A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
Relações Sindical e Negociações

Pré-visualização | Página 1 de 3

Questão 1/10 - Negociação e Relações Sindicais
Leia o texto:
A OIT, cuja sigla em inglês é ILO (International Labor Organisation), foi criada no quadro do Tratado de Versalhes, adotado no âmbito da Conferência de paz de Paris de 1919, assinado pelos Aliados (vencedores) e a Alemanha (vencida), que, após o fim da Grande-Guerra, instituiu, nomeadamente, uma nova ordem internacional, reorganizando a cartografia geopolítica do mundo e, em particular, da Europa pós-imperial. Esta nova ordem terá como centro sistémico a Sociedade das Nações (SDN), organização internacional de vocação universal destinada a preservar e manter a paz no mundo, com a qual a OIT, também de vocação universal, manterá uma estreita cooperação, uma vez que a sua missão de promover e realizar a “justiça social” é considerada um elemento decisivo para uma paz duradoura.
Fonte: LEITAO, Augusto Rogério. A Organização Internacional do Trabalho (OIT): quase um século de ação em contextos históricos diversos. Laboreal [online]. 2016, vol.12, n.1, pp.103-111. Disponível em: <http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-52372016000100012&lng=pt&nrm=iso>.
Considerando essas informações e o conteúdo estudado sobre OIT no direito coletivo do trabalho, pode se afirmar que a convenção que disciplinou o princípio da liberdade sindical de 1948 foi a:
Nota: 10.0
	
	A
	Convenção 87.
Você acertou!
Justificativa:
ROTA 1 - NEGOCIAÇÃO E RELAÇÕES SINDICAIS Tema 5: OIT NO DIREITO COLETIVO DO TRABALHO
A Convenção 87: disciplinou o princípio da liberdade sindical em 1948: “os trabalhadores e os empregadores, sem distinção de qualquer espécie, terão direito de constituir, sem autorização prévia, organizações de sua escolha, bem como o direito de se filiar a essas organizações, sob a única condição de se conformar com os estatutos das mesmas”. (OIT, 1948). Tal convenção, reconheceu a pluralidade sindical, entretanto, não foi ratificada pelo Brasil, por alguns motivos políticos e jurídicos. Alguns autores afirmam ser o tratado mais importante sobre liberdade sindical.
	
	B
	Convenção 98.
	
	C
	Convenção 29.
	
	D
	Convenção 135.
	
	E
	Convenção 154.
Questão 2/10 - Negociação e Relações Sindicais
Leia o Texto:
A relação coletiva de trabalho é a estrutura que fundamentalmente compõe o direito sindical e coletivo do trabalho. Dessa relação coletiva, além de específicos princípios e regras, decorre um conjunto de institutos peculiares ao ramo ora analisado, entre os quais se destacam aqueles ligados à organização sindical (como associação profissional, sindicato, federação, confederação, central sindical, contribuição sindical, contribuição confederativa, taxa assistencial etc.), às fórmulas de solução dos conflitos coletivos (negociação coletiva, conciliação, mediação, arbitragem, jurisdição coletiva, dissídio coletivo, sentença normativa etc.) e à paralisação coletiva do trabalho (greve e locaute).
Fonte: Martinez, Luciano. Curso de direito do trabalho: relações individuais, sindicais e coletivas do trabalho 7. ed. — São Paulo: Saraiva, 2016
Considerando essas informações e o conteúdo estudado sobre relações individuais do trabalho x relações coletivas do trabalho, pode se afirmar que a relação coletiva do trabalho ocorre quando
Nota: 10.0
	
	A
	num dos polos está apenas um empregado
	
	B
	num dos polos está apenas uma empresa
	
	C
	num dos polos está um grupo de empregados e no outro polo um grupo de empregadores
Você acertou!
ROTA 1 - NEGOCIAÇÃO E RELAÇÕES SINDICAIS Tema 01 da Rota: RELAÇÕES INDIVIDUAIS DO TRABALHO X RELAÇÕES COLETIVAS DO TRABALHO
As relações coletivas do trabalho se compõem por dois polos, no qual um deles se encontra um grupo de empregadores e no outro um grupo de trabalhadores, que visam resguardar os direitos coletivos de categorias de trabalho.
	
	D
	num dos polos está um grupo de empregadores e no outro polo está apenas um empregado.
	
	E
	num dos polos está um empregador e no outro polo está um grupo de empregadores
Questão 3/10 - Negociação e Relações Sindicais
Leia o texto:
A realidade da normatização do trabalho, de caráter social, regulatório e balizador, protetiva do trabalhador hipossuficiente, gradativamente, também, sente os reflexos do fenômeno globalizante, que empurra para a uniformização as relações entre capital e trabalho, desconhecendo, deliberadamente, realidades diferentes entre os diversos países do mundo. Dentro de um contexto histórico evolutivo da normatização do trabalho, podemos constatar que a realidade contemporânea está no sentido oposto daquilo que se buscou, internacionalmente, enquanto instrumento corretor de desigualdades e injustiças na realidade sempre conflitiva das relações entre detentores dos meios de produção e trabalhadores assalariados.
Embrionariamente, a busca de exemplos legislativos e práticas mais humanizadas de trabalho foi um movimento que partiu das classes operárias, oprimidas por jornadas intermináveis, ambientes de trabalho insalubres e total ausência de quaisquer garantias e proteção em relação ao capital que utilizava sua mão de obra. A realidade dos trabalhadores Europeus com o advento da revolução industrial (séculos XVIII e XIX), que se pautou por ideais burgueses evidenciados pós revolução francesa, de ampla liberdade formal, autonomia da vontade e afastamento do Estado nas relações entre mão de obra e detentores dos meios de produção, impulsionaram o operariado a lutar pro leis que os protegessem das naturais desigualdades que enfrentavam no embate de interesses com a burguesia que comprava sua força de trabalho.
Fonte: MELEU, Marcelino and MASSARO, Alessandro Langlois. O papel da O.I.T. frente aos desafios do mercado. Rev. Direito Práx. [online]. 2017, vol.8, n.3, pp. 2074-2105. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-89662017000302074&lng=en&nrm=iso
 Considerando essas informações e o conteúdo estudado sobre o OIT no direito coletivo do trabalho, analise as afirmações e assinale a alternativa correta:
I - A Organização Internacional do Trabalho (OIT), surgiu por meio do Tratado de Versalhes.
II - A OIT tem como função, a aplicação de normas e regras internacionais de trabalho, cujo o objetivo é o bem-estar do trabalhador.
III - A OIT nunca teve representatividade no Brasil.
IV - A OIT ainda não tem uma estrutura administrativa definida 
Está correto apenas o que se afirma em:
Nota: 10.0
	
	A
	I e III
	
	B
	I e II
Você acertou!
ROTA 1 - NEGOCIAÇÃO E RELAÇÕES SINDICAIS Tema 5: OIT NO DIREITO COLETIVO DO TRABALHO
A alternativa I está correta, pois a Organização Internacional do Trabalho (OIT), surgiu através do Tratado de Versalhes, no ano de 1919
A alternativa II está correta, pois a função da OIT é a aplicação de normas e regras internacionais de trabalho, tendo como principal objetivo a justiça social, buscando oportunidades e condições de trabalho a todos.
 A alternativa III está errada, pois no Brasil, apenas na década de 50 a OIT ganhou representatividade.
A alternativa IV está errada, pois sua estrutura é composta por: Conselho de Administração, a Conferência Internacional do Trabalho e o Secretariado Internacional do Trabalho, além de escritórios regionais, em todos os continentes
	
	C
	I e IV
	
	D
	II e III
	
	E
	III e IV
Questão 4/10 - Negociação e Relações Sindicais
Leia o texto:
Princípios são mandamentos de otimização, ou seja, normas que ordenam que algo seja feito na maior medida possível, de acordo com as possibilidades fáticas e jurídicas do caso concreto. Por outro lado, regras são mandamentos definitivos, ou seja, normas que só podem ser cumpridas ou não, sendo realizadas por meio da lógica “tudo ou nada”. Isso implica formas diversas de solucionar conflitos entre regras e colisões entre princípios: enquanto o primeiro deve ser solucionado por meio de subsunção, a colisão deve ser resolvida por meio do sopesamento.
Fonte: Junior, D. B. V. (2015). Teoria dos direitos fundamentais: evolução histórico-positiva, regras e princípios. RFD-Revista da Faculdade de Direito da UERJ, (28),