.
Captamos o mundo ao senti-lo (sensação) e interpretamos o mundo de acordo com a forma que o percebemos (percepção).
O que é sensação ?
Tudo que experimentamos chega até nós através de nossos órgãos sensoriais.
Um órgão sensorial é chamado de receptor e é uma parte especializada do corpo a qual é seletivamente sensível ao que nos acontece e com o que temos contato.
Os órgãos sensoriais captam estímulos.
Estímulo, por sua vez, é qualquer tipo de mudança que age sobre nosso órgão sensorial.
A reação comportamental provocada por um estímulo é chamada “resposta”, assim toda resposta humana é precedida de um estímulo.
Assim, “sensação” é o ato de “recepção” de um estímulo através de um órgão sensorial. 
O que é percepção?
As sensações são “percebidas” e associamos um significado a elas.
Desta forma tudo com o qual temos contato é por nós “apreendido” e passa a fazer parte de nosso mundo interno.
Assim, “percepção” é o ato de interpretar um estímulo registrado através de nossos mecanismos sensoriais. 
Significação do mundo através da sensação e percepção
O mundo que vemos é, na verdade, o mundo que criamos em nós pela forma singular de o sentirmos e percebe-lo.
Uma flor pode ser bela para um e não ser bela para outro. Um trovão pode ser assustador para alguém e não ser para outro.
Muitas vezes o que uma pessoa sente, pensa e imagina, depende mais de sua experiência interior do que dos fatos e acontecimentos objetivos. 
Os sentidos e a mente
É comum se falar de cinco sentidos humanos: visão, audição, paladar, olfato e visão.
Porém o ser humano possui outros mecanismos sensitivos, como, por exemplo: o senso de equilíbrio, o senso de coordenação muscular (sentido cinestésico é a consciência dos movimentos do corpo) e a sensação visceral (sensação nos órgãos internos tais como o estômago, intestino, coração, etc.).
Os sentidos são como antenas que captam os estímulos provenientes do meio (mundo exterior) como também do nosso íntimo (mundo interior).
Assim, podemos entender que pelas sensações captamos estímulos e pela percepção os interpretamos.
Este processo de sensação e percepção se constituem como o meio pelo qual o ser humano configura seu modo de ver e significar o mundo.
Por que os receptores são tão importantes?
O cérebro não entende os estímulos do mundo. Só entende a linguagem dos sinais elétricos associados com as descargas neurais.
São os receptores sensoriais, formados por células nervosas que são capazes de traduzir ou converter esses estímulos emimpulsos elétricos ou nervosos que serão processados eanalisados em centros específicos do SNC, onde seráproduzida uma resposta (voluntária ou involuntária).
Ilusões de ótica:
 envolvem a percepção da informaçãovisual não presente fisicamente no estímulo sensorialvisual.
 A existência de ilusões perceptivas sugere que o quepercebemos (em nossos órgãos sensoriais) não énecessariamente o que compreendemos (em nossasmentes).
Sentidos Somáticos
Soma = corpo; somático = relativo ao corpo
Sentidos Físicos
Visão
Audição
Tato
Sentidos Químicos
Olfato
Gustação
Sentido Cinestésico – movimento
Sentido Vestibular – equilíbrio e posição
Sentido Proprioceptivo – contração muscular
Sentidos – conceitos básicos
Sentidos coletam informações, registram mudanças no mundo ao redor do organismo
Natureza dos estímulos
Energia em diversas formas (pressão, radiação)
Substâncias químicas (diluídas no ar ou na saliva
Receptores
Células ou conjuntos de células nervosas sensíveis a um tipo específico de energia ou de substância
Sensibilidade
Capacidade dos órgãos dos sentidos de serem afetados
por estímulos ambientais
Transdução
Energia física deve ser traduzida em impulsos nervosos
para posterior processamento pelo sistema nervoso
central
Impulsos
sinais elétricos que podem ser conduzidos às áreas
especializadas do cérebro, processados e interpretados
(percepção)
Análise sensorial
Separação das informações sensoriais em elementos
importantes
Codificação sensorial
Transformação de informações sensoriais importantes
em mensagens neurais compreensíveis ao cérebro
Informações que chegam dos órgãos dos sentidos criam
SENSAÇÕES. Quando, no cérebro, as sensações são
organizadas em padrões com significado, chamamos isso de
PERCEPÇÃO.
Transdução
Receptores sensoriais são transdutores biológicos.
Transdutor = dispositivo que transforma um tipo de energia em outro.
Cada órgão sensorial é mais sensível a um tipo e gama de energia, que ele transforma em impulsos nervosos.
	
Visão
Natureza do estímulo
Ondas eletromagnéticas (Luz) com certas
características:
Intensidade (luminosidade)
Freqüência
Serão percebidas como:
Brilho
Contraste
Saturação
Cor
Características dos receptores
Olho: conjunto de lentes que focalizam uma imagem na retina
Retina: tecido na parte posterior do olho composto de 2 tipos de receptores especializados
Bastonetes – sensíveis à intensidade; localizados na periferia da retina
Cones – sensíveis a freqüências; localizados no centroda retina
Três tipos específicos, relacionados às cores primárias: vermelho, azul e verde
Os receptores transluzem a luz e enviam impulsos para células-gânglio, e daí para o nervo óptico
Audição
Natureza do estímulo
Ondas mecânicas que se propagam pelo deslocamento do ar, com certas características:
Amplitude – intensidade ou volume
Freqüência – tom mais grave ou mais agudo
Formato – timbre
Serão percebidas como:
Sons
Ressonância
Características dos receptores
Aparelho auditivo composto de ouvido externo (pavilhão e meato), médio (tímpano e ossículos) e interno (cóclea e canais semicirculares)
Ondas movem o tímpano e os ossículos
Graus de deficiência auditiva
1 Leve: nível auditivo de 25 a 40 decibéis, o que equivale a perda de até 25% da capacidade de ouvir e entender. A pessoa consegue participar de uma conversa, mas tem dificuldades para ouvir sussurros
2 Moderada: de 41 a 70 decibéis. Perda pode chegar a 70%. Não se consegue escutar os barulhos provocados pela movimentação em um escritório, por exemplo
3 Severa: de 71 a 90 decibéis. No limite, há praticamente perda total na capacidade de comunicação. Não é possível manter uma conversa em tom normal (60 decibéis). A audição só ocorre quando se grita perto do interlocutor 
4 Profunda: acima de 90 decibéis. A pessoa só ouve ruídos como os de uma britadeira (120 a 130 decibéis)
Tato
Natureza do estímulo: energia mecânica e térmica
Pressão
Calor
Frio
Inclinação dos pêlos
Características dos receptores:
Cada qualidade de estímulo (frio, calor, pressão) tem
um tipo de receptor específico, chamado corpúsculo
Além disso, terminações nervosas livres na pele,
quando estimuladas, sinalizam a dor
Pelas vias nervosas, o impulso será enviado e
processado pelos lobos parietais do córtex