A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Puerpério Fisiológico - perguntas e respostas

Pré-visualização | Página 2 de 2

Acredita-se que resultem de alterações hormonais intensas + fatores 
psíquicos. 
 
Fases dos lóquos (são 4): 
1- Lochia rubra – primeiros 03 dias, de aspecto avermelhado, por conter basicamente sangue. 
2- Lochia fusca – 3º ao 4º dia, de aspecto serossanguinolento, em razão da hemoglobina já em 
degradação. 
3- Lochia flava – 5º ao 10º dia, de aspecto amarelado, devido à incorporação de leucócitos. 
4- Lochia alba – a partir do 10º dia vai progressivamente adquirindo aspecto esbranquiçado. 
 
 
 
 
 
 
 
Obstetrícia Thomás R. Campos | Medicina - UFOB 
DIFERENCIAR BLUES PUERPERAL, DEPRESSÃO PÓS-PARTO E PSICOSE PUERPERAL? 
Blues puerperal = sintomas leves de tristeza, choro fácil, insônia + GOSTA DO BEBÊ + VONTADE 
DE AMAMENTAR + RESOLUÇÃO ESPONTÂNEA DENTRO DE ATÉ 2 SEMANAS → tratamento 
conservador: suporte social, auxílio familiar, antidepressivos se necessário 
Depressão pós-parto = sintomas na maior parte do dia de tristeza, choro fácil, pensamento 
suicida + NÃO GOSTA DO BEBÊ + NÃO TEM VONTADE DE AMAMENTAR + DURA MAIS QUE 2 
SEMANAS → tratamento ambulatorial: psicoterapia, antidepressivos ISRS por 6-12 meses, 
acompanhamento com psiquiatra. 
Psicose puerperal = confusão mental, alucinações, RISCO DE INFANTICÍDIO → internamento, 
antipsicóticos e às vezes até ECT; proibir amamentação e que a mãe fique sozinha com o bebê 
(pelo risco de infanticídio) 
 
CONDUTAS DE ASSISTÊNCIA NO PUERPÉRIO IMEDIATO? 
1- Sinais vitais (PA, FC, Tº) – período de Greenberg. 
2- Avaliar perdas vaginais e canal de parto – identificar restos placentários, lesões sangrantes. 
3- Palpação uterina – identificar atonia/hipotonia uterina. 
4- Deambulação precoce – prevenir TVP, TEP, estimular a micção e a função intestinal. 
5- Higiene – cuidadosa, com água e sabão. 
 
CUIDADOS COM EPISIORRAFIA 
1- Aplicar gelo no pós-parto imediato – reduzir dor e edema 
2- Higienização sempre após ir ao banheiro, com água e sabão. 
3- Não usar papel higiênico no local para evitar atrito – secar com toalha. 
 
CUIDADOS COM FERIDA OPERATÓRIA DE CESARIANA 
1- Inspeção diária – identificar seroma, hematoma, infecção... 
2- Higienização apenas com água e sabão 
3- Manter local bem seco 
 
Fatores de risco para infecção da ferida de cesariana: 
-Obesidade 
-Diabetes 
-Imunossupressão 
-Anemia 
-Alterações da hemostasia 
Obstetrícia Thomás R. Campos | Medicina - UFOB 
CUIDADOS COM AS MAMAS 
Medidas de prevenção ao ingurgitamento mamário: 
1- Massagear as mamas antes das mamadas 
2- Permitir esvaziamento completo 
3- Ficar alternando o seio oferecido 
*Não precisa higienizar antes e/ou após amamentar!!! Isso retira a camada de proteção e 
favorece a formação de fissuras. 
 
DIETA NO PUERPÉRIO 
-Incentivar ingesta de líquidos. 
-Recomendada alimentação de fácil digestão – hiperproteica e hipercalórica. 
-Evitar dietas constipantes. 
-Evitar alimentos com muito tempero e bebidas álcoolicas – alteram a composição química do 
leite. 
 
ATIVIDADE SEXUAL – quantos dias depois do parto? 
30-45 dias! 
Antes disso há aumento do risco de infecções ascendentes e traumatismos. 
 
ATIVIDADE FÍSICA COM CARGA – quantos dias depois do parto? 
30 dias → parto normal 
90 dias → parto cesárea 
 
CONTRACEPÇÃO NA PUÉRPERA – tempo ideal de intervalo entre uma gestação e outra 
Idealmente o intervalo entre as concepções deve ser de 02 anos 
 
 
 
 
 
 
 
Obstetrícia Thomás R. Campos | Medicina - UFOB 
CONTRACEPÇÃO NA PUÉRPERA – quando iniciar, quais as opções? 
Iniciar quando a paciente retornar à atividade sexual (idealmente 30-45 dias). 
As opções são: 
-Hormonais: progestágenos isolados (desorgestrel oral, medroxiprogesterona injetável 
trimestral, implante subdérmico, SIU-Levonorgestrel); 
-Não hormonais (métodos de barreira, amenorreia e lactação, DIU cobre, laqueadura) 
*COCs NÃO! – se a mulher está amamentando o estrogênio deve ser evitado nos primeiros 6 
meses porque reduz a qualidade da produção do leite (bloqueia ação da prolactina). Nas não 
lactantes o estrogênio aumenta o risco de eventos trombóticos e não deve ser usado antes de 
6 semanas. 
 
CONTRACEPÇÃO NA PUÉRPERA – DIU (momento de inserção?) 
O DIU pode ser colocado em dois momentos: 
1- Imediatamente após o parto (PN pós-dequitação / PC antes da histerorrafia) ou no máximo 
até 48h. 
2- 6-8 semanas após o parto 
Isso para evitar o risco de expulsão do DIU, e também o risco de perfuração uterina devido à 
contração. 
 
CONTRACEPÇÃO NA PUÉRPERA – LAQUEADURA (condições?) 
Condições: 
≥ 25 anos ou ≥ 2 filhos vivos. 
Fazer a solicitação 60 dias antes do procedimento (o procedimento só pode ser realizado 42 
dias após o parto). 
Avaliação psicológica. 
Autorização do cônjuge (se for casada). 
 
CONTRACEPÇÃO NA PUÉRPERA – LAQUEADURA NO MOMENTO DA CESÁREA (quando fazer?) 
1- Várias cesáreas consecutivas (porque mais uma cesárea seria um risco para a paciente) 
2- Doença materna grave (de modo que uma próxima gestação seria muito arriscada para a 
paciente) atestada por 02 médicos.