Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Neonatologia Bovina

Pré-visualização | Página 1 de 1

@resuvet_ 
Neonatologia Bovina 
Aumento da lucratividade do rebanho: redução da 
idade no primeiro parto, recebimento de colostro; 
Desafios e Dicas 
Nascimento 
A saúde de bezerra depende do colostro. O colostro é 
uma fonte de rica em anticorpos (única fonte que esses 
animais possuem ao nascer), alto nível de nutrientes, 
previne colonização bacteriana na mucosa intestinal 
(tem ação local no intestino de 4 a 5 dias) 
Deve ser fornecido imediatamente após o nascimento 
↳ depois de 24 horas não há absorção dos 
anticorpos 
↳ somente 20% dos anticorpos chegam a corrente 
sanguínea – fornecer colostro de boa qualidade 
para que esses 20% supra as necessidades. 
O cordão umbilical exposto é um desafio – contato 
com patógenos do meio ambiente que podem 
contaminar. 
O que fazer para prevenir? 
Parto em ambiente limpo, seco e com cama adequada, 
permitir que a vaca limpe o bezerro, só então separe o 
bezerro da vaca, se for o caso; 
Cura do umbigo – muito importante! 
Monitoramento, preservação e fornecimento de 
colostro de boa qualidade (>50mg/ml de anticorpos) 
lembrar dos 20% que são absorvidos 
 ↳ novilhas produzem um colostro de menor qualidade 
(induzir uma boa qualidade de produção de anticorpo 
nessas novilhas) 
↳ interessante que o colostro seja pobre em caseína – 
ele ainda não é capaz de digerir essas proteínas 
adequadamente. Verificar a eliminação do mecônio – 
primeiras fezes do bezerro. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Colostro 
É utilizado vacinas nas vacas lactantes para que ela 
produza um colostro de melhor qualidade, com 
anticorpos específicos para algumas doenças. A 
aplicação de vacinas induz anticorpos específicos 
para doenças que tem maior prevalência na 
propriedade. 
↳ pneumonias por E. Coli, por exemplo 
Preconiza dar de 30-45 dias antes do parto, mas pode 
ser feira uma adaptação na propriedade. 
O colostro é importante na eliminação do mecônio – 
o mecônio são fezes amarelas pegajosas de difícil 
eliminação portanto sendo o colostro um leve “
laxante” vai ajudar nesta eliminação. 
A cura do umbigo 
Sempre por imersão por 30 a 60 segundos no iodo – 
para dar tempo para entrar em todas as camadas logo 
após o nascimento; 
Tintura de Iodo (7,5 a 10%) ou produtos específicos 
que vendem no mercado a base de ácido pícrico. 
Banco de colostro: o congelamento do colostro é 
o mais utilizado. Deve-se fazer o 
descongelamento adequadamente para que os 
nutrientes e imunoglobulinas sejam preservados. 
É indicado fazer o descongelamento em banho 
maria lentamente. Para o controle de qualidade do 
colostro se usa o colostrômetro (mede a densidade 
de imunoglobulina <50mg/ml de imunoglobulina) 
 
 
 
@resuvet_ 
↳ O iodo possui um custo menor, boa ação dessecante 
(menor sujidades se aderir a ele), muito eficaz em 
desinfecção. 
↳ O iodo perde sua capacidade de desinfecção ao ter 
contato com matéria orgânica - utilizar copo ante e 
pós dipping. 
 
Fazer a cura de 2 a 3 dias consecutivos - 
principalmente para bezerras de leite, por ficarem em 
bezerreiras; 
Gados de corte: o desafio é menor que em bezerras 
leiteiras 
 
 
 
 
 
 
Do nascimento ao Desmame 
Ao nascer há uma alta susceptibilidade a infecções: 
↳ Septicemia 
↳ Diarreia 
↳ Pneumonia 
↳ Parasitismo 
É um período de grande mortalidade – imunidade 
ainda não está apta 
↳ inabilidade para compensar as adversidades do 
meio (por isso o colostro é importante); 
↳ reserva corporal mínima; 
Nascimento com rúmen não funcional 
↳ ainda não consegue digerir proteínas, gorduras e 
carboidratos complexos, e não adianta trocar para 
base de plantas (leites em pó de soja que vendem 
em mercado) até que esteja mais desenvolvido. 
↳ a taxa de crescimento depende do 
desenvolvimento do rúmen e de ingestão de 
matéria seca – precisa se tornar ruminante (o 
desenvolvimento se torna mais rápido quando se 
torna ruminante); 
Evitar o contato entre as bezerras (bezerras tendem a 
mamar umas nas outras, principalmente no coto do 
umbigo – tornando meio de infecção); 
Fornecer de 10 a 12% de peso vivo em leite ou 
sucedâneo de leite - pode começar com 10% e ir 
aumentando. 
Fornecer água limpa suficiente – agua a vontade e é 
aquela que você teria coragem de beber! 
Sucedâneos de leite devem conter 18-20% de gordura 
e 20-22% de proteína bruta 
↳ sem ser de origem vegetal no inicio 
As instalações devem ser limpas, secas, planas e com 
ventilação adequada 
Espere uma semana entre o desmame e a transferência 
para instalações 
↳ reduz o estresse – pode mudar de instalação e 
depois fazer a desmama 
↳ a desmama ocorre entre 9 a 10 meses de idade; 
↳ gados de corte: 8 meses 
↳ É muito importante reduzir o estresse desses 
bezerros! 
Introdução de concentrado - ir dando aos poucos 
desde cedo 
↳ podendo ser adicionado fibras - feno, por 
exemplo; 
Mistura de ivermectina com penicilina não é 
muito indicado, pode ser induzido resistência, 
mas em alguns casos pode se fazer 
necessário. 
 NÃO PODE SUBSTITUIR A CURA DE 
UMBIGO POR IVERMECTINA E 
PENICILINA 
 
@resuvet_ 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Onfaloflebite: processo infeccioso e inflamatório 
do coto do umbigo. 
Diarreias bacterianas: aumentam em até 30% em 
animais que não foi feito a cura do umbigo ou 
feita inadequadamente. Elas são diretamente 
ligados a cura do umbigo.