Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Granuloma piogênico, granuloma periférico de células gigantes e fibroma ossificante periférico

Pré-visualização | Página 1 de 1

Patologia bucal 
 Tumores dos tecidos moles (lesões reacionais) 
 
 Granuloma Piogênico 
O que é ? é um crescimento semelhante a tumor na 
cavidade oral, de natureza não neoplásica. 
Atualmente acredita-se que este não esteja 
associado à infecção, embora seu nome sugira que 
esteja associado à microrganismos piogênicos. 
Acredita-se então que o granuloma piogênico está 
relacionado a uma resposta tecidual a um irritante 
local, ou um trauma. 
 Características clínicas 
 
 
 
 
 Características histopatológicas 
 
 
 
AUMENTO DE VOLUME COM SUPERFICIE lisa ou 
lobulada, USUALMENTE pedunculada (PODE SER 
SÉSSIL) 
superficie ulcerada VARIANDO DE vermelho ao roxo, 
DEPENDENDO DO TEMPO DE EVOLUÇÃO (LESÕES COM 
MAIOR TEMPO PODEM SE APRESENTAR ROSA POR 
DEPOSIÇÃO DE COLÁGENO)
CRESCIMENTO É indolor EMBORA sangre FACILMENTE 
, TENDO PREDILEÇÃO PELA gengiva 
acomete mais mulheres, PODENDO ESTAR 
ASSOCIADOS AOS EFEITOS VASCULARES DOS 
HORMÔNIOS, PODE OCORRER TAMBÉM O granuloma 
gravídico 
PROLIFERAÇÃO 
ALTAMENTE VASCULAR 
SEMELHANTE AO TECIDO 
DE GRANULAÇÃO
SUPERFÍCIE ULCERADA E 
SUBSTITUIDA POR ESPESSA 
FIBRINOPURULENTA
INFILTRADO 
INFLAMATÓRIO MISTO 
COM NEUTRÓFILOS, 
PLASMÓCITOS, LIFÓCITOS
NEUTRÓFILOS SÃO MAIS 
PRESENTES NA SUPERFICIE, 
ENQUANTO AS CÉLULAS 
CRÔNICAS NO INTERIOR 
DA LESÃO
LESÕES ANTIGAS PODEM 
TER APARÊNCIA MAIS 
FIBROSA
 Tratamento 
1. Excisão cirúrgica conservadora 
2. No caso de lesão gengival a excisão deve 
ser estendida para a região subperiósticas 
3. Dentes adjacentes devem ser raspados de 
modo eficaz para remover fonte de 
irritação. 
4. O tratamento pode ser posterior no caso 
de lesões que se desenvolveram durante 
gravidez, podendo ser removido após o 
parto. 
 Granuloma periférico de células 
gigantes 
 
 Características clínicas 
 
O granuloma periférico de células gigantes Ocorre 
exclusivamente na gengiva ou no rebordo alveolar 
edêntulo, apresentando-se como um aumento de 
volume nodular de coloração que varia de vermelho 
ao vermelho –azulado 
A lesão pode ser pedunculada e pode ou não ser 
ulcerada. 
Embora seja observado em tecidos moles, pode 
ocorrer reabsorção óssea em forma de taça do osso 
alveolar subjacente 
 Características histopatológicas 
 
 
 
 Tratamento 
1. Excisão cirúrgica local, abaixo do osso 
subjacente 
2. Dentes adjacentes devem ser 
cuidadosamente raspados para remover 
qualquer fonte de irritação e minimizar 
riscos de recidiva. . 
 Fibroma ossificante periférico 
É um crescimento gengival relativamente comum, 
considerado uma lesão de natureza reacional. 
Crescimento 
semelhante ao 
tumor
Não representa 
neoplasia
Lesão reacional 
por trauma ou 
irritação local PROLIFERAÇÃO DE 
CÉLULAS GIGANTES 
MULTINUCLEADAS
DEPÓSITO DE 
PIGMENTOS DE 
HEMOSSIDERINA 
PRESENÇA DE 
HEMORRAGIA 
ABUNDANTE 
CÉLULAS 
INFLAMATÓRIAS 
AGUDAS E CRÔNICAS 
CÉL. GIGANTES SÃO 
PERMEADAS POR CÉL. 
MESENQUIMAIS 
OVOIDES E 
FUSIFORMES
Acredita-se que o fibroma ossificante periférico pode 
originar-se de granulomas piogênicos que sofrem 
maturação fibrosa e subseqüente calcificação. (mas 
não é regra) 
O produto mineral provavelmente se origina do 
periósteo ou do ligamento periodontal. 
 Características clínicas 
Ocorre exclusivamente na gengiva. Apresenta-se 
como uma massa nodular, séssil ou pedunculada 
usualmente origina-se na papila interdental. 
A coloração varia entre vermelho ao rosa, a 
superfície geralmente é ulcerada. 
 
 Características histopatológicas 
 
 
 Tratamento 
1. Excisão cirúrgica local, sendo feita 
subperiostealmente 
2. Dentes adjacentes devem ser 
cuidadosamente raspados para remover 
qualquer fonte de irritação e minimizar 
riscos de recidiva. . 
 
 
 
 . 
 
 
 
PROLIFERAÇÃO DE 
FIBROBLASTOS ASSOCIADA 
À FORMAÇÃO DE 
MATERIAL MINERALIZADO
COMPONENTE 
FIBROBLÁSTICO 
PROFUNDO CELULAR 
COMPONENTE 
MINERALIZADO: OSSO, 
MATERIAL CEMENTOIDE 
OU CALCIFICAÇÕES 
DISTRÓFICAS 
GERALMENTE O OSSO É 
IMATURO 
LESÕES PODEM 
APRESENTAR ULCERAÇÃO