A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
64 pág.
Aulas - Administração da Produção - UVA - EAD

Pré-visualização | Página 6 de 23

criação ou transformação, 
os produtos ou serviços e os controles para garantir os níveis de resultados. 
 
UNIDADE 2 
 
Introdução - Projetos de sistema de produção e operações 
 
Os ciclos de vida dos produtos serão cada vez mais curtos, e as empresas de maior sucesso estão 
reduzindo o tempo de desenvolvimento de novos produtos a uma fração do tempo anterior. Como foi observado, 
70% das vendas do Grupo Médio da Hewlett-Packard em 1995 eram derivadas de produtos que tinham 
aproximadamente dois anos de idade. A 3M Corporation, de Minneapolis, introduziu 500 novos produtos no 
mercado em 1996 e agora exige que 30% da receita venha de novos produtos todos os anos. Como consequência, 
15 
 
a concorrência tem a habilidade de reagir mais rapidamente a mudanças no mercado, desse modo reduzindo 
substancialmente as vantagens da introdução de quaisquer novos produtos. A velocidade com que uma empresa 
pode introduzir um novo produto pode, portanto, afetar significantemente tanto as suas margens de lucro quanto 
a sua participação no mercado. 
Antigamente, o desenvolvimento e o projeto do produto e do processo eram tratados como fases 
estanques e independentes entre si. Projetava-se o produto e, na sequência, projetava-se o processo que o 
produziria. Os projetistas preocupavam-se exclusivamente com o produto, muitas vezes ignorando as implicações 
de suas decisões a respeito de terem mais ou menos facilidade, tanto de produção, como de uso ou de 
manutenção do produto projetado. Hoje, as coisas evoluíram e são muito diferentes. Os projetos de produto e 
dos processos que o produzirão são vistos cada vez mais como atividades integradas, que devem ser tratadas 
paralelamente, mais do que de forma sequencial. Em um ambiente como o de agora, tão turbulento e global, de 
concorrência intensificada na maioria dos mercados e de dinâmico desenvolvimento de novos produtos e 
processos, trata-se de um ponto relevante na obtenção de vantagens competitivas. Empresas que conseguem 
fazer chegar ao mercado produtos melhores e mais rapidamente que os da concorrência, que atendam ou 
superem as expectativas dos clientes visados, conseguem alavancar sua condição competitiva. 
 
Aula 1 - Projetos de sistema de produção e operações 
 
O que significa? 
A essência de qualquer organização está nos produtos e/ou serviços que ela oferece, existindo um elo 
evidente entre os projetos destes e o sucesso de uma organização. As organizações que têm produtos ou serviços 
bem projetados têm maior probabilidade de realizar suas metas do que outras com produtos e serviços mal 
concebidos. Portanto, as empresas têm interesse vital nos projetos de desenvolvimento de bons produtos e 
serviços. 
Seleção de produto é a escolha do bem ou serviço que será fornecido ao cliente, ou consumidor. O objetivo da 
decisão de produto é desenvolver e implementar uma estratégia que o envolva e atenda às demandas de 
mercado com uma vantagem competitiva. 
 
Integração dos sistemas de projetos e parceiros – Uma arma estratégica 
Integração com parceiros 
Para que ocorra incremento no processo de inovação ou o advento de ideias novas para seus produtos é 
necessário que a empresa vá além dos limites de suas fronteiras. O envolvimento de parceiros, e até de 
pesquisadores externos, pode contribuir para alavancar o processo de criação. O que se faz necessário é um 
mecanismo de gestão desse processo de parcerias. 
 
Projeto ou processo de desenvolvimento de produtos integrados? 
Frequentemente, aborda-se o projeto de produtos e serviços por um lado e o projeto dos processos que 
os produzem por outro, como se fossem atividades separadas. Na prática, entretanto, eles são (ou deveriam ser) 
claramente inter-relacionados. É inviável envolver uma organização no projeto detalhado de um produto ou 
serviço sem alguma consideração sobre o modo como deve ser produzido. Em outras palavras, é necessária uma 
definição do processo que será utilizado para o desenvolvimento do produto. Assim, é importante fazer uma 
diferenciação entre processo e projeto: processos são operações ou empreendimentos contínuos e repetitivos e 
projeto é um empreendimento temporário, não repetitivo, caracterizado por uma sequência clara e lógica de 
eventos, com início, meio e fim, que se destina a atingir um objetivo (ROMANO, 2003; ROZENFELD et al., 2006). 
16 
 
Uma condição essencial para competir no mercado 
Desenvolver novos produtos é um desafio constante. Em um mundo em transformação, a empresa que 
não se antecipar às necessidades de seus clientes, com bens e serviços inovadores, estará condenada ao 
desaparecimento. O desenvolvimento de novos produtos é um dos processos críticos pelos quais as companhias 
sustentam ou incrementam sua força competitiva. Nos últimos 15 anos, as companhias investiram significantes 
recursos na redução de seu tempo de ciclo de desenvolvimento de produtos, isto é, o tempo entre a geração da 
ideia e o lançamento do novo produto. Atualmente, para serem bem-sucedidas no mercado, as empresas devem 
desenvolver e introduzir seus produtos cada vez mais rapidamente. Um desempenho superior desse processo 
torna-se, portanto, condição essencial para garantir a sustentação da competitividade da empresa para atender 
às necessidades dos consumidores. Modelos de projeto de desenvolvimento de produtos e serviços são 
diferentes? 
Os principais modelos estudados por pesquisadores da área de projeto e desenvolvimento de produtos 
e de serviços, de uma forma distinta, foram estudados separadamente para que as principais características de 
cada modelo pudessem ser analisadas e pudessem contribuir para a concepção de um modelo para o projeto e 
desenvolvimento de serviços. 
A ideia de se estudar os modelos para produtos e serviços separadamente partiu da constatação de que, 
no que se refere à área de projeto do produto, pouco tem sido feito no sentido de dar suporte ao 
desenvolvimento de novos serviços ou na análise do projeto de serviços existentes. 
A maior parte da literatura disponível sobre projeto e desenvolvimento de produtos trata de bens 
tangíveis, não considerando de forma adequada (sem as devidas adaptações) o desenvolvimento de produtos 
intangíveis, tais como aqueles oferecidos por organizações prestadoras de serviços. 
Modelo de projeto e desenvolvimento de serviços 
O objetivo de se projetar produtos e serviços é satisfazer os clientes atendendo às suas necessidades e 
expectativas atuais e futuras, de forma a melhorar a competitividade da organização frente a seus concorrentes. 
Para que o serviço novo ou atualizado a ser oferecido possa contar com atividades de palco e bastidores 
consistentes e capazes de proporcionar uma percepção positiva do cliente em relação ao serviço prestado, o 
modelo para projeto e desenvolvimento de serviços proposto procura integrar as principais fases identificadas 
dos modelos estudados na revisão bibliográfica. O modelo foi elaborado a partir da adaptação dessas fases para 
aplicação no projeto e desenvolvimento de serviços. 
O modelo compreende quatro componentes principais: 
1- Projeto da concepção do serviço - 1ª fase - Essa etapa do modelo para projeto e desenvolvimento 
de serviços apresentado nessa pesquisa se divide em quatro fases: análise estratégica, geração e seleção de ideias 
para o serviço, definição do pacote de serviços e definição das especificações do serviço. 
1.1 Análise estratégica - Os objetivos da estratégia de serviços referem-se aos critérios competitivos 
que devem ser estabelecidos e priorizados pelas necessidades e/ou expectativas dos clientes, dependendo da 
tipologia do serviço a ser oferecido. As áreas de decisão (p. ex., concepção do serviço, do processo, das 
instalações, da demanda, da qualidade etc.) caracterizam famílias de subsistemas que exercem influência na 
competência do sistema de operações do serviço que se pretende projetar