A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
ppp3 pedagogia n escolar

Pré-visualização | Página 1 de 1

1)Peixoto e Oliveira (2013) mencionam que um fato histórico do séc. XVIII fez com que a educação escolar fosse reconhecida como necessidade. Esse fato influenciou para que as transformações ocorridas nas relações de trabalho, antes basicamente artesanais, fossem realizadas dentro das próprias fábricas e também para que a educação escolar fosse reconhecida como uma urgência, tendo em vista que a formação precisava focar não somente na manipulação de equipamentos, mas na compreensão do processo que envolve a operação das máquinas.
PEIXOTO, R.; OLIVEIRA, M.; MAIO, E. R. Educação escolar: uma necessidade a partir das mudanças nas relações de trabalho. In: XI JORNADA DO HISTEDBR, 2013, Campinas. Anais... UNICAMP, 2013. Disponível em: <www.histedbr.fe.unicamp.br/acer_histedbr/jornada/jornada11/artigos/3/artigo_simposio_3_856_reginaldopeixoto@bol.com.br.pdf>. Acesso em: 05/12/2015.
 A partir do texto acima e da contextualização histórica da pedagogia não escolar, vista no texto-base da disciplina, podemos dizer que o fato descrito se refere:
	
		a) 
	ao advento da Reforma Protestante.
	
		b) 
	ao advento do Humanismo.
	
		c) 
	ao advento do Iluminismo.
	
		d) 
	ao advento do Mercantilismo.
	
		e) 
	ao advento da Revolução Industrial.
2)Leia e analise o trecho a seguir, retirado de pesquisa realizada na APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais):
 
"Diante das mudanças ocorridas no âmbito para a qual o pedagogo está sendo formado (PARECER CNE/CP Nº 05 de 2005, incorporado a Resolução 01/2006), verificamos a necessidade de atuação dos pedagogos em espaços não escolares. A partir desse parecer, apesar de continuar tendo a docência como base, o licenciado em Pedagogia tem sua área de atividades pedagógicas ampliada, podendo atuar também em espaços como ONGs, hospitais, empresas, meios de comunicação de massa, sindicatos, orfanatos etc. Pela pesquisa percebemos  que  é um desafio para o pedagogo atuar  como mediador na construção da aprendizagem em espaços não-escolares."
SARMENTO, S. B. C., OLIVEIRA, R. B. N., BRITO, R. L. do N. APAE- Mossoró/RN: espaço de atuação do pedagogo. In: Encontro de Pesquisa e Extensão, 16., Mossoró, 2010. Anais... Mossoró: UERN, 2010. [s.p.], grifos nossos. Disponível em: <www.uern.br/encope/resumos/arquivos/1957.htm>. Acesso em: 05/02/2016.
 A partir da análise do texto que envolve a pesquisa na APAE e os elementos estudados no texto-base da disciplina sobre a formação ampla do pedagogo, determine qual das alternativas enfoca a controvérsia da relevância social da pedagogia no Brasil.
	
		a) 
	Os cursos de Pedagogia mantêm seu currículo aberto na formação do professor para a sala de aula. Isso possibilita que os formandos possam procurar mais por trabalhos nas escolas. Os demais campos de atuação são procurados quando a escola não corresponde à demanda de emprego para professor.
	
		b) 
	Apesar de o pedagogo ter sua atuação ampliada como um profissional solicitado em instâncias diferentes das escolares, o paradoxo continua e os cursos de formação insistem em permanecer baseados na docência, fato que atrapalha o desenvolvimento do profissional para o estudo do fenômeno educativo em sua complexidade e amplitude.
	
		c) 
	Os cursos de formação em Pedagogia focam basicamente a docência por seguirem a lógica de que a escola é o principal empregador do pedagogo e as demais áreas não o reconhecem como professor, gestor ou coordenador. Portanto, cargos em áreas alheias a escolas desmerecem tal profissional.
	
		d) 
	As instituições de ensino superior passaram a ver o curso de Pedagogia por outro viés, lançando mão de disciplinas por um caráter mais interdisciplinar, tais como Psicologia, Linguística, Antropologia, Sociologia e outras. E, com isso, surgiu a preocupação de formar mais professores.
	
		e) 
	A pedagogia é importante porque veio para facilitar o acesso do professor em outras instâncias e não somente na escola. A partir daí, permitiu-se que o docente fosse reconhecido como profissional que pode assumir funções ligadas à escola, como meio de executar a escolarização em outros espaços.
3) "O processo educativo global do indivíduo e os efeitos produzidos pela escola não podem ser entendidos independentemente dos fatores e intervenções educacionais não escolares, uma vez que ambos interferem continuamente na ação escolar. [...] o estudo dos processos educativos verificados fora da escola pode contribuir, inclusive, para sua melhoria". 
TRILLA, J. A. A educação não formal. In: ARANTES, V. A. (Org.). Educação Formal a Não Formal. São Paulo: Summus Editorial, 2008, p. 18. 
 A partir dos destaques feitos por Trilla (2008) sobre as práticas pedagógicas e das informações estudadas no texto-base da disciplina, analise as asserções a seguir e a relação proposta entre elas.  
I. Existem interfaces entre as formas da pedagogia escolar e da pedagogia não escolar.
 Porque:
 II. As práticas pedagógicas em âmbito não formal e informal complementam a pedagogia escolar. 
 A seguir, assinale a alternativa correta:
	
		a) 
	As asserções I e II são proposições falsas.
	
		b) 
	As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma justificativa correta da I.
	
		c) 
	A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa.
	
		d) 
	A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma proposição verdadeira.
	
		e) 
	As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II é uma justificativa correta da I. 
4) Quando a dinâmica ocorre fora da escola com a intenção de educar utilizando conteúdos diversos, objetivos e regular atuação, mesmo sem um currículo definido, podemos frisar que falamos basicamente da pedagogia não escolar. Esse conceito está relacionado a dois aspectos: é uma dinâmica que acontece em instâncias fora da escola e sem um currículo previamente definido.
No texto-base da disciplina, vimos que a pedagogia não escolar e a educação formal apresentam características próprias e também algumas semelhanças entre si. Com base no que foi estudado, analise as afirmativas a seguir. 
 I. A pedagogia não escolar apresenta os dois aspectos.
II. Certas práticas viabilizadas em instâncias não formais e informais colaboram com a escolarização.    
 III. A pedagogia tradicional e a pedagogia não escolar apresentam os dois aspectos em todas as instâncias.
 IV. Os dois aspectos estão presentes de modo uniforme nas pedagogias não escolar, tradicional, democrática e inclusiva. 
V. Os dois aspectos são complementares entre si, podendo ou não ocorrer nas pedagogias formais e não formais, sendo nessas duas como extensão escolar.
Estão corretas:
	
		a) 
	Apenas as afirmativas I, II, III e V estão corretas.
	
		b) 
	Apenas as afirmativas I e V estão corretas.
	
		c) 
	Apenas as afirmativas II e IV estão corretas.
	
		d) 
	Apenas as afirmativas I e II estão corretas.
	
		e) 
	Apenas as afirmativas I, III, IV e V estão corretas.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.