A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
A importância do planejamento nas organizações

Pré-visualização | Página 1 de 3

����
� PAGE \* MERGEFORMAT �8�
 Acadêmico: ¹Marilany Naval do Nascimento
Tutor Externo:²Dalianne Maciel Batista
RESUMO
O presente trabalho tem por objetivo mostrar a importância do planejamento, capaz de combinar as oportunidades ambientais com a capacidade empresarial, em um nível de equilíbrio ótimo entre o que a empresa quer e o que ela realmente pode fazer. O planejamento é essencial para a eficácia de uma boa administração. A importância de planejar significa traçar objetivos, escolher qual caminho será seguido para o melhor funcionamento de uma empresa. Não adianta querer abrir um negócio se o objetivo não está claro, pois não será possível fazer planos para alcançá-lo, ou se sabe apenas por onde começar, mas nem imagina os próximos passos da empresa. O planejamento pode e deve ser mudado, afinal, o mundo está em constantes mudanças e nós temos obrigação de segui-lo, pois agindo de outra maneira, estaremos colocando nossa vida profissional em jogo. A maneira de atingir objetivos vai se adequar a cada época, por isso é importante estar bem informado e fazer o planejamento caminhar junto à atualidade. Com a competitividade e as mudanças que as organizações enfrentam, elas precisam se adequar, criar estratégias e realizar um planejamento de longo prazo para que possam ter mais lucros e destaque no mercado. O planejamento permite preparar a organização para as mudanças que ela pode enfrentar, sejam mudanças relacionada às pessoas, à tecnologia ou sistemas. Trata-se de uma importante ferramenta que norteia a tomada de decisão. 
Palavras-chave: Planejamento, processos e organizações.
1. INTRODUCÃO
Planejamento organizacional é um processo que consiste em um conjunto de ações intencionais, integradas, coordenadas, necessárias e orientadas para tornar realidade um objetivo futuro, de forma a possibilitar a tomada de decisões antecipadamente e dar suporte as ações e atividades durante o percurso para o objetivo proposto. O planejamento é a função administrativa que determina o que se deve fazer e quais objetivos devem ser alcançados. O mesmo é responsável por definir objetivos, metas e planos para a organização.
 Seria muito conveniente se o planejamento não precisasse ser mudado, uma vez que ele foi definido. Mas, em virtude das condições externas sempre multáveis, o planejamento deve ser um processo contínuo. Por essa razão flexibilidade é um fator importante no processo de planejamento e auxilia determinar onde a empresa terá sucesso. O planejamento não elimina os riscos, isso é evidente, mas ajuda os gestores a identificar e lidar com problemas antes deles causarem transtornos organizacionais e causarem sérios danos à empresa, mais ainda, com a possibilidade de evitá-los. Sendo o planejamento uma função gerencial básica que compõe o processo administrativo, ele procede e orienta as demais definindo objetivos, e decidindo quais recursos e tarefas são necessários para alcançá-los da melhor maneira possível.
A importância deste trabalho está em mostrar que o planejamento é muito vantajoso para uma organização. E tem como objetivo expandir o conhecimento sobre como fazer um planejamento adequado com o intuito de mostrar a sua importância em apresentar as ações das quais as empresas podem se beneficiar, e alcançar os objetivos na prática do planejamento. 
2. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
 
 O planejamento é o pilar do sucesso de toda empresa, não importando se for uma pequena, média ou grande organização, é preciso saber exatamente onde, como, porque, quando e quanto, os objetivos estabelecidos serão alcançados, otimizando os recursos e tornando as ações mais eficientes e eficazes quanto a sua aplicabilidade.
 
Quando a quantidade exceder a três linhas, tem-se uma citação diretdevsrefere exem seguir.
2.1. Planejamento organizacional e estabelecimento de metas 
Atualmente o mundo passa por um período econômico instável, onde o mercado vive uma incerteza e enfrenta desafios em se organizar, como por exemplo, o avanço da tecnologia, o que se faz necessário a incorporação da internet nas suas estratégias e modelos comerciais, sem deixar de ser competitiva no mercado global, que enfrenta vários problemas sociais, como corte de funcionários e recursos, mudanças políticas e econômicas, que interferem no planejamento e futuro econômico da empresa. A globalização trouxe mudanças importantes no mundo atual, tanto dentro como fora das organizações. As empresas devem se manter organizada e atualizadas no mercado mundial para se manter competitivas, e a globalização auxilia a comunicação com o mundo.
	
2.2. Planejamento Estratégico
Como o próprio nome sugere, o planejamento estratégico é aquele que estabelece as estratégias de longo prazo da empresa. É através dele que gestores podem saber exatamente o que se quer e qual direção a ser seguida. O planejamento estratégico leva em consideração três itens importantes.
Missão: qual o propósito da empresa;
Visão: o que se deseja atingir;
Valores: qual o comportamento esperado e desejado pelos envolvidos na execução das atividades.
No processo de elaboração do planejamento estratégico, os gestores participam, dando o nível de decisões que é necessário tomar. Sendo um planejamento que visa ações a longo prazo, é preciso que as estratégias estejam sendo monitoradas e acompanhadas, de forma que os recursos envolvidos sejam utilizados da melhor forma possível.
2.3. Planejamento Tático
O planejamento tático é algo mais direcionado e geralmente é projetado a curto prazo. De forma geral é ele que viabiliza que as ações do planejamento estratégico sejam executadas dentro de cada setor da empresa. Ao contrário do planejamento estratégico que visa a organização como um todo, o planejamento tático oferece para cada setor específico seus próprios objetivos, que pode variar desde otimizar determinado resultado até utilizar de forma mais eficiente os recursos disponíveis. Via de regra, ao direcionar ações específicas, uma vez que desdobra os objetivos departamentais, o planejamento tático possibilita conhecer aqueles setores que apresentam melhores desempenho ou mesmo aqueles que não atingem as metas estabelecidas, o que facilita no estabelecimento de estratégias e propostas de melhorias específicas, mas que o alcance dos melhores resultados como um todo.
2.4. Planejamento Operacional
 Geralmente são elaborados para períodos mais curtos, de três a seis meses, e são bem mais específicos que os outros tipos de planejamento anterior. De maneira geral, o planejamento operacional detalha métodos, processos e sistemas especificando as pessoas envolvidas cada uma de suas responsabilidades, atividades, funções e a das tarefas, além dos recursos necessários para serem colocados em prática. O produto final de um bom planejamento operacional são cronogramas de atividades e planos de ação que precisam ser executadas dentro de um período pré-estabelecido.
 
2.5. Evolução do Planejamento nas Organizações
Evolução do Planejamento nas Organizações Segundo PORTO & BELFORT (2001), antes da Segunda Guerra Mundial, o planejamento que ocorria na maioria das organizações estava voltado basicamente para as operações físicas de fabricação. Tratava-se essencialmente de um processo bastante fragmentado e desarticulado, desenvolvido em segmentos isolados da instituição.
 O planejamento verdadeiramente institucional começou, de fato, com a introdução de previsões gerais das condições econômicas e a preparação do orçamento de capital e despesa. Seu principal propósito, contudo, não era ampliar a capacidade gerencial para promover o sucesso futuro da organização, mas sim o controle das despesas. O horizonte de planejamento raramente era maior que um ano. Até a década de 50, o ritmo de transformações, tanto na sociedade em geral como no mundo de negócios, era relativamente lento e