A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Cirurgia Buco Maxilo Facial - Instrumentação cirúrgica básica

Pré-visualização | Página 1 de 1

Maria Clara Tabosa
Instrumentação cirúrgica básica
Incisando o tecido
 Muitos procedimentos cirúrgicos se iniciam com uma incisão 
Bisturi
· Instrumento básico composto por um cabo reutilizável e por uma lâmina afiada estéril e descartável
· O cabo mais comumente utilizado é o n° 3
· Existe uma variedade de lâminas de diferentes formatos: a mais empregada na cirurgia intra-oral é a de n° 15 (pequena e utilizada para fazer incisões ao redor dos dentes e nos tecidos moles)
· n° 10 incisões na pele
· n° 11 incisar abcessos 
· n° 12 incisões na face distaç dos dentes ou na área da tuberosidade maxilar
· A lâmina de bisturi é cuidadosamente montada no cabo, sendo segura por um porta agulhas (isto minimiza a chance de lesionar os dedos), e é removida de maneira similar
· Depois de usada, deve ser descartada na caixa de perfuro-cortantes (vermelha ou amarela)
· Empunhadura: segurar o cabo como se segura uma caneta (permite o máximo de controle da lâmina durante a incisão)
· Quando se incisa um tecido mole retrátil, um afastador deve ser usado para manter o tecido estendido durante a incisão 
Elevando o mucoperiósteo
Descolador de Molt n° 9
· A parte pontiaguda é utilizada para iniciar o descolamento e para descolar a papila gengival entre os dentes
· A parte mais larga e arredondada serve para continuar o descolamento do periósteo do osso
· Movimentos de alavanca para elevar o tecido mole quando se desloca a papila em região interdental
· Movimentos de empurrar a ponta é forçada para baixo do periósteo, separando-o do osso subjacente
Afastando o tecido mole
Afastador de Minessota/ Austin/ Weider
· Um bom acesso e uma boa visão são essenciais para uma excelente cirurgia
· Uma variedade de afastadores têm sido desenhada para afastar as bochechas, língua e retalhos mucoperiosteais com objetivo de fornecer acesso e visibilidade durante a cirurgia
· A borda do afastador é apoiada sobre o osso 
· O instrumento mais utilizado para afastar a língua durante a exodontia é o espelho bucal
· O descolador de molt n° 9 também pode ser utilizado como afastador
 (
Afastador de Minessota
)
 (
Afastador de Weider
) (
Afastador de Austin
)
Apreendendo o tecido mole
 Apreensão do tecido mole para incisá-lo, controlar o sangramento ou para passar a agulha
Pinça Adson
· Em alguns tipos de cirurgia, especialmente quando se remove grandes quantidades de tecido ou em biópsias, são necessárias pinças com cabos que travam e dentes que iram apreender firmemente o tecido
· Com ou sem dente
Pinça Allis
· Esta pinça nunca deve ser utilizada em tecidos que serão deixados na boca, pois ela causa uma quantidade relativamente grande de dano tecidual por esmagamento
 (
Pinça Allis
) (
Pinça Adson
)
Controlando a hemorragia
 Quando incisamos os tecidos, pequenas artérias e veias também são incisadas, causando sangramento. Na maioria das cirurgias esse sangramento é controlado através da pressão sobre a ferida. A pressão não cura o sangramento, quanto teve a incisão de uma artéria ou veia mais calibrosa.
Pinça hemostática
· Reta ou curva
· O mecanismo de travamento permite ao CD prender o hemostato a um vaso e depois largar o instrumento que se manterá preso ao tecido. Isto é útil quando o cirurgião planeja ligar o vaso com uma sutura ou cauterizá-lo (usar calor para selar o vaso)
· Também é usada para remoção de tecido de granulação no alvéolo; apreender pequenas pontas de raiz, pedaços de calculo e fragmentos de amálgama
Removendo o osso
Pinça Goiva (alveolótomo)
· Possui lâminas afiadas que são pressionadas uma contra a outra pelos cabos, cortando ou arrancando o osso
· Por apresentar corte na ponta, este instrumento pode ser inserido dentro do alvéolo para remoção do septo ósseo inter-radicular
· Nunca deve ser empregada na remoção de dentes 
Broca e peça de mão
· Broca cirúrgica (n° 702, 703, 8, 6) + alta rotação
· Remoção de osso em exodontias e outros procedimentos cirúrgicos 
Martelo e cinzel
· Remoção óssea, principalmente usado para remoção de toro lingual
Lima para osso
· Lima n° 12
· O alisamento final do osso antes da sutura do retalho mucoperiósteo em posição é preferencialmente obtido com uma pequena lima para osso
· Devem remover o osso através de movimentos de puxar (empurrar deve ser evitado, pois pode causar esmagamento do osso
Removendo tecido mole de cavidades ósseas
Cureta de Lucas
· Remoção de granulomas
· Remoção de pequenos cistos das lesões periapicais
· Curetagem 
Suturando tecido mole
Porta-agulha
· Possui um cabo com trava e uma ponta atraumática e curta. As pontas do porta-agulha são menores e mais resistentes que as pontas de um hemostato
· Face ativa possui ranhuras de forma quadriculada a fim de permitir a correta apreensão da agulha de sutura
· O dedo anelar e polegar são colocados nos anéis do cabo. O dedo indicador é mantido ao longo do comprimento do porta-agulha para firmá-lo e direcioná-lo
Agulha de sutura
· A agulha utilizada no fechamento de incisões em mucosa geralmente é uma agulha de sutura de meio círculo ou de 3/8 de círculo
· A agulha é curva para permitir que ela passe por espaços pequenos, onde uma agulha reta não alcança, permitindo o giro do ponto
· Existe uma variedade de formatos
Material de sutura
· O tamanho do fio se relaciona com seu diâmetro e é designado por uma série de zeros
· O mais utilizado para sutura da mucosa oral é o 3-0 (000_
· Materiais de sutura podem ser reabsorvíveis ou não (fios reabsorvíveis fios de seda, náilon, vinil e aço inoxidável)
· Suturas reabsorvíveis: categute (derivado da superfície serosa do intestino de carneiros) reabsorve durando mais do que 3 a 5 dias; ácido poliglicólico e ácido polilático reabsorvíveis lentamente (4 semanas)
· Suturas reabsorvíveis geralmente são usadas quando a sutura envolve músculo 
Tesouras 
· O último instrumento necessário para sutura
· Tesoura Íris (reta)
· Tesoura Metzenbaum
Mantendo a boca aberta
· Apoiar a mandíbula do paciente com um bloco de mordida para proteger as articulações
Aspirando
· Para fornecer boa visualização, sangue, saliva e soluções para irrigação deve ser aspirados do campo operatório. A ponta de aspiração cirúrgica apresenta um diâmetro menos que o sugador utilizado na odontologia clínica, a fim de remover rapidamente fluidos do campo operatório e manter a visualização adequada
Mantendo os campos cirúrgicos em posição
Pinça campo
· Cuidado ao prender o campo cirúrgico para não prender a pele subjacente do paciente
Irrigando 
· Quando uma peça mão e broca são usadas para remoção de osso, a área deve ser irrigada com soro fisiológico e água estéril 
· A irrigação resfria a broca e previne o aquecimento que causa dano ao osso
· A irrigação também aumenta a eficiência da broca
· Seringas plásticas ou de carreamento automático
Extraindo dentes
Alavancas dentais
· Luxam os dentes do osso circunvizinho
· Soltar os dentes antes da aplicação do fórceps torna as extrações mais fáceis
· Reta: inicia a luxação de um dente erupcionado
· Triangular: quando uma raiz fraturada permanece no alvéolo 
· Apical: remove raízes/ elevador de ápice dental
Fórceps 
· Removem o dente do osso alveolar
· São projetados em várias formas e configurações para que se adaptem à variedade de dentes nos quais eles são usados 
· Ponta ativa, articulação e cabo
Fórceps para dentes superiores
· Fórceps 1: incisivos e caninos 
· Fórceps 150: incisivos, caninos e pré-molares
· Fórceps 18R: molares do lado direito
· Fórceps 18L: molares do lado esquerdo
Fórceps para dentes inferiores
· Fórceps 151: incisivos, caninos e pré-molares
· Fórceps 17: molares
· Fórceps 16: molares com destruição da coroa
Fórceps para restos radiculares
· Fórceps 65: incisivos e raízes superiores
· 69: raízes de dentes inferiores e superiores