A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
32 pág.
Curso de contabilização

Pré-visualização | Página 1 de 2

CONTABILIDADE 
BÁSICA 
CONTABILIDADE: ​Do ponto de vista do usuário, a contabilidade ​é ​um sistema de informação e 
avaliação que se destina a prover seus usuários com demonstrações e análises de natureza 
econômica, financeira ou física. 
1. PATRIMÔNIO: 
É o conjunto de elementos necessários à existência de uma entidade (empresa), ou seja, é o conjunto 
de bens, direitos e obrigações. 
• ​Bens: ​Tudo que pode ser avaliado economicamente e que satisfaça as necessidades 
humanas; 
a) Tangíveis: têm existência física, existe como coisa ou objeto. Ex.: Dinheiro, 
mercadoria p/ revenda, imóveis, máquinas, veículos, móveis, equipamentos, etc. 
b) Intangíveis: Ex.: Marcas e patentes, ações ou Quotas de Capital. 
• ​Direitos: ​São bens de nossa propriedade que se encontram em poder de terceiros (valores a 
receber). Ex.: duplicatas a receber, títulos a receber, notas promissórias a receber, aluguéis 
a receber, clientes a receber, etc. 
• ​Obrigações: ​São bens de propriedade de terceiros que se encontram em nosso poder. 
(valores a pagar) Ex.: duplicatas a pagar, títulos a pagar, notas promissórias a pagar, 
aluguéis a pagar, fornecedores, impostos a recolher, salários a pagar, etc. 
Itens Patrimoniais 
• ​Ativo: ​Conjunto de bens e direitos (parte positiva), chamado de Patrimônio Bruto. Lado 
positivo é o patrimônio da empresa, o que ela efetivamente tem. Bens que possui e Direitos 
que ela tem para receber. 
• ​Passivo: ​Conjunto de obrigações (parte negativa). Também chamado de Capital de 
Terceiros ou Passivo. Lado negativo é o que a empresa tem para pagar, é o que ela deve. 
• ​Patrimônio Líquido: ​Representa as obrigações da entidade para com os sócios ou 
acionistas, bem como apresenta o resultado da empresa (diferença entre Receita e 
Despesa). 
1 
Atendendo o aspecto didático e tornando mais fácil a compreensão do Patrimônio, que é o 
ponto de partida para compreendermos o mecanismo que envolve o processo contábil, vamos 
representá-lo por um gráfico simplificado em forma de 
, que é o que chamamos de RAZONETE. 
No lado esquerdo ficam os ​Bens e Direitos ​e no lado direito ficam as ​Obrigações​. 
• Na representação gráfica apresentada temos, de um lado, os Bens e os Direitos, que formam 
o grupo dos ELEMENTOS POSITIVOS; e, do outro lado, as Obrigações, que formam o grupo 
dos ELEMENTOS NEGATIVOS. 
PATRIMÔNIO LÍQUIDO = ATIVO - PASSIVO 
As Contas Patrimoniais representam o patrimônio da empresa demonstrado através do 
Balanço Patrimonial. 
2 
2. Elementos de Resultado 
• ​Receitas: ​São os recursos provenientes da venda de produtos ou 
serviços. 
• ​Despesas: ​São gastos executados com a finalidade de gerar receitas. As despesas 
podem diminuir o ativo ou aumentar o passivo, mas sempre provocam diminuições no 
patrimônio líquido. As despesas reduzem a riqueza própria do patrimônio. 
As Contas de Resultado aparecem durante o exercício social, que se encerra sempre no final 
do ano. Não fazem parte do Balanço Patrimonial, mas é por meio delas que sabemos se a 
empresa apresentou lucro ou prejuízo em suas atividades. 
3 
3. Conceito de Débito e Crédito 
• ​Débito: ​Na linguagem comum, significa: dívida, situação negativa, estar em débito com 
alguém, estar devendo para alguém etc. Na terminologia contábil essa palavra assume 
posição ​positiva​! 
a) No gráfico das Contas Patrimoniais, o lado esquerdo é o lado do Débito, exceto para 
as Contas Retificadoras (exemplo depreciação de algum bem). 
b) No gráfico das Contas de Resultado, o lado esquerdo é o lado do Débito. 
Dica: Quando falarmos na palavra débito, procure não ligar o seu significado do ponto de vista 
técnico com o que ela representa na linguagem comum. 
• ​Crédito: ​Na linguagem comum, significa: ter crédito com alguém, em uma loja etc. 
Situação positiva, poder comprar a prazo, etc. Na terminologia contábil ela assume situação 
negativa​! 
Portanto é importante memorizar: 
a) No gráfico das Contas Patrimoniais, o lado direito é o lado do Crédito, exceto para 
as Contas Retificadoras. 
b) No gráfico das Contas de Resultado, o lado direito é o lado do Crédito. 
4 
Plano de Contas: ​consiste na relação ordenada de todas as contas utilizadas para o registro dos fatos 
contábeis de uma entidade. 
IMPORTANTE: PARA TODO DÉBITO DEVE EXISTIR UM CRÉDITO COM O VALOR 
CORRESPONDENTE E VICE-VERSA 
5 
Entradas e Saídas de recursos das Contas Patrimoniais e de Resultado. 
• ​Ativo: ​➢ ​Entrada = Débito (aumenta a conta debitada) 
➢ ​Saída = Crédito (diminui a conta creditada) 
• ​Passivo/Patrimônio Líquido: 
➢ ​Entrada = Crédito (aumenta a conta creditada) ​➢ 
Saída = Débito (diminui a conta debitada) 
• ​Receitas = Crédito. 
• ​Despesas = Débito. 
Analisando minuciosamente é como se tivéssemos dentro de cada Conta 
patrimonial e Conta de resultado “subcontas”, temos o seguinte gráfico: 
Pegando a conta 
Caixa, que é um 
BEM pertencente ao 
Ativo e possui 
Natureza Devedora, 
Para aumentá-la devemos Debitar e 
para diminuí-la devemos Creditar. 
Já, por exemplo, a conta Salário a Pagar, que é uma 
OBRIGAÇÂO, do Passivo e possui Natureza Credora. 
Percebemos que para aumentá-la devemos Creditar e 
para diminuí-la devemos Debitar. 
6 
Neste exemplo, na conta Salário (provisão), que é uma 
DESPESA, e possui Natureza Devedora. Quando 
precisamos aumentá-la devemos Debitar e quando 
precisamos diminuí-la devemos Creditar. 
7 
Contabilização da Folha 
Aplicando os conceitos contábeis nos elementos utilizados para o cálculo de folha que estamos 
habituados a lidar no dia a dia. 
Se transferirmos estes elementos da folha para o Razonete em formato de visualizaremos da seguinte 
forma: 
Assim, chegamos à conclusão que quando contratamos um funcionário, assumimos a despesa 
referente ao serviço que ele presta para a empresa. Seu salário bruto (verbas salariais somadas) é a 
despesa que este representa. O líquido que ele recebe é a obrigação que a empresa tem para pagar. O 
valor de repasse de INSS e IR também são obrigações. O FGTS é uma despesa que a empresa 
assume na contratação do funcionário e torna-se uma obrigação o depósito do seu valor na Caixa. 
Obrigações ​Impostos a 
Pagar, Salários a Pagar, Líquido da 
folha - SALPGR Líquido de férias, 
Líquid
Provis
Provis
Impostos a Pagar... 
Quando contratamos os funcionários e 
provisionamos a Folha Mensal, as Férias, 
o 13o Salário. Pois no momento da 
contratação assumimos a responsabilidade 
de arcar com a DESPESA de Salário, 
Férias e 13o Salário deste funcionário. 
BENS 
Caixa, 
Bancos... 
O INSS da parte patronal quando a empresa não é optante do Simples também é uma despesa que a 
empresa assume na contratação do funcionário e torna-se uma obrigação o pagamento destes valores 
para a previdência. 
Vamos tomar um exemplo de cálculo de folha normal. 
Podemos observar que a verba 5(salário mensalista) com o valor bruto do salário do funcionário é a 
DESPESA que a empresa assume. 
A verba 9101 de desconto de INSS é a obrigação do repasse do INSS dos segurados para a 
previdência. 
O salário líquido é a obrigação que a empresa tem com o funcionário. O seu pagamento! 
O FGTS é DESPESA assumida pela empresa e torna-se obrigação para depósito no banco. 
Despesa de FGTS e FGTS a pagar 
Salário Líquido a 
Pagar 
9 
Vamos analisar o Espelho e resumo da folha referente a este cálculo e a tela de exportação para a 
contabilidade. 
10 
Observamos agora como fica disposto o cálculo da folha dentro do gráfico Contábil. 
OBRIGAÇÕES ​BENS 
Salário Líquido (salário a pagar), ​Caixa, 
INSS a pagar, ​Bancos... 
FGTS a pagar, 
ou seja: 
Salário Líquido – SALPGR = R$ 910, 00 
INSS a Pagar - INSSPGR = R$ 90,00 FGTS a Pagar - FGTSPGR = R$ 80,00 
Verba 5 – Salário Mensalista, FGTS (não tem verba), 
ou seja: