A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
24 pág.
T BIOQUÍMICA

Pré-visualização | Página 1 de 5

UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA 
BEATRIZ FERNANDES DELFINO 
BEATRIZ MACHADO BRISTOT 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
VITAMINAS E ÍONS INORGÂNICOS PARA MANUTENÇÃO DOS ORGANISMOS 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Tubarão 
2018 
 
BEATRIZ FERNANDES DELFINO 
BEATRIZ MACHADO BRISTOT 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
VITAMINAS E ÍONS INORGÂNICOS PARA MANUTENÇÃO DOS ORGANISMOS 
 
 
Trabalho de Conclusão de Unidade de 
Aprendizagem Bioquímica Básica da 
Universidade do Sul de Santa Catarina como 
requisito de aprovação na UA de Bioquímica 
Básica de 2018/1. 
 
 
 
Orientador: Simony Davet Muller 
 
 
 
Tubarão 
2018 
 
SUMÁRIO 
 
1 INTRODUÇÃO................................................................................................................. 12 
2 VITAMINAS ..................................................................................................................... 13 
2.1 VITAMINAS LIPOSSOLÚVEIS .................................................................................... 14 
2.1.1 Vitamina A ................................................................................................................... 14 
2.1.2 Vitamina D ................................................................................................................... 15 
2.1.3 Vitamina E ................................................................................................................... 16 
2.1.4 Vitamina K ................................................................................................................... 17 
2.2 VITAMINAS HIDROSSOLÚVEIS ................................................................................ 18 
2.2.1 Vitamina C ................................................................................................................... 18 
3 MICRONUTRIENTES .................................................................................................... 25 
3.1 DOENÇAS RELACIONADAS A DEFICIÊNCIA DE MICRONUTRIENTES: .......... 25 
3.1.1 Deficiência de Ferro: ................................................................................................... 25 
3.1.2 Deficiência de Zinco: ................................................................................................... 25 
3.1.3 Deficiência de Iodo: ..................................................................................................... 26 
3.2 MICRONUTRIENTES/MINERAIS: .............................................................................. 26 
3.2.1 Doenças relacionadas a micronutrientes: ................................................................. 27 
4. CONCLUSÃO ..................................................................................................................... 29 
REFERÊNCIAS ..................................................................................................................... 30 
ANEXOS ................................................................................................................................. 31 
ANEXO A – VITAMINAS .................................................................................................... 32 
 
 
 12 
1 INTRODUÇÃO 
As vitaminas constituem um grupo de nutrientes orgânicos necessários em 
pequenas quantidades para uma variedade de funções bioquímicas, geralmente não podem ser 
sintetizadas pelo organismo e que, sendo assim, devem ser fornecidas pela dieta. As vitaminas 
lipossolúveis são compostos hidrofóbicos que podem ser absorvidos de modo eficiente apenas 
quando há absorção normal de gorduras. Já as lipossolúveis desempenham diversas funções, a 
vitamina A, desempenha visão e diferenciação celular. A vitamina D o metabolismo do cálcio 
e do fosfato e a diferenciação celular. A vitamina E é antioxidante e a vitamina K a coagulação 
sanguínea. As vitaminas hidrossolúveis são as vitaminas B e C, o ácido fólico a biotina e o 
ácido pantatênico. Eles funcionam principalmente como cofatores enzimáticas. Muitos dos 
minerais essenciais estão amplamente distribuídos nos alimentos, e os indivíduos que 
consomem dietas balanceadas tendem, em sua maioria, a ingerir quantidades adequadas. As 
quantidades necessárias variam desde alguns gramas por dia, no caso do sódio e do cálcio, até 
miligramas por dia (como ferro e zinco), e microgramas por dia (oligoelementos). (RODWELL, 
et all 2017) 
 13 
2 VITAMINAS 
Compostos orgânicos não-relacionados quimicamente, que não podem ser 
sintetizados por humanos e, portanto, devem ser supridos pela dieta. (HARVEY, et al 2012) A 
grande função das vitaminas, pelo menos da maioria delas, é servir como fonte de coenzimas. 
(AREAS, 2015). Existem duas principais classificações, vitaminas hidrossolúveis e 
lipossolúveis. (HARVEY, et al 2012). Após essa divisão o grupo lipossolúvel é dividido em 
quatro grupos de vitaminas A, D, E e K que são os compostos sintetizados pela condensação de 
múltiplas unidades de isopreno. (NELSON, et al 2014) As vitaminas hidrossolúveis incluem as 
vitaminas do complexo B e a vitamina C, em excesso são excretados na urina e raramente 
provocam efeito colateral. (MARZZOCO, et al 2013) 
 
“As vitaminas são nutrientes orgânicos necessários em quantidades 
mínimas para manter o crescimento e o metabolismo normais. Diferentemente dos 
carboidratos, lipídeos e proteínas, elas não fornecem energia ou são empregadas como 
“materiais de construção” biológicos. Por outro lado, há mais de um século sabe-se 
que diversas patologias não são causadas por agentes infecciosos, e sim por 
deficiências vitamínicas. Compreendeu-se que as vitaminas são essenciais para a 
regulação de nossos processos fisiológicos, pois atuam como coenzimas e grupos 
Figura 1 (TEIXEIRA, 2018) 
 14 
prostéticos – moléculas que, ao se associarem com enzimas, tornam-nas ativas. ” 
(BORGES, 2008) 
 
2.1 VITAMINAS LIPOSSOLÚVEIS 
São aquelas que são solúveis solventes orgânicos apolares (NELSON, et al 2014) 
compostas com pelas vitaminas A, D, E e K, e incorporam diferentes funções. (MARZZOCO, 
et al 2013) Segundo Marzzoco (2013), essas são eliminadas do corpo de forma mais lenta e 
com a ingestão aumentada pode causar efeitos danosos, principalmente se forem vitaminas A e 
D. Vitaminas lipossolúveis podem ser armazenadas no tecido adiposo e utilizadas mesmo após 
períodos prolongados de privação. (BORGES, 2008) Apresentam uma semelhança estrutural, 
por serem derivadas do isopreno. Ocorrem em alimentos do tipo vegetal, incluindo óleos, ou 
alimentos animas ricos em gordura. São absorvidas no intestino delgado junto com os lipídios 
e incorporadas em quilomícrons. (MARZZOCO, et al 2013) 
As vitaminas A e D tem a função de precursores de hormônios: 
2.1.1 Vitamina A 
A vitamina A ou retinóides é uma família de moléculas são usados como conjunto 
para diversas moléculas relacionadas, retinol, retinal, ácido retinóico e β-Caroteno. (HARVEY, 
et al 2012) Funciona como hormônio, pigmento fotossensível, regula o desenvolvimento 
epitelial e no tratamento de acnes e rugas. Ou seja: 
 
“A vitamina A (retinol), em suas várias formas funciona como hormônio 
e pigmento fotossensível de olhos de vertebrados. Atuando por meio de proteínas 
receptoras no núcleo da célula, o derivado da vitamina A ácido retinoico, regula o 
desenvolvimento do tecido epitelial, incluindo a pele. O ácido retinóico é o composto 
ativo no fármaco tretinoína (Retin-A), utilizado no tratamento de acne grave e rugas 
na pele. ” (NELSON, et al 2014 p.373) 
 
Segundo Nelson no livro Princípios de Bioquímica de Lehninger (2014) a vitamina 
A auxilia ainda na resposta dos bastonetes e dos cones da retina à luz. O no livro ainda cita que 
é encontrada em alimentos como óleos de peixe, fígado, ovos, leite integral, manteiga, 
vertebrados, vegetais amarelos. 
 15 
Tanto o consumo excessivo como a falta dessa vitamina podem causar problemas 
a saúde. Ainda no livro