A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Planejamento Estrategico - Paper III

Pré-visualização | Página 1 de 2

����
� PAGE \* MERGEFORMAT �2�
Juliana Bertoldi Perotoni¹
Adriano Salvagni Marchi ²
2. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
3. MATERIAIS E MÉTODOS
4. RESULTADOS E DISCUSSÃO
5. CONCLUSÃO
REFERÊNCIAS
KICH, Juliane Ines Di Francesco; PEREIRA, Maurício Fernandes - A influência da liderança, cultura, estrutura e comunicação organizacional no processo de implantação do planejamento estratégico. (Cad. EBAPE.BR, Rio de Janeiro, v. 9, n. 4, dez. 2011a.)
MINTZBERG, Henry - Ascensão e Queda do Planejamento Estratégico (2004)
NEIS,Dyogo. PEREIRA, Maurício Fernandes - PLANEJAMENTO Estratégico - A CONTRIBUIÇÃO DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL PARA O PROCESSO DE IMPLEMENTAÇÃO DA ESTRATÉGIA (4ª ed. EDITORA ATLAS S.A. – 2015)
OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de - Planejamento Estratégico: Conceitos, Metodologia e Práticas (14 ed. EDITORA ATLAS S.A. – 1999)
PEREIRA, Maurício Fernandes - PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO: TEORIAS, MODELOS E PROCESSOS (1ª ed. EDITORA ATLAS S.A. – 2010)
PHAHALAD, KRISHNAN. - A NOVA ERA DA INOVAÇÃO. (Ed. Elsever, 2008.)
RIBAS, Ademir J F; FACINI, Marcio A; TEIXEIRA, Gylmar - PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO (GRÁFICA UNICENTRO 2014)
                         PLANEJAMENTO ORGANIZACIONAL ESTRATÉGICO
 O nascimento da palavra estratégia se originou no campo militar, durante o período da civilização grega (OLIVEIRA). Decorrente da palavra strategos, significa “general” e é descrita literalmente como “a arte do general”. Contudo, o assunto estratégia tem primórdios bem mais antigos, sendo mostrado no livro “A arte da Guerra”, de Sun Tzu, com origem datada há mais de três mil anos (MINTZBERG, 2003; ENSSLIN, 2012,). A estratégia era empregada com o intuito de vencer as guerras, os inimigos efetivos ou impedir que novas guerras acontecessem.
 O Planejamento Organizacional Estratégico se tornou parte de nosso dia a dia. Ele está presente desde quando planejamos nosso dia de trabalho e até mesmo, nosso final de semana. Aquele carro tão sonhado, a viagem tão desejada, dificilmente são conquistados sem um bom planejamento estratégico. “A estratégia visa tornar as organizações mais eficientes e eficazes a realizar a sua natureza, a sua missão de servir e contribuir para o desenvolvimento no seu campo de atuação. O fato é que uma organização sem estratégia é como um navio sem leme, que ruma sem destino e sem propósito.” (NEIS e PEREIRA, 2015) 
O processo de tomar decisões de planejamento tem presença marcante nas atividades dos administradores de organizações. A criação de qualquer organização começa com decisões interdependentes de planejamento interno e externo. As decisões de planejamento externo são as que abrangem a definição dos objetivos da organização. As decisões de planejamento interno são as que abrangem a escolha de meios (ou recursos) para realizar os objetivos. Com a passagem do tempo, mudam as circunstâncias que determinaram a escolha de um objetivo. O objetivo precisa então ser alterado, ou os meios aplicados em sua realização, ou ambos. Para manter sua eficiência e eficácia, uma organização precisa dedicar energia ao processo de elaborar planos e colocá-los em prática. Essa necessidade aumenta na proporção em que o ambiente se torna mais complexo e dinâmico, com grande número de interfaces com a organização e taxa acelerada de mudança. Quanto mais complexo o ambiente, maior a necessidade de planejamento. (RIBAS, FACINI, TEIXEIRA, Planejamento Estratégico, 2014 p. 44)
A palavra “Planejamento” lembra pensar, criar, moldar ou mesmo tentar controlar o futuro da organização dentro de um horizonte estratégico. Podemos dizer que Planejamento pode ser o processo formalizado para gerar resultados a partir de um sistema integrado de decisões. Nesse sentido, Planejamento difere de improvisar. Enquanto o primeiro está preocupado em elaborar um plano para fazer algo ou mesmo criar um esquema para agir, o segundo prepara algo às pressas no momento em que as coisas acontecem e as vezes age ao acaso.[ ] Planejamento é a formulação sistemática de estratégias, ações estratégicas e a escolha da melhor ação no momento certo para a organização e por isso mesmo pode até́ ser confundido com o processo de tomada de decisões. (MEDEIROS, 2010, p. 44 e 46).
 O Planejamento Estratégico se refere ao conjunto de objetivos a longo prazo e dos instrumentos disponíveis para conseguir atingi-los. A meta não é focar nos mínimos detalhes, mas sim realizar aquilo que é preciso para a instituição, fazendo a coisa certa para conseguir os resultados desejados.
Figura 1 Planejamento Organizacional Estratégico
�
Fonte: � HYPERLINK "http://lcsconsultoria.com.br/planejamento-estrategico-por-que-devo-fazer-um-na-minha-empresa/" �http://lcsconsultoria.com.br/planejamento-estrategico-por-que-devo-fazer-um-na-minha-empresa/�
Figura 2 – Influência da cultura, estrutura, liderança e comunicação
�
Fonte Neis e Pereira 2015
 A figura 1 demonstra como o Planejamento Estratégico é importante para as empresas, independente do seu tamanho, pois confirma onde a empresa está e define quais os objetivos que a empresa quer alcançar.
 A etapa de construção da individualidade organizacional é de extrema importância para que a empresa saiba para onde vai nos próximos anos.
  
 A figura 2 traz um exemplo dos quatro elementos organizacionais influenciam diretamente no processo de implantação do Planejamento Estratégico: a Cultura, a Estrutura, a Liderança e a Comunicação.
 Uma cultura baseada na ação que gera resultados. Uma estrutura flexível, com pessoas realmente preparadas para a função. Uma comunicação eficiente, para evitar erros e retrabalhos desnecessários. Líderes comprometidos com a organização e o desenvolvimento dos funcionários.
 Nos dias atuais as instituições atuam em uma economia global de seguidas mudanças, ainda mais no que diz respeito aos clientes e concorrentes do mundo todo. 
 O Planejamento Estratégico tem como base a análise dos fatores internos e externos da empresa, bem como sua missão, visão e valores, os profissionais de nível hierárquico mais elevado definem objetivos e ações a longo prazo, auxiliando a empresa a reagir positivamente às alterações internas e externas explorando melhor o mercado. Contempla também implantações de novas técnicas dentro da empresa.
 Há muitos competidores, os quais ofertam aos seus clientes serviços e produtos parecidos. Francamente, existe uma disputa por uma diferença de lucro maior. O planejamento estratégico é um meio para a expansão planejada e favorável da empresa, além de ser a solução para o método do gerenciamento global.
 O ponto de início do Planejamento Estratégico é determinar com anterioridade as metas a serem atingidas, e quais táticas serão aplicadas para chegar no ponto desejado. É o processo de desenvolvimento e cuidado de uma referência estratégica entre o propósito e a competência da empresa e as transformações e suas oportunidades no mercado.
 O processo de Planejamento é válido para e qualquer tipo de instituição, sendo ela pública, privada ou não governamental (ONGs). É válido também para o Governo Federal e seus Ministérios e também para Governos Municipais e Estaduais e, Secretarias. Podemos também levar o Planejamento Estratégico para o nível individual, utilizando-a em nosso cotidiano.
 É comum pequenos empreendedores não se interessarem por planejamento estratégico, pois muitos não acreditam que para seus negócios seja necessário.