Buscar

Morfologia Portuguesa

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 4 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

Avaliação: CEL0268_AV_201404004921 » MORFOLOGIA PORTUGUESA      
	Tipo de Avaliação: AV
	Aluno: 201404004921 - ANA PAULA MICHAELSEN DE MENDONÇA
	Nota da Prova: 5,0        Nota de Partic.: 2        Data: 12/11/2014 07:58:58 (F)
	
	 �1a Questão (Ref.: 79165)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	Qual das alternativas a seguir está INCORRETA no que se refere à alomorfia?
	
� �
	
	As alternâncias vocálicas em FAZ, FEZ, FIZ são exemplos de alomorfia não-condicionada.
�
	
	A alomorfia condicionada é uma mudança morfofonêmica que opera entre fonemas e altera o plano mórfico da língua.
�
	
	A alomorfia condicionada implica aglutinação de fonemas nas partes finais e iniciais de constituintes, acarretando mudança fonética.
�
	
	A alomorfia não-condicionada implica variações livres que independem de causas fonéticas.
� �
	
	FAZ, FEZ, FIZ são exemplos de alomorfia condicionada.
	
	
	
	 �2a Questão (Ref.: 87819)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Considerando-se que a derivação parassintética envolve a formação de uma nova palavra com oacréscimo simultâneo de prefixo e sufixo (também chamado ¿circunfixo¿), assinale a única opção emque, pela teoria dos constituintes imediatos, a palavra dada é caso apenas de prefixação, emboracontenha prefixo e sufixo.
	
� �
	
	desengrandecer.
�
	
	redutibilidade.
�
	
	envelhecimento.
�
	
	desgostoso.
�
	
	avacalhação.
	
	
	
	 �3a Questão (Ref.: 131739)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	(Cesgranrio) As palavras ESQUARTEJAR, DESCULPA e IRRECONHECÍVEL foram formadas, respectivamente, pelos processos de:
	
�
	
	sufixação - prefixação - parassíntese
� �
	
	parassíntese - derivação regressiva - prefixação
�
	
	sufixação - derivação regressiva - prefixação
�
	
	parassíntese - derivação imprópria - parassíntese
�
��� HYPERLINK "http://v3.webcasters.com.br/Login.aspx?codTransmissao=234295&LoginExterno=urllogada@estacio.br&SenhaExterno=1234" \n _blank� Gabarito Comentado.
	
	
	
	
	
	 �4a Questão (Ref.: 173419)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Assinalar a alternativa em que a palavra entre aspas é exemplo de derivação parassintética:
	
�
	
	Terminado o "combate", o soldado descansou.
� �
	
	No "entardecer", o sol oferecia um incrível espetáculo.
�
	
	A "reforma" tributária se faz necessária.
�
	
	A situação mal resolvida provocou-lhe um "ataque" de ira.
�
	
	Ler histórias policiais é seu "passatempo" predileto.
	
	
	
	 �5a Questão (Ref.: 173342)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	Marque a afirmação correta:
	
�
	
	O semantema é a parte da palavra em que se concentra o significado gramatical.
� �
	
	O morfema se distingue do fonema pelo fato de apresentar uma forma.
� �
	
	O morfema está para o morfe assim como o fonema está para o fone.
�
	
	Nenuma das alternativas
�
	
	O alomorfe é uma entidade abstrata que corresponde ao morfema.
	
	
	
	 �6a Questão (Ref.: 94351)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Uma vez que linguagem é todo sistema de sinais convencionais que nos permite realizar atos de comunicação, em relação ao sistema de sinais utilizados, ela pode ser de dois tipos
	
�
	
	verbal e linguística.
� �
	
	verbal e não-verbal.
�
	
	não-verbal e não-linguística.
�
	
	simples e complexa.
�
	
	abstrata e concreta.
	
	
	
	 �7a Questão (Ref.: 94368)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	Leia o trecho a seguir:
"Para Saussure, o signo linguístico tem duas características principais: a arbitrariedade do signo e a linearidade do significante." (FIORIN, 2006, p.60)
 
No que tange à arbitrariedade do signo, é correto afirmar que
	
�
	
	é convencional, isto é, trata-se de uma imposição teórica do autor.
� �
	
	é flexível, pois em toda e qualquer análise linguística deve-se levar em consideração o contexto.
�
	
	não pode ser estabelecida por um acordo coletivo, exatamente por ser arbitrária.
�
	
	é flexível, pois diz respeito somente o significante, já que há vários significados para um mesmo signo.
� �
	
	é convencional, isto é, repousa numa espécie de acordo coletivo
	
	
	
	 �8a Questão (Ref.: 245598)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Marque a sentença em que a palavra em destaque é um substantivo abstrato.
	
�
	
	Não quero ouvir o que você vai FALAR.
�
	
	Ela foi ao BANCO hoje cedo.
�
	
	Ele não sabe se ANDA para frente ou para trás.
� �
	
	O seu CANTO de sereia encanta a todos.
�
��� HYPERLINK "http://v3.webcasters.com.br/Login.aspx?codTransmissao=275425&LoginExterno=urllogada@estacio.br&SenhaExterno=1234" \n _blank� Gabarito Comentado.
	
	
	
	
	
	 �9a Questão (Ref.: 40832)
	Pontos: 1,5  / 1,5
	Leia o fragmento abaixo para responder a questão:
 
Suposto o uso vulgar seja começar pelo nascimento, duas considerações me levaram a adotar diferente método: a primeira é que eu não sou propriamente um autor defunto, mas um defunto autor, para quem a campa foi outro berço; a segunda é que o escrito ficaria assim mais galante e mais novo. (Machado de Assis. Obra completa. Rio de Janeiro: Aguilar, 1974, v. 1, p. 374).
 
O trecho de Memórias Póstumas de Brás Cubas contém o conhecido exemplo em que as palavras "autor" e "defunto" aparecem combinadas duas vezes, invertendo-se. A classificação gramatical de ambas é a mesma nos dois sintagmas ou há mudança na classe dessas palavras? Explique.
 
	
	
Resposta: Em "Autor Defunto", Defunto é um adjetivo que acompanha a palavra Autor. No segundo caso ocorre a inversão, a palavra Autor acompanha a palavra Defunto adjetivando-a.
	
Gabarito: As duas palavras mudam de função e de classe. No primeiro sintagma, "autor" é o substantivo e "defunto" é o adjetivo; no segundo, "defunto" é o substantivo e "autor" é o adjetivo. [também se aceita a resposta que diz qual é o núcleo de cada sintagma - só não se aceita a resposta que, em vez de falar das questões morfossintáticas, trata dos valores semânticos ou parafraseia os dois sintagmas.]
	
	
	
	 �10a Questão (Ref.: 82276)
	Pontos: 0,0  / 1,5
	Na Gramática Brasileira do Português Contemporâneo (1943), Cândido Jucá (filho)afirma que "o que principalmente distingue as três conjugações são os liames: as vogais de ligação".
A que tipo de morfema está se referindo o autor e por que seu entendimentode que se trata de  vogais deligação ?
	
	
Resposta: Morfema Zero. Por serem palavras onde só existe a diferenciação com o acréscimo de uma letra, por exemplo a diferenciação do S no plural/singular.
	
Gabarito: O autor se refere às três vogais temáticas, a que chama de "vogais de ligação" por conta de seu papel fonológico (ligam o radical do verbo às suas desinências).

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Perguntas Recentes