A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Fitoterapia na saúde da mulher

Pré-visualização | Página 1 de 1

Fitoterapia na saúde da mulher
Cuidados à saúde da mulher se considera equilíbrio hormonal para a qualidade de vida e prevenção de doenças. – Aumento da procura por medicina alternativa – Fitoterapia. 
Síndrome pré-menstrual: conjunto de sintomas físicos, emocionais e comportamentais, que se iniciam na semana anterior a menstruação e que aliviam com o início do fluxo menstrual. 
Sintomas: (5 dias antes da menstruação e após o início)
Depressão, ansiedade, insônia, alteração do apetite, explosões de raiva, confusão, irritabilidade, retraimento social, fadiga, dificuldade de menstruação.
Diagnóstico TPM: 1º A presença de pelo menos um dos sintomas durante os cinco dias anteriores à menstruação; 2º A regressão espontânea desses sintomas após o início da menstruação 
TDPM (Transtorno disfórico pré-menstrual): subtipo de TPM, com sintoma mais grave podendo causar impacto na vida profissional, social e familiar. – É emocional, e um transtorno psiquiátrico. 
Melhora nos sintomas da TPM: Vitex Agnus Castus (planta medicinal).
Angelica Sinensis: (muito utilizada na medicina tradicional chinesa) 
- Desordens menstruais, e sintomas de menopausa. 
Óleo de Primula: Aumenta oferta de GLA e ARA disponível – anti-inflamatório e inflamatório.
A fitoterapia não é algo que se usa individualizada, e sim associada à alimentação da mulher.
Por onde começar? 
Serotonina- A serotonina modula alguns eventos de desenvolvimento, como migração de neurônios, diferenciação celular, divisão celular e sinaptôgenese. Fonte de triptofano
Maca peruana: benzil-isotiocianato, fitoesterol, ácidos graxos, macamida
SOP aumento de risco à saúde: Resistencia a insulina, dislipidemia, obesidade. 
Sintomas: hirsutismo (crescimento excessivo de pelos); acne, alopecia (perda de cabelos na região central); seborreica (inflamação que causa descamação).
Berberis vulgaris: alcaloides, polifenóis, flavanoides, antocianinas
Quercetina na SOP: funções anti-inflamatórias e anti-oxidantes, efeitos benéficos na síndrome metabólica, inflamação, obesidade, diabetes, resistência à insulina.
Canela: ação antidiabética
Pata de vaca: propriedades hipoglicimiantes e antidiabéticas.
Mentha: