Buscar

Aula 12 - Projetos e aeronaves

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 84 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 84 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 84 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

Aeroportos e Ferrovias
Prof. Ms. Alexsander Amaro Parpinelli
Aula 12
AEROPORTOS
Projetos e aeronaves
Projetos Aeroportuários
O que é um aeroporto, em sua concepção?
O que é um aeroporto, em sua concepção?
Local de transferência de passageiros e
cargas, com transporte multimodal, sendo um
deles necessariamente o aéreo
Projetos Aeroportuários
Planta aeroportuária básica
Fonte: IAC
Projetos Aeroportuários
Planta aeroportuária básica (English)
Fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/Airport#/media/File:Airport_infrastructure.png
Projetos Aeroportuários
AEROPORTO DE CONGONHAS - SP
Projetos Aeroportuários
AEROPORTO SANTOS DUMONT - RJ
Projetos Aeroportuários
AEROPORTO DE BRASÍLIA (JK)
Projetos Aeroportuários
NOMENCLATURAS DA PISTA
Projetos Aeroportuários
NOMENCLATURAS DA PISTA
Projetos Aeroportuários
1. PLACAS COM SETAS
Para chegar até a pista de decolagem, os aviões seguem
por pistas de rolamento (as taxiways). Nos cruzamentos,
essas placas mostram os caminhos disponíveis. A pista
de pouso é indicada pelos números de sua cabeceira e as
taxiways por letras. O fundo preto indica onde o piloto
está.
Projetos Aeroportuários
2. LUZES
Sinalização noturna da pista.
 Laterais: lâmpadas brancas;
 Nos últimos 600 m (ou no terço final): amarelas;
 Eixo: brancas, tornando-se vermelhas nos 300m finais;
 Conjunto especial (cruzando a pista de uma lateral a 
outra) indica seu início (verde) ou fim (vermelha);
 Nas taxiways, são azuis.
Projetos Aeroportuários
3. LETRAS
Alguns aeroportos usam pistas paralelas.
 Pista da direita (na perspectiva do piloto) recebe um “R” 
(“right”), idioma padrão da Organização de Aviação Civil 
Internacional;
 Pista da esquerda é designada com um “L” (“left”);
 Se houver uma terceira pista, central, recebe um “C”.
Projetos Aeroportuários
4. NÚMERO
O valor na extremidade da pista é definido pela bússola 
(orientação magnética).
Por exemplo: 09 indica que aquela ponta está direcionada 
para o leste (que equivale a 90º na bússola).
Portanto, a ponta oposta é a de número 27 (que equivale 
a 270º, ou seja, oeste).
Se o piloto nota o número 18, por exemplo, já sabe que a 
pista aponta para o sul.
Projetos Aeroportuários
4. NÚMERO
Projetos Aeroportuários
4. NÚMERO
Projetos Aeroportuários
5. PARES DE FAIXAS FINAS
O valor total revela o comprimento da pista. Essa 
contagem inclui o ponto de visada
1 par = até 900 m de comprimento
2 pares = de 900 a 1.199 m
3 pares = de 1.200 a 1.499 m
4 pares = de 1.500 a 2.399 m
6 pares = acima de 2.400 m
Projetos Aeroportuários
5. PARES DE FAIXAS FINAS
Projetos Aeroportuários
6. LINHA TRACEJADA
Serve para o piloto centralizar o veículo na decolagem ou 
no pouso. Mas, se houver um vento forte da lateral, ele 
desloca a aeronave levemente para o lado contrário ao da 
direção do vento
Projetos Aeroportuários
Projetos Aeroportuários
7. FAIXAS PARALELAS
Elas ficam localizadas a 150 m da cabeceira e delimitam 
o início da chamada zona de toque. É a partir dela que as 
rodas do avião devem tocar o asfalto na hora do pouso. 
Já os dois retângulos sólidos a cerca de 300 m da 
cabeceira são o “ponto de visada”: o lugar ideal para esse 
toque.
INÍCIO DA ZONA DE TOQUE
PONTO DE VISADA
Projetos Aeroportuários
8. PINTURA ZEBRADA
indica os limites operacionais da pista. É a partir dela que 
o avião inicia a corrida para decolar. Trechos além dessa 
marcação são usados apenas como área de escape ou 
manobra. E seu total de listras indica a largura da pista:
4 listras = 18 m de largura
6 listras = 23 m
8 listras = 30 m
12 listras = 45 m
16 listras = 60 m
Projetos Aeroportuários
8. PINTURA ZEBRADA
LIMITE OPERACIONAL
( CABECEIRA )
Projetos Aeroportuários
8. PAPI - Descida no prumo
O PAPI (sigla em inglês para “indicador de trajetória de 
aproximação de precisão), que fica na cabeceira da pista, 
indica o ângulo certo para o pouso. Ele é formado por 
quatro caixinhas com luzes e espelhos. De acordo com o 
ângulo de chegada, o piloto avista diferentes 
combinações de cores, que vão de quatro luzes brancas 
(o avião está alto demais) até quatro vermelhas (baixo 
demais)
Projetos Aeroportuários
8. PAPI - Descida no prumo
Projetos Aeroportuários
AEROPORTO COMO SISTEMA
 Composto por vários subsistemas;
 Transporte aéreo multimodal na essência. 
Projetos Aeroportuários
Projetos Aeroportuários
SUBSISTEMA DE ACESSO E EGRESSO
 Ligação Dutra (BR-116) e Airton Senna (SP-70) com GRU 
 Rodovia Helio Smidt (SP-19) ~ 7 km de extensão 2 faixas 
por sentido com capacidade de 22.000 veic/h;
 Transporte aéreo multimodal na essência.
Projetos Aeroportuários
SUBSISTEMA DE ACESSO E EGRESSO + VIAS INTERNAS
 caracterizado por: número de faixas de circulação (e 
comprimento);
 depende da quantidade de veículos trafegando na hora pico
Projetos Aeroportuários
SUBSISTEMA ESTACIONAMENTO – VEICULOS TERRESTRES
 caracterizado por: área
 depende da quantidade de veículos parados ao mesmo 
tempo
Projetos Aeroportuários
SUBSISTEMA TERMINAL DE PASSAGEIROS
 caracterizado por: área
depende da quantidade de pessoas na hora pico e do 
quantidade de pessoas/área (nível de conforto)
Projetos Aeroportuários
SUBSISTEMA PÁTIO – ESTACIONAMENTO AERONAVES
 caracterizado por: área
 depende da quantidade de aviões parados na hora pico e 
dos tamanhos dos aviões
Projetos Aeroportuários
SUBSISTEMA PISTA
 caracterizado por:
• quantidade de pistas (número): f (movimentos/hora + ventos); 
• comprimento (m): f (tipo de avião + peso do avião + 
condições ambientais + requisitos de segurança); 
• orientação (o magnéticos): f (ventos + topografia);
• espessura (cm): f (frequência de uso, carga no solo, 
resistência do piso) 
Projetos Aeroportuários
SUBSISTEMA DE PISTAS DE TAXI (“TAXIWAYS”) -
CAMINHOS DE CIRCULAÇÃO
 caracterizado por: quantidade de acessos/saídas de pista e 
comprimento;
depende da quantidade de pessoas na movimentos na hora-
pico.
Projetos Aeroportuários
SUBSISTEMAS DE UM 
AEROPORTO
CARACTERIZAÇÃO DIMENSIONAMENTO
acesso/egresso no de vias nº vias (m) veículos na hora-pico
estacionamento de veículos m2
veículos parados simultaneamente
(tarifas – alternativas de transporte –
distância)
terminal de passageiros m2 pessoas na hora-pico - pessoas/m2
pátio de aeronaves m2
aviões parados simultaneamente
tipos de aviões (dimensões)
Taxiways
(m) acessos e 
saídas de pista
movimentos na hora-pico
pista(s)
comprimento m
tipo de avião - peso -
meteorologia/ambiente - segurança
espessura m
frequência de uso - carga no solo -
resistência do solo
quantidade u movimentos na hora-pico - ventos
orientação graus o mag ventos - topografia
Projetos Aeroportuários
AEROPORTO DE BRASÍLIA (JK)
 Estacionamento em posição próxima do terminal, com 
ponte de embarque
Projetos Aeroportuários
AVIÃO EM POSIÇÃO REMOTA - ATENDIMENTO
 SEM ponte de embarque; 
• nota-se a quantidade de veículos e de equipamentos de 
apoio que permitem diminuir o tempo em solo 
Projetos Aeroportuários
AVIÃO EM POSIÇÃO PRÓXIMA - ATENDIMENTO
 COM ponte de embarque; 
• nota-se a quantidade de veículos e de equipamentos de 
apoio que permitem diminuir o tempo em solo 
Projetos Aeroportuários
AEROPORTO DE CONGONHAS (CGH)
 totalmente cercado pela cidade, em área residencial 
com duas pistas que não permitem operações independentes
Projetos Aeroportuários
AEROPORTO DE VIRACOPOS (VCP)
com área para expansão no setor abaixo do terminal de 
passageiros
Projetos Aeroportuários
AEROPORTO DO GALEÃO - RJ (GIG) – Tom Jobim
com duas pistas não paralelas, com operações pouco 
dependentes
Projetos Aeroportuários
AEROPORTO DE RECIFE (REC) - Guararapes
Projetos Aeroportuários
AEROPORTO DE BRASÍLIA (BSB) – Juscelino Kubitschek
 com duas pistas de operação independente, o que aumenta 
sua capacidade
Projetos Aeroportuários
AEROPORTO DE RIBEIRÃO PRETO (RAO) – Dr. LeiteLopes
 cercado pela cidade, com muito pouca área para expansão
Projetos Aeroportuários
AEROPORTO DE SALVADOR - BA (SSA) – Dois de Julho
 Com duas pistas dependentes: quando houver aterragens na 
pista maior, a pista menor não pode ser usada
Projetos Aeroportuários
AEROPORTO DE O´HARE - CHICAGO (ORD) - Orchard Field
setes pistas: três pares de pistas paralelas e mais uma
Projetos Aeroportuários
AEROPORTO DE MIDWAY - CHICAGO (MDW)
cinco pistas
Projetos Aeroportuários
AEROPORTO DE LA GUARDIA – NEW YORK (LGA)
cinco pistas
Projetos Aeroportuários
AEROPORTO DE ATLANTA (ATL) - Hartsfield – Jackson
cinco pistas
 maior do mundo (100 milhões de passageiros/ano)
Projetos Aeroportuários
AEROPORTO DE PARIS - Charles de Gaulle (CDG) - Roissy
 dois tipos de terminais de passageiros
Projetos Aeroportuários
AEROPORTO DE GATWICK (LGW) – Londres
 duas pistas, mas apenas uma é usada. a 2ª é um taxiway
usado como pista somente quando a principal está inoperante
Projetos Aeroportuários
AEROPORTO DE ARAÇATUBA - SP (ARU)
 Áreas livres para quaisquer expansões – depende da 
prefeitura proteger o entorno da área aeroportuária para evitar 
obstáculos e uso residencial
Projetos Aeroportuários
GARIMPO – DÉCADA 1980
Projetos Aeroportuários
TAMANHO DE PISTA
Faixa de pista
Uma pista e suas paradas, devem ser incluídas em uma faixa.
Projetos Aeroportuários
TAMANHO DE PISTA
Largura das faixas da pista
 Uma faixa que inclua uma pista de aproximação de precisão
deve, sempre que possível, estender-se lateralmente a uma 
distância de pelo menos:
150 m, onde o código é 3 e 4;
75 m, onde o código é 1 ou 2
 Recomendação: Uma faixa que inclua uma aproximação de 
não precisão precisa se estender lateralmente a uma distância 
de pelo menos:
150 m, onde o número do código é 3 ou 4
75 m onde o número do código é 1 ou 2
Projetos Aeroportuários
DETERMINAÇÃO DO COMPRIMENTO DE PISTA
 tipos de avião 
 pesos característicos 
 gráfico de carga paga x alcance 
 aspectos ambientais 
 aspectos de segurança 
 comprimentos característicos de pista – ICAO 
(International Civil Aviation Organization)
Projetos Aeroportuários
DETERMINAÇÃO DO COMPRIMENTO DE PISTA
SUBSISTEMAS DE UM AEROPORTO CARACTERIZAÇÃO DIMENSIONAMENTO
pista(s)
comprimento m
tipo de avião - peso -
meteorologia/ambiente - segurança
espessura m
frequência de uso - carga no solo -
resistência do solo
quantidade u movimentos na hora-pico - ventos
orientação graus o mag ventos - topografia
Projetos Aeroportuários
DETERMINAÇÃO DO COMPRIMENTO DE PISTA
 tipo de avião: missão, projeto, asa;
 peso: pesos característicos, gráfico de carga paga x alcance, 
pista;
 meteorologia e ambiente;
 segurança decolagem: normal, em pane, abortada;
 aterragem
Projetos Aeroportuários
AERONAVE
A Definição de AERONAVE, conforme o Art. 106 do 
Código Brasileiro de Aeronáutica (CBA) LEI Nº 7.565, DE 
19 DE DEZEMBRO DE 1986.
“Considera-se aeronave todo aparelho manobrável em 
vôo, que possa sustentar-se e circular no espaço aéreo, 
mediante reações aerodinâmicas, apto a transportar 
pessoas ou coisas.”
FOGUETES SÃO AERONAVES?
Aeronaves
CLASSIFICAÇÃO DAS AERONAVES
As aeronaves são classificadas em duas categorias:
AERÓSTATOS: aparelhos mais leves que o ar;
AERÓDINOS: aparelhos mais pesados que o ar;
Aeronaves
AVIÃO (Aeronave de asa fixa)
Classificação quanto à Missão:
 Aviação geral;
 Aviação comercial;
 Aviação militar
Aeronaves
Classificação quanto ao Projeto:
 Fuselagem (treliça ou tubular, monocoque e semi-
monocoque);
 Asas (envergadura, planos, posição na fuselagem);
 Estabilizadores – empenagem (estabilizador vertical -
leme e estabilizador horizontal - profundor);
 Propulsão (Motor Convencional: Motor à Pistão, Motor
a reação: Turbojato, Turbofan, Turbohélice)
- Monomotor ou multimotor
 Superfícies de controle (aileron, profundor, leme);
 Trem de pouso (litoplanos: rodas, hidroplanos:
flutuadores)
Aeronaves
Aeronaves
Classificação quanto a Configuração e Utilização:
A definição quanto ao tipo de aeronave é dada pelo deck 
superior.
 Full Pax (avião de passageiros);
All Cargo ou Full Cargo (cargueiro);
Combi (misto).
Aeronaves
Classificação quanto ao Peso:
 Peso básico operacional (PBO) = avião vazio + 
tripulantes + bagagens dos tripulantes + comissaria;
 Carga paga = passageiros + bagagens dos passageiros 
+ carga propriamente dita;
 Peso zero combustível (PZC) = peso básico 
operacional + carga paga;
 Combustível total = etapa + reservas (10% etapa + 
alternativa + espera sobre alternativa) ;
 Peso de decolagem = peso zero combustível + 
combustível total;
 Peso de aterragem = peso de decolagem – combustível 
consumido.
Aeronaves
 Gráfico carga x alcance (determina o comprimento da pista)
Fonte: B737-400 Boeing
Pista x Aeronaves
ASPECTOS METEOROLÓGICO – AMBIENTAIS 
 Densidade do ar 
– altitude maior → densidade menor → pista maior 
para uma dada pista: altitude maior → peso menor
– temperatura maior → menor densidade → maior pista 
para uma dada pista: temperatura maior → peso menor
 Greide da pista 
positivo → pista maior negativo → pista menor
 Ventos
de proa → pista menor de cauda → pista maior 
Pista x Aeronaves
SEGURANÇA DECOLAGEM: normal + em pane + abortada aterragem 
Pista x Aeronaves
SEGURANÇA ATERRAGEM 
Pista x Aeronave
Cabeceira deslocada
Aeroporto Leite Lopes – Ribeirão Preto - SP
Pista x Aeronave
COMPRIMENTOS CARACTERÍSTICOS DE PISTA – ICAO
 TORA (take off run available) = pista propriamente dita;
 TODA (take off distance available) = TORA + clearway;
 ASDA (accelerate-stop distance available) = TORA + stopway
 LDA (landing distance available) = TORA – cabeceira 
deslocada
clearway = área livre de obstáculos para ganho de altura 
stopway = área para parada em caso de decolagem 
abortada
cabeceira deslocada = área de sobrevôo antes de aterrar 
(turbulência menor – evita obstáculos) 
Pista x Aeronave
AUMENTO COMPRIMENTO DE PISTA – Funchal (PT)
Pista x Aeronave
TERMINAIS
Conceitos operacionais e Arquitetônicos
 Centralizados
- aeronaves fisicamente desconectadas
- pier-fingers
- pier-satélites
- setélites
- linear
- conceito “transporter”
 Descentralizados
- lineares com unidades modular
- parcialmente
Terminais Aeroportuários
Características de projeto arquitetônico e operacioanais
Terminais Aeroportuários
 Aeroporto Patos MG – aeronave fisicamente desconectada
Terminais Aeroportuários
 Terminal Aeroporto Guarulhos SP – Pier fingers
Terminais Aeroportuários
 Terminal Aeroporto Toronto Leaster CA – Pier satélites
Terminais Aeroportuários
 Terminal Aeroporto JFK – NYC - Satélites
Terminais Aeroportuários
 Terminal Aeroporto Manaus AM – Central linear
Terminais Aeroportuários
 Terminal Aeroporto Orlando – Flórida - Descentralizado
Terminais Aeroportuários
 Terminal Aeroporto Manaus AM – Central linear
Terminais Aeroportuários
Terminais Aeroportuários
Obrigado! 
Prof. Ms. Alexsander Amaro Parpinelli
e-mail: alexsander.parpinelli@anhembi.br

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes