A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
ATIVIDADE AVALIATIVA 10 FERRAMENTAS DA QUALIDADE revisada

Pré-visualização | Página 1 de 1

ESCOLA DE EDUCAÇÃO
PROFISSIONAL SENAC RIO GRANDE DO SUL
 EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
ESTUDANTE: BRUNA INÁCIO BRITO
COMPONENTE: FERRAMENTAS DA QUALIDADE
PROFESSOR: GABRIELA ZORTÉA DUARTE
ATIVIDADE Nº: 10
POLO: SENAC RS
LOCAL E DATA: 06 DE OUTUBRO DE 2020, 
Atividade avaliativa 10
Ferramentas da Qualidade
1. Introdução
A atividade proposta é a utilização da metodologia MASP (Metodologia de
Análise de Soluções de problemas) em uma empresa do setor alimentício, com
intuito de auxiliar na identificação e logo na resolução do problema, que
consistem em 8 etapas bem definidas: 
 Definição do problema;
 Observação;
 Análise – Definir causa raiz;
 Plano de Ação;
 Implementar soluções;
 Verificação;
 Padronização;
 Conclusão.
O MASP é uma versão mais detalhada e embasada do ciclo PDCA, com
objetivo central de solucionar uma situação específica, analisando suas causas
e planejando ações, sempre focada na melhoria da qualidade. (MATINS;
FERREIRA, 2016).
Fonte: (COUTINHO, 2020).
2. Case: 
A atividade proposta é a utilização da metodologia MASP (Metodologia de
Análise de Soluções de problemas) aplicada em uma empresa de grande porte
com mais de 500 colaboradores, cujo trabalho é o fornecimento de refeições
coletivas para outras 60 empresas de pequeno e médio porte. 
Fonte: elaborado pela autora via Canva (2020).
Definição do problema
12 funcionários de uma empresa cliente da COMER BEM apresentaram
sintomas iguais que incluíram dores de cabeça e enjoo logo após o almoço, o
que criou um alerta para uma possível intoxicação alimentar ocasionada por
alguma contaminação no alimento fornecido.
3. Desenvolvimento:
3.1. Tabela1
Nº E NOME do
PASSO
DESCREVA
O QUE FOI REALIZADO
Qual Ferramenta da
Qualidade poderia ter sido
utilizada?
1º D: Estabelecer
a equipe que vai
atuar no
problema.
Médico do trabalho e
Nutricionistas, Chef de cozinha.
EMQ’s
2º D: Descrever o
problema:
12 pessoas apresentaram sinais
de uma “possível” intoxicação
alimentar após o almoço.
Brainstorming
(Contaminação cruzada;
modo de preparo;
temperatura;
manipuladores;
conservação alimentos;
exposição; higiene;
utensílios; água).
3º D: Estabelecer
ações de
contingência
Revisar procedimento de
segurança alimentar. Controle e
prevenção.
Eliminar todo e qualquer alimento
até que seja evidenciada a causa
da contaminação.
Obtenção de água envasada até
a solução da causa.
Análise física, química e biológica
nos utensílios, alimentos e água.
4º D: Determinar
a causa-raiz do
problema:
Contaminação do reservatório de
água
5º D: Escolher
ações corretivas:
Periodicidade na limpeza do
reservatório de água.
Contrato com empresa
especializada em higienização de
reservatório de água.
6º D: Realizar o
acompanhament
o periódico das
ações
determinadas
Acompanhamento das ações
corretivas para que não aconteça
mais o incidente.
Criar uma periodicidade na
higienização do reservatório.
7º D: Verificar a
eficácia das
ações:
Realizar novamente as medições
para garantir a qualidade da
água.
8º D: Felicitar a
equipe:
Manter a equipe motivada e
sempre mostrar a importância do
seu trabalho perante a empresa.
Dar feedbacks, prêmios e
reconhecimento frente a equipe.
4. Conclusão
Em qualquer organização acontece imprevistos e contratempos e sempre é
importante pensar de que maneira será realizada a contenção de um problema,
caso ele ocorra, sabendo que diversas ferramentas serão úteis para o processo
é de extrema importância. 
A utilização da metodologia deixa todo o sistema mais seguro e traz
confiança sobre os processos. 
A empresa em questão conseguiu provar a eficácia de seu processo, tendo
total controle das fases, conseguindo provar que a contaminação era na água e
não no fornecimento da alimentação como havia sido apontado no início da
investigação como “possível causa” de intoxicação dos funcionários.
Como estudante percebi de maneira clara, a importância sobre o controle dos
processos e aplicabilidade de cada ferramenta nas mais variadas etapas.
Referências
MARTINS, Gleison Hidalgo. FERREIRA, Renata Lency. Aplicabilidade da
metodologia de análise de soluções de problemas MASP através do ciclo
PDCA no Setor de Embalagens: Estudo de caso na “Indústria de
Embalagens” no Brasil. JOURNAL OF LEAN SYSTEMS, 2016, Vol. 1, Nº 4,
pp. 02-22. Disponível em: <https://core.ac.uk/download/pdf/268134586.pdf>.
Acesso em 5 de out. de 2020.
COUTINHO, Thiago. O que é o ciclo PDCA? Entenda como funciona cada
etapa. [2020?]. Disponível em: <https://www.voitto.com.br/blog/artigo/o-que-e-
o-ciclo-pdca>. Acesso em 05 de out. 2020.