Buscar

Provas Bioquímicas Microbiologia

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 7 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 7 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

Agar TSI (Triple Sugar Iron Agar) 
 
 
Meio K vermelho (alcalino). Meio A (ácido) de cor amarela. 
K / A 
Se a bactéria metaboliza apenas a glicose: na superfície ela a usará pela via 
respiratória, e onde a tensão do oxigênio cair o suficiente, ela usará uma pequena 
proporção pela fermentação. Isso irá gerar uma pequena quantidade de ácidos que 
serão neutralizados pelas aminas derivadas da descarboxilação oxidativa das 
proteínas. Como resultado, o meio manterá sua cor vermelha na superfície, pois o 
pH não mudou. Ao contrário, as bactérias cultivadas em profundidade usarão a 
glicose fermentativamente desde o primeiro momento, gerando ácidos que não 
serão neutralizados, ocasionando diminuição do pH e a cor do meio no fundo do 
tubo mudará para amarelo. 
A / A 
Se a bactéria também fermenta a lactose: os ácidos produzidos também 
modificarão o pH da superfície do meio. A cor do meio na superfície mudará para 
amarelo. 
K / K 
Se a bactéria for estritamente aeróbia (não fermentar), o meio permanece 
vermelho. 
A / A (CO2) 
Aparecimento de bolhas, ruptura ou elevação do ágar do fundo do tubo. 
K / A (H2S) 
Aparência de um precipitado preto no fundo do tubo. 
 
 
 
 
 
 
 
 
Agar LIA (Lisina Iron Agar) 
É utilizado para diferenciação de microrganismos, especialmente Salmonella com 
base na descarboxilação/desaminação de lisina. 
Os resultados das reações de descarboxilação (FUNDO) de Lisina são: 
• Positivo: fundo roxo (alcalino), ápice roxo. 
• Negativo: fundo amarelo (ácido), ápice roxo. 
Os resultados da reação de desaminação (ÁPICE) da Lisina são: 
• Positivo: ápice vermelho 
• Negativo: ápice roxo 
Produção de H2S: a prova positiva com uma coloração negra no meio 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
MIO (Motilidade, Indol, Ornitina) 
• Motilidade positiva = microrganismos móveis migram pela linha do inoculo e 
difundem-se no meio causando turbidez. 
• Motilidade negativa = bactéria tem um crescimento acentuado ao longo da 
linha do inoculo, em volta continua límpido. 
• Indol negativo = aparecerá um anel amarelo. 
• Indol positivo = aparecerá um anel vermelho/rosa. 
• Ornitina decarboxilase positiva = indicado pela cor púrpura no meio. 
• Ornitina decarboxilase negativa = indicado pela cor amarela no meio. 
 
 
 
 
 
 
 
 Motilidade + e Ornitina + Motilidade – e Ornitina – 
 
 
 
 
 
 
 Indol + Indol - 
 
 
 
 
 
SIM (H2S, Indol, Motilidade) 
Meio semi-sólido que permite avaliar se a bactéria sintetiza a enzima 
triptofanase. Esta enzima sintetizada pela bactéria é capaz de metabolizar 
o triptofano em indol, que é evidenciado pela formação de um anel vermelho 
após a adição do reativo de KOVACS. Este procedimento possibilita também 
verificar a produção de sulfeto de hidrogênio (meio fica com coloração 
enegrecida) e a motilidade (turbidez). 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
CITRATO 
 
Este meio indica a capacidade das bactérias de metabolizar o citrato. Ele contém 
citrato como única fonte de carbono, fosfato de amônio como única fonte de 
fosfato e azul de bromotimol como indicador de pH. 
Somente bactérias capazes de metabolizar o citrato podem se multiplicar neste 
meio, ao utilizar os fosfatos presentes eles liberam íons amônio (básicos) que junto 
com a eliminação do citrato (ácido) irão gerar uma forte basificação do meio que 
será aparente com a mudança de cor do indicador pH de verde a azul. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Agar Uréia de Christensen 
 
Determinar a habilidade do microrganismo de degradar a uréia em duas moléculas 
de amônia pela ação da enzima urease, resultando na alcalinização do meio. 
Se o organismo produz a enzima urease, a cor da inclinação muda de amarelo para 
rosa. 
Se o organismo não produzir urease, a inclinação e o topo do ágar permanecem 
amarelo (o meio retém a cor original).

Outros materiais