A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
PCC antropologia e sociologia da educação

Pré-visualização | Página 1 de 1

ASPECTO ANTROPOLÓGICO E SOCIOLÔGICOS DA EDUCAÇAO 
 Prática como Componente Curricular (PCC) 
 
Professor: DANIEL TADEU DE AMARAL Discente: Joyce Mara Silva Veloso 
RA: 202002731541 
 Vespasiano, MG 16 De Abril 2020 
 
 
. 
 
 
OBJETIVOS 
 
 Neste relatório, veremos um fragmento sobre a relação entre cultura e sociedade e educação, sendo observado praticas culturais ,assim observando para adquirir percepções sobre as mudanças e os problemas que tais mudanças trazem para sociedade , 
 Um fragmento pois esse assunto e extremamente amplo , e igualmente interessante , assim se tal fragmento despertar interesse em seu leito ,entrara em uma maravilhoso caminho ao conhecimento , e não só ao conhecimento da sociedade em questão , e sim ao profundo conhecimento de si próprio, observando como as amarras culturais ,por exemplo a mídia ,aprisionam e não se faz perceptível sendo quase subliminar em nossas vidas . 
 
INTRODUÇAO TEÓRICA 
 
Teoria de Karl Marx 
 Marx desenvolveu uma densa e extensa obra que abarca importantes conceitos filosóficos, econômicos e históricos, além de abrir caminho para uma ampliação do método sociológico. Porém, o filósofo ficou mais conhecido por sua teoria de análise e crítica social, que reconhecia uma divisão de classes sociais e a exploração de uma classe privilegiada e detentora dos meios de produção sobre uma classe dominada. 
 O conjunto de seus conceitos importantes compõe o que Marx denominou de materialismo histórico dialético, um método de análise social e histórica baseado na luta de classes. 
 As contribuições de Marx para a História, para a Filosofia e a formulação de um novo modo de análise social, voltada para a crítica do capitalismo, foram fundamentais para a disseminação da Sociologia e para sustentar um método sociológico mais sólido. A teoria crítica do capitalismo fundada por Marx e Engels esclareceu alguns fatores que a análise de Durkheim (Junto a Karl Marx e Max Weber, Durkheim compõe a tríade dos pensadores clássicos da Sociologia) sobre as sociedades capitalistas industriais não aborda. 
 
CONCLUSÃO 
 Assim pode se entender como tal assunto foi o processo que mudou 
O mundo em que vivemos hoje, e 
Assim enfim trazendo-o para o século
XX! Até os dias de hoje coloca-se em questão a influência gerada pelo capitalismo. Podemos observar bem claramente, como a “americanização”, que destrói culturas e sociedades, com seus sonhos americanos, incrivelmente absurdos, de extravagante e exorbitante, consumismo, camuflado de burgueses liberalistas, que tantos pensadores, filósofos e sociólogos, inclusive Karl Marx abominam, pela extrema desigualdade social.
O Brasil não é diferente o ponto referencial é o consumismo, podemos observar a frase “você é o que você tem” traduzido por esse absurdo, avassalador e destruidor sonho americano, percebemos como o mundo de hoje e movido pelo consumismo, que são levados até os ribeirinhos e interior dos nosso país que desejam uma tecnologia de alta qualidade como o “Iphone” .
Assim temos que entender que a briga não e contra o desenvolvimento humano e tecnológico e sim para manter e conservar raízes entendendo o passado não percamos valores para o futuro.
 Joyce Mara
REFERÊNCIAS 
 
Referências das aulas online da disciplina de ASPECTOS ANTROPOLÓGICOS E 
SOCIOLÓGICOS DA EDUCAÇÃO 
texto introdução teórico : https://brasilescola.uol.com.br/sociologia/karl-marx.htm 16/04/2020 as 20:02 am. 
Conclusão: opinião da aluna Joyce Mara Silva Veloso