A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
19 pág.
Assistência de Enfermagem Pré e pós-operatorio em Cirurgias do Sistema Urinário e Reprodutor Masculino

Pré-visualização | Página 1 de 1

Assistência de Enfermagem
Pré e pós-operatorio em Cirurgias do Sistema Urinário e Reprodutor Masculino
Nefrectomia
 Retirada cirúrgica uni ou bilateral do rim, que pode ser parcial, total e/ou total ampliada (com esvaziamento dos gânglios linfáticos regionais). 
 A cirurgia pode ser feita como cirurgia aberta ou através de procedimento laparoscópico, com três ou quatro pequenas incisões na região abdominal e no flanco.
 
Hidronefrose;
Traumas;
Anomalias congênitas;
Neoplasia renal;
 Transplante.
Indicações
Assistência de Enfermagem
Pré-operatória
Tricotomia da região toraco-abdominal; 
Sondagem vesical; 
Demais cuidados 
 pertinentes ao 
 pré-operatório geral. 
Assistência de Enfermagem
Pós-operatória
Paciente em decúbito dorsal horizontal, com a cabeça flexionada para o lado (primeiras horas dos PO).
Administração de analgésicos prescritos;
Observação contínua do funcionamento adequado dos tubos de drenagem urinária e drenos.
Manter bolsa coletora abaixo do nível da bexiga; 
Sessões de hemodiálise (para pacientes com nefrectomia bilateral);
Demais cuidados pertinentes ao pós-operatório geral. 
5
Cistectomia
Retirada parcial ou total da bexiga. 
 
 O tratamento cirúrgico pode ser acompanhado de quimioterapia e/ou imunoterapia como terapêuticas complementares. 
Orientar, apoiar e preparar psicológica e fisicamente o paciente, para melhor aceitação da cirurgia e os resultados previstos;
Assistência de Enfermagem
Pré-operatória
Ministrar dieta pobre em resíduos em vários dias, associada à antimicrobianos por via oral e injetados através de enema de retenção, para limpeza mecânica e redução da flora intestinal;
Proceder à tricotomia da região abdominoperineal. 
Imunoterapia – medicamentos para estimulação do sistema imunológico
7
Assistência de Enfermagem Pós-operatória
 
Monitorar a função renal e ajudar o paciente a adaptar-se a uma imagem corporal alterada (sonda, coletor, ostomia);
As drenagens devem ser mantidas através de sistema fechado e a sua manutenção e manipulação devem obedecer a uma rigorosa técnica asséptica;
 
Observar e anotar a drenagem e a permeabilidade da sonda; 
Observar alterações no aspecto da urina drenada (sedimento, coágulos, piúria, fezes etc.); 
Manter a sonda com fixação correta, segura e confortável; 
Proceder a troca frequente dos curativos quando eles se apresentam úmidos.
A pele deve receber cuidados para aumentar sua resistência e prevenir alterações.
Observar rigorosa higienização do paciente e do ambiente em que ele se encontra, para evitar odores desagradáveis e desconforto para o paciente e seus familiares.
Demais cuidados pertinentes ao pós-operatório geral. 
 
Assistência de Enfermagem 
Pós-operatória – cont. 
 
Nefrolitotomia, Ureterolitotomia, Cistostomia
 Retirada cirúrgica de um dos vários cálculos (litos) situado na via excretora, desde os rins até a bexiga. 
 Assistência de Enfermagem Pré-operatória:
Tricotomia da área correspondente ao acesso cirúrgico (tóraco-abdominal / abdominoperineal) 
Administrar medicamentos para alivio da dor; 
Demais cuidados pré- operatórios
 Assistência de Enfermagem Pós-operatória:
Posicionar o paciente em decúbito dorsal horizontal com a cabeça lateralizada; 
Certificar-se do funcionamento adequado dos tubos de drenagem urinária (sonda de demora, drenos) e irrigação contínua quando indicado. 
Pesquisar a presença de resíduos urinários para detectar a eliminação de cálculos; 
Hidratação venosa inicialmente e após por via oral para aumentar o debito urinário e reduzir a concentração da urina.
Demais cuidados pertinentes ao pós-operatório geral. 
 Transplante Renal
Envolve o transplante de um rim de um doador vivo ou cadáver humano para um receptor com doença renal em estagio terminal. 
Os transplantes de rim de doadores vivos compatíveis que possuem parentesco com o paciente são mais bem sucedidos do que aqueles de doadores falecidos.
. 
 Assistência de Enfermagem Pré-operatória:
 Checar tipagem sanguínea para determinar a compatibilidade entre doador e receptor, uma vez que já se inicia, no pré-operatório, a terapêutica com drogas imunossupressoras para a prevenção da rejeição de transplante;
 
Ministrar as drogas indicadas para o caso;
Fazer hemodiálise na véspera, nos casos de transplantes programados;
Proceder à tricotomia torácica, abdominal e perineal.
 Assistência de Enfermagem Pós-operatória:
Monitorar sinais de rejeição (febre, oligúria, hipertensão, edema na área do transplante);
Administrar as drogas imunossupressoras, cuja dosagem será gradativamente reduzida, devendo, porém, ser mantida indefinidamente; 
 Atenção a complicações possíveis, principalmente infecções (hiperemia, febre...) 
 Tomar os demais cuidados do pós-operatório de grandes cirurgias.
Prostatectomia
 Retirada da próstata e áreas de metástase, com ou sem orquiectomia bilateral (testículos produtores de testosterona - DHT, hormônio essencial para o crescimento da próstata). 
 Assistência de Enfermagem Pré-operatória:
Efetuar a tricotomia da área de acesso cirúrgico (toraco-abdominal ou abdominoperineal);
Monitorar a drenagem urinária do paciente, através do cateterismo vesical;
Anotar rigorosamente o volume e o aspecto da urina eliminada seja por sonda vesical de demora ou cistostomia suprapúbica.
 Assistência de Enfermagem Pós-operatória:
Sinais vitais rigorosamente e atenção a sinais de choque;
Monitorar cuidadosamente irrigação da sonda urinária para evitar obstrução por coágulos;
Observar o frasco de drenagem, os curativos e o local de incisão, para detectar anormalidades; 
Anotar a hora e a quantidade de cada micção, após a retirada da sonda;
Administrar os medicamentos prescritos;
Demais cuidados e orientações pós- operatórios.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.