A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
Paper A ESCOLA E A FAMÍLIA SÃO AS BASES PARA O DESENVOLVIMENTO DO ALUNO

Pré-visualização | Página 1 de 3

6
A ESCOLA E A FAMÍLIA SÃO AS BASES PARA O DESENVOLVIMENTO DO ALUNO
Acadêmicos1
Tutor Externo2
	
RESUMO
O objetivo deste artigo é mostrar ao leitor o importante papel do envolvimento da família no desenvolvimento educacional e no processo de ensino e aprendizagem da criança, tendo como base de que o inicio de todo esse processo educacional se da dentro do ambiente familiar, através do contato social e afetivo. Este trabalho tem a intensão de mostrar como é significativa a participação dos pais, familiares e ou responsáveis pelo processo de aprendizagem do individuo. Ficando evidente que com a ajuda e colaboração dos familiares a escola consegue desenvolver e realizar um trabalho significativo e de qualidade com o aluno, e o mesmo se sente muito mais seguro e estimulado com a participação e interesse da família nas suas ações escolares.	Comment by Autor: início	Comment by Autor: dá	Comment by Autor: intenção
Palavras-chave: Família. União. Escola. Desenvolvimento do aluno.
1. INTRODUÇÃO
O propósito deste trabalho é trazer o conhecimento através de pesquisas bibliográficas da importância e contribuição que a família tem para o processo de ensino e aprendizagem da criança. Que a família é a base para o desenvolvimento social e afetivo do individuo, é dentro do ambiente familiar que se começa a educação. A família junto com a escola forma uma união favorável para o desenvolvimento desse processo. Através dessa colaboração é que a escola consegue ter com o aluno uma conexão entre o que ele aprende nela e o que faz fora dela; conexão entre o ensino formal e o informal, entre o conhecimento e a vida prática do aluno.	Comment by Autor: indíviduo
O aluno se sente muito mais motivado quando se tem a presença da família envolvida no seu processo educacional, assim contribuindo para desenvolver seus afazeres dentro do ambiente escolar, nas suas ações pedagógicas, e também nas suas relações afetivas seja com seus professores e ou colegas. Para os professores também fica muito mais fácil trabalhar com o aluno tendo o apoio e colaboração dos familiares, ajudando assim a entender o aluno quando este apresenta algum tipo de dificuldade dentro do ambiente escolar.
2. FAMÍLIA – PRIMEIRA INSTITUIÇÃO EDUCACIONAL DA CRIANÇA
Sabemos que a família sempre foi a base para quaisquer formações existente na vida de um ser humano, além de ser onde realizamos nosso primeiro contato social e afetivo. Inseridos no ambiente familiar desde que nascemos, é dentro do nosso lar que começamos a receber educação, amor, e carinho. É desde bebês que nossos pais começam a nos mostrar o que é certo ou errado, aprendemos a valorizar o próximo, a reconhecer nossos erros e somos preparados para iniciarmos no ambiente escolar.
Entretanto, com o decorrer dos anos, podemos perceber que grandes partes dos ensinamentos de nossos pais estão sendo desvalorizados e deixados para trás, toda transmissão de valores, significados e crenças estão se perdendo no tempo. Em razão de todas as transformações econômicas, políticas e também as sociais contemporâneas, o modelo de família tradicional vem se reduzindo, e dessa forma abrindo espaço para o surgimento de novas composições familiares, nas quais usam de outros meios para educar seus filhos, meios que talvez não sejam tão eficazes como os de antigamente.
Como mencionamos anteriormente, o processo educacional de uma criança inicia-se desde seus primeiros momentos de vida. É obrigação da família empenhar-se em direcionar esta educação do melhor modo possível. Compreendemos que nos dias atuais educar não é uma missão fácil de realizar, e sim muito complexa, principalmente na contemporaneidade com tantas mudanças, avanços e inovações. No entanto, independente de tantas transformações, a família continua sendo a base para o processo inicial e constante do desenvolvimento social e educacional de uma criança. Um ambiente familiar sólido e afetuoso pode certamente favorecer para que haja um processo educacional seguro e construtivo. Os pais acabam tornando-se espelhos para seus filhos, sendo maiores influenciadores e motivadores na educação dos mesmos, consequentemente serão capazes de estabelecer e estimular a construção de um bom caráter, ou, dificultar a concepção dessa nova personalidade como pessoa em uma comunidade.
A família é a primeira instituição onde a criança vai começar a desenvolver sua aprendizagem, pois é nela que se formam os primeiros grupos sociais dos quais elas fazem parte.
A reunião das pessoas em um lar, como entidade familiar, é o centro mais perfeito de aprendizagem e de formação espiritual. Há na família a transmissão de cultura e de experiência, pela qual se molda a personalidade de uma pessoa, pois é na família que a criança passa a maior parte do tempo, é nela que se fornecem as condições de aprender e discernir entre o certo e o errado (Weschenfeder, 2007, p.15).	Comment by Autor: Utilizar fonte tamanho 10 e não utilizar parágrafo na citaçãlonga
A convivência familiar é importantíssima para o desenvolvimento de uma criança, é no seio familiar que naturalmente conseguiremos transmitir todo nosso conhecimento, simplesmente através das nossas atitudes perante a ela. As crianças são muito espertas, atentas, e observadoras, possuem um raciocínio muito rápido, diante disso aprendem muitas coisas simplesmente observando e memorizando ações e comportamentos realizados cotidianamente pelos seus familiares mais próximos, no caso, seus pais e irmãos. 
É natural que os pais se preocupem com seus filhos, pois querem que eles cresçam, se desenvolvam, e sonham com as conquistas que eles terão quando adultos, idealizam um futuro brilhante e desejam as mais belas vitórias para suas crianças. Esforçam-se para dar o melhor para eles, existindo a possibilidade criam até mesmo rotinas de aprendizado com diversas aulas extras curriculares, como de idiomas, esportes, artes, entre outras, querem prepara-los para que alcancem uma boa colocação no mercado de trabalho e assim garantir um padrão de vida com qualidade.	Comment by Autor: Prepará-los
No entanto, é essencial que os pais promovam em seus filhos a autoconfiança, autoestima, autocrítica, entre outras. Todas essas características e habilidades são capazes de levar as crianças a desenvolverem relações intrapessoais e interpessoais saudáveis, firmada na ética e honestidade. Consequentemente, a criança cresce sabendo a respeitar as diferentes concepções, debater, dialogar e não impor ideias, solucionar problemas, trabalhar em equipe e tantos outros ensinamentos que contribuirão para o seu crescimento e desenvolvimento como pessoa.
É fundamental que as crianças sejam estimuladas no seu ambiente familiar a serem crianças e agirem como uma, é preciso que possam vivenciar sua infância da maneira mais saudável possível, através das suas habilidades, brincadeiras, usando sua imaginação, criatividade e inteligência. Elas têm necessidade de inventar, criar, frustrar-se e experimentar as emoções como, sentir raiva, tristeza, alegria, amor e as mais várias outras emoções que existem dentro delas, e o melhor meio pra que isso ocorra é dentro do ambiente familiar, isso contribuirá grandemente com o seu desenvolvimento pessoal, social e educacional.
3 - A IMPORTANCIA DOS PAIS NA FORMAÇÃO DOS SEUS FILHOS.	Comment by Autor: Colocar ponto e não traço3.	Comment by Autor: Não utilizar ponto final
 Quando a Criança sente em seus pais o interesse pelos seus estudos e por todas as experiências escolares vividas, esta criança sente-se valorizada, e assim certamente desenvolvera de maneira segura uma boa autoestima. Estes interesses pelos progressos de aprendizagem escolar e até de demonstração de estar interessado em outros setores da vida daquela criança é fundamental para seu progresso na aprendizagem.	Comment by Autor: desenvolverá
 FIGURA 1: A IMPORTANCIA DA FAMILIA
 FONTE: https://blog.saudebig.com.br/entenda-a-importancia-da-familia-na-qualidade-de-vida/
 
Durante sua vida escolar a criança adquiri

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.