ATIVIDADE 2 - ANTROPOLOGIA
6 pág.

ATIVIDADE 2 - ANTROPOLOGIA


DisciplinaProva N2 2 - Anhembi73 materiais524 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Pergunta 1
0,2 em 0,2 pontos
	
	
	
	
Uma das formas de resistência do povo negro era a formação de quilombos. O termo \u201cquilombo\u201d vem do kimbundu, uma língua africana banto que significa \u201cgrupo de pessoas em deslocamento\u201d. No Brasil colônia, os quilombos eram as comunidades criadas pelos escravos fugidos. Eles reproduziam a organização social das aldeias africanas: havia um líder, existiam divisões de tarefas e todos trabalhavam. Nos quilombos, as pessoas viviam da agricultura de subsistência e da pesca, podendo praticar livremente seus cultos religiosos. O quilombo mais famoso foi o de Palmares, cujo principal líder foi Zumbi. O quilombo dos Palmares existiu por quase 100 anos, sendo considerado um dos maiores símbolos da resistência dos escravos no Brasil colonial. (LAAI de, Tatiana. E-book Unidade 2).
  
Considere as asserções abaixo e a relação proposta entre elas. 
  
I. Uma das formas de resistência do povo negro era a formação de quilombos [...] que significa \u201cgrupo de pessoas em deslocamento\u201d. 
  
PORQUE 
  
II. Nosso país foi o último a abolir a escravidão  nas Américas [...] a população negra foi abandonada à própria sorte, sem a realização de reformas que a integrassem socialmente a uma nova realidade, baseada no trabalho assalariado. 
  
É correto afirmar que:
 
Resposta Selecionada:
 
As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma justificativa correta da I.
Resposta Correta:
 
As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma justificativa correta da I.
Feedback da resposta:
  Resposta Correta. Os quilombolas, como forma de resistência dos negros escravizados, já existiam antes da abolição da escravatura.
	
	
	
	
\ufffd
\ufffd
Pergunta 2\ufffd
0 em 0,2 pontos
	
	
	
	Gradativamente, a classificação dos povos a partir da raça foi perdendo espaço nos círculos acadêmicos e começa a ser substituída pela noção de etnia. [...]  Originária do grego ethnos (povo), ela é um conceito que abrange os aspectos socioculturais, históricos e identitários de um povo. Dessa forma, ela pode ser entendida como um complexo populacional que têm histórica ou mitologicamente a mesma ancestralidade
LAAI, T. Antropologia e Cultura Brasileira. (E-book Unidade2).
 
Considere o texto acima e seus estudos sobre o tema e analise:
 
I. A etnia afirma que a herança genética de todos os homens é a mesma e por isso não se deve considerar diferentes raças humanas.
II. A Antropologia cultural invalida o conceito de diferentes "raças humanas". Atualmente ele é utilizado apenas na linguagem do dia a dia, no senso comum.
III. Etnia se caracteriza um conjunto de crenças, língua, cultura, visão de mundo e, na maioria das vezes, território.
IV. Existem etnias distribuídas em diversos países e etnias que constituem nações.
 
É correto afirmar que:
Resposta Selecionada:
 
I, III e IV.
Resposta Correta:
 
II, III e IV.
Feedback da resposta:
Resposta Incorreta. As heranças genéticas são diferentes, mas não são suficientes para classificá-las em raças. A diversidade genética é substancial à sobrevivência da espécie humana. A classificação de seres humanos em raças ainda é utilizada tanto no senso comum quanto em estudos produzidos na área das ciências biomédicas.
	
	
	
	
\ufffd
\ufffd
Pergunta 3\ufffd
0,2 em 0,2 pontos
	
	
	
	A memória é a capacidade de recordar dados e acontecimentos. Esta função do intelecto humano tem uma dimensão dupla: a individual e a coletiva. O conceito memória coletiva se refere a todos os aspectos que fazem parte do legado de uma comunidade. Este termo está relacionado aos fenômenos associados à opinião pública e expressa o quadro social da memória compartilhada.
Quem empregou este conceito pela primeira vez foi o pensador francês Maurice Halbwachs (1877-1945).
CONCEITOS. Memória Coletiva, o que é, significado. Conceitos, 2010. Disponível em: <
https://conceitos.com/memoria-coletiva/#>. Acesso em: 18 de jun. de 2019.
Considere o texto acima e o que você estudou sobre memória individual e coletiva e assinale a resposta correta:
Resposta Selecionada:
 
A identidade de um grupo social está vinculada a sua memória social.
Resposta Correta:
 
A identidade de um grupo social está vinculada a sua memória social.
Feedback da resposta:
Resposta Correta. A relação entre a memória social e a construção de uma identidade grupal ou nacional se dá com a criação e a manutenção do patrimônio cultural, que é o legado histórico e cultural das vivências de um povo, transmitido de geração em geração.
	
	
	
	
\ufffd
\ufffd
Pergunta 4\ufffd
0 em 0,2 pontos
	
	
	
	Diversas pesquisas comparativas concluíram que as heranças genéticas de duas pessoas de uma mesma raça podem ser mais distantes do que as pertencentes à raças diferentes. Isso significa que um norueguês, por exemplo, pode, geneticamente, ser mais próximo de um sudanês e mais distante de um dinamarquês, da mesma maneira que uma rara doença genética pode ser encontrada tanto na Europa quanto na Ásia. Dessa forma, biológica e cientificamente, não existem variadas raças, mas, sim, apenas uma: a raça humana (LÉVI-STRAUSS,1973).
LAAI, T. Antropologia e Cultura Brasileira. (E-book Unidade 2).
 
 Considere as asserções abaixo e a relação proposta entre elas.
 
I. O conceito científico usado para classificar os seres humanos em raças não é mais considerado válido pela ciência
 
PORQUE
 
II. A herança e a diversidade genética são substanciais à sobrevivência da espécie humana, mas não suficientes para dividi-la em raças.
 
É correto afirmar que:
Resposta Selecionada:
 
As asserções I e II são proposições falsas.
Resposta Correta:
 
As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II é uma justificativa correta da I.
Feedback da resposta:
Resposta Incorreta. A classificação dos seres humanos em raças não é mais validada pela ciência porque, apesar de sua importância, a herança e a diversidade genética não suficientes para classificá-la em raças.
	
	
	
	
\ufffd
\ufffd
Pergunta 5\ufffd
0,2 em 0,2 pontos
	
	
	
	A Antropologia e a História questionam a noção de descobrimento, uma vez que o território brasileiro já era habitando antes da chegada dos colonizadores. Nesse sentido, podemos dizer que ocorreu uma invasão, seguida de uma conquista. Isso porque a conquista do continente americano revelou aos europeus a existência de uma população até então desconhecida.
LAAI, T. Antropologia e Cultura Brasileira. Capítulo 2.(ebook Unidade 2)
 
Avalie as afirmações abaixo:
 
I. A população indígena brasileira sofreu a perda de sua cultura devido a processos de subordinação aos portugueses, no século XVI.
II. No século XX, a convivência entre índios nativos e invasores portugueses tornou-se amigável.
III. Estudos sobre a demografia indígena indicam que antes do descobrimento existiam mais de mil povos indígenas e hoje existem aproximadamente 227 etnias.
  
É correto afirmar que:
Resposta Selecionada:
 
I e III.
Resposta Correta:
 
I e III.
Feedback da resposta:
  Resposta Correta. Com a chegada dos portugueses, a população indígena sofreu a perda de sua cultura em função dos processos de subordinação e doutrinação religiosa.
Com o passar do tempo a população indígena continuou diminuindo em nosso país, além da redução na quantidade de povos indígenas houve grande redução no número deles.
	
	
	
	
\ufffd
\ufffd
Pergunta 6\ufffd
0,2 em 0,2 pontos
	
	
	
	Os primeiros antropólogos no século XIX buscavam uma teoria que explicasse o panorama geral do progresso cultural humano. Ao estudarem os relatos de viajantes, exploradores e colonizadores, eles comparavam relatos no intuito de ordenarem as origens e a evolução das culturas. Nessa mesma época, Darwin havia postulado em sua obra, \u201cOrigem das Espécies\u201d, de 1859, a evolução orgânica dos seres. Além disso, a teoria evolutiva também passa a ser aceita nas ciências, de modo que começa a ser aplicada para explicar as diferenças entre as culturas. É nesse
Denilson
Denilson fez um comentário
Vc teria as atividades Direito Tributário: Teoria do Tributo
0 aprovações
Carregar mais