A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
37 pág.
Manejo Galinha Caipira

Pré-visualização | Página 1 de 2

Criação de Aves Caipira: Princípios Básicos
2
Principais Raças
Corte e Postura, 
Sistema de Criação 
Instalações
1
Contextualização
 e Importância da Avicultura.
Introdução - Avicultura
Etapas
Introdução
A avicultura brasileira iniciou com Cabral, que trouxe para o Brasil os primeiros exemplares de aves de raça pura. Estas aves eram criadas soltas a campo e daí originou o nome popular de Galinha Caipira, nome originário do Tupi guarani. No Brasil, a criação de galinhas caipiras é uma tradição. Mesmo em áreas urbanas, em improvisados galinheiros, a criação dessas aves é meio de obtenção de carne e ovos, geralmente para o próprio consumo familiar. 
Introdução
A avicultura caipira, no Nordeste brasileiro, via de regra, ainda é desenvolvida de forma bastante rudimentar: as aves vivem soltas, dormem em árvores ou em poleiros; a alimentação é pouca e de má qualidade e não há preocupação com a prevenção de doenças; os plantéis são constituídos de misturas de raças sem aptidão definida; nesse contexto, a produtividade alcançada têm sido muito baixas. 
Introdução
O emprego de raças melhoradas, com manejo e alimentação adequados, e prevenção das principais doenças, têm proporcionado um considerável aumento na produção e na produtividade, garantindo a segurança alimentar e melhorando a qualidade de vida das famílias de baixa renda.
Introdução
Merecendo em função disto, um trabalho na área de extensão rural visando melhorar a produtividade destas criações, para aumentar a disponibilidade de carne e ovos para consumo próprio e para incremento de renda. 
Importância da Avicultura
Durante muito tempo na história da humanidade a criação de aves teve uma importância tamanha no aspecto cultural. Entendida como símbolo da prosperidade e fertilidade. 
Motivo pelo qual desde as civilizações mais antigas era uma prática comum de presentear os recém casados com franguinhos para iniciar a criação. 
Escolha entre aquelas aves já existentes no seu quintal ou na vizinhança, mas observe a idade, os hábitos, a mansidão, a produção, a beleza e a saúde. Selecione fêmeas de 6 a 24 meses de idade que nunca tenham adoecido e que sejam: 
Como escolher as galinhas para criação?
• Boas poedeiras ou filhas de boas poedeiras.
• Boas criadeiras.
• Mansas.
• De bom tamanho. 
boa rusticidade (resistência a doenças e boa adaptação ao ambiente); 
ter de média a alta capacidade de postura; 
ter baixa mortalidade; 
ter grande capacidade de consumo de alimentos alternativos como frutas, verduras, tubérculos... 
Poedeiras – Aves indicadas 
•Características a serem consideradas: 
Como escolher o galo?
• Filho de galinhas com boas qualidades.
• Esperto e valente.
• Com idade próxima à idade das galinhas.
• Nem gordo nem magro, mas que seja Carnudo. 
O galo tem que vir de outra criação, mesmo sendo da mesma comunidade. Isso 10 evita o grau de parentesco próximo entre as galinhas e o galo, prevenindo o nascimento de pintos fracos, com defeitos físicos ou pouco produtivos.
Como escolher o galo?
PRINCIPAIS
RAÇAS
Principais Raças comercias
Raças
PESADO VERMELHO
MASTER GRISS
CAIPIRA NEGRA
VERMELHO PESADÃO
Como em todas as criações, nas aves também faz-se necessário preocupação com o melhoramento genético do plantel. Existem várias raças de galinha no Brasil. Cada raça apropriada a um determinado sistema de criação.
Raças
Em se tratando do sistema semi-intensivo é necessário se escolher as raças resistentes que adaptem bem ao sistema caipira. Dentre as raças mas indicadas para o sistema destacamos: 
Raças
Pesado Vermelho (s44) - Plumagem vermelha, ave rústica e de fácil adaptação.
Máster Griss – Plumagem de pigmento amarelo forte na pele, patas, bico é uma ave de grande porte adaptável ao campo.
Caipira Negra – Plumagem preta com plumas avermelhadas na cabeça e no pescoço, galinhas de médio porte, consome 118g de ração/dia acima de 150 dias de vida.
Tipo e características
Raças
Raças
Pesadão vermelho – Plumagem vermelho claro, cor branca no rabo e extremidade das penas, de porte grande peito avantajado e excelente rendimento.
Isa Brown (Postura) – Plumagem vermelho claro, ovos grande e vermelho escuro, ave de pequeno porte, consome 115 g de ração /dia e põe 300 ovos /ano.
Tipo e características
Sistema de criação
O sistema de criação de aves semi-intensivo (preso e solto), caracteriza-se pela forma de criação onde as aves permanecem parte do tempo presas em aviários rústicos, construídos com material da própria comunidade e parte do tempo ficam soltas em áreas de pastejo onde são cultivadas plantas para que as aves pastagem, como macaxeira, capim, bananeira, mamão, batata doce, milho e outros.
Sistema de criação
Vantagens da Avicultura Semi-intensiva
Pode ser desenvolvida de variada modalidade de acordo com a realidade da família;
Os produtos são de qualidade superior aos produzidos no sistema de granja;
Não da muito trabalho e o manejo é fácil;
As instalações podem ser simples e barata;
O rendimento e aproveitamento são bem melhor do que na criação totalmente solta;
As aves no geral têm, mais vida útil.
Área de criação: Instalações
Instalações
Localização: Locais secos, livres de inundações, proteção natural contra ventos fortes, água de boa qualidade e localizados no mínimo a 50m da residência, isolado do fluxo normal do trânsito e de pessoal.
Tamanho: A área do galinheiro é calculada para abrigar 07 a 10 aves /m². Esta área será mais utilizada durante o período as noite e na postura.
Para criar as galinhas da maneira recomendada são necessárias as seguintes instalações: Um galpão com cobertura de 4 águas e 2,10 metros de pé-direito com 5 divisões, sendo:
• Uma para galinhas em postura e para o galo, com ninhos.
• Uma para incubação dos ovos.
• Uma para pintos de até 30 dias de nascido (cria).
• Uma para pintos de 31 até 60 dias de idade (recria).
• Uma para frangos e frangas em terminação.
O Galinheiro
Instalações
O Galinheiro
Manejo Alimentar
Alimentação alternativa
Área de pastagem (piquete) recomendada para cada ave adulta é de aproximadamente 04 m2, pode-se utilizar capim cuicuio, coastcross, tiffon, grama estrela, ramí, confrei, quando houver área disponível recomenda-se dividi-lá em piquetes e fazer o manejo rotativo, pode-se utilizar também restos de hortaliças.
Sugerimos o plantio de feijão Guandu, Girassol.
SANIDADE 
ANIMAL (AVES)
Sanidade
A saúde é importante para que as aves sejam boas reprodutoras de carne e ovos. A manutenção da saúde é um conjunto de práticas que envolvem isolamento, higiene, profilaxia e combate sistemáticos a vermes e parasitas. Para introduzir aves no plantel, estas devem passar um período de isolamento de no mínimo 10 dias. 
ATIVIDADES 
O que fazer para evitar doenças? 
Isolamento das aves doentes ou suspeitas de alguma doença e desinfecção periódica das instalações;
Queimar todas as aves que morrerem de qualquer doença;
Higienização rigorosa nos aviários, bebedouros, comedouros ninhos e não colocar muitas aves em espaço pequeno;
Fornecer água e alimentos de boa qualidade;
Não misturar aves de categorias diferentes (ex: aves adultas com pintos); usar pedilúvio;
Manter sempre os aviários arejados, limpos e enxutos
Fornecer solução de plantas com princípios antibióticos a cada quatro meses para as aves.
ATIVIDADES 
O que fazer para evitar doenças? 
Programa de Vacinação
ATIVIDADES 
Evita doenças para:
 Referências
Criação de galinhas caipiras / Embrapa Informação Tecnológica; Embrapa Meio- Norte. – Brasília, DF : Embrapa Informação Tecnológica, 2007. 73 p. : il. – (ABC da Agricultura Familiar, 20)
Manual sobre Manejo de Produção Avicultura Colonial : Fabiane Pereira Gentilini – CaVG/IFSul . Fernanda Gonçalves Medeiros – GA/UFPel 
Embrapa Suinos e Aves. Manual de manejo da poedeiras coloniais de ovos castanhos.
Instrução técnica para o avicultor. Sistema para produção de ovos com apoedeira embrapa 051. ISSN 1516-5523 - outubro/06
Embrapa - Circular Técnca: Boas Práticas de Produção na Postura Comercial. Concórdia,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.