A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
E-Book Jogos de Tabuleiro

Pré-visualização | Página 1 de 1

ABSTRAÇÃO, MEMORICAÇÃO E RACIOCÍNIO COM JOGOS DE TABULEIRO
Rosivaldo Lacerda dos Santos
Rosivan Miranda Monteiro
SUMÁRIO
INTRODUÇÃO ...................................................................................................................................................... 3
OBJETIVO ............................................................................................................................................................ 5
PRINCIPAIS DESCOBERTAS ................................................................................................................................... 6
	Principais Descobertas #1 ........................................................................................................................... 6
	Principais Descobertas #2 ........................................................................................................................... 6
METODOLOGIA ....................................................................................................................................................7
CONCLUSÃO ........................................................................................................................................................ 8
REFERÊNCIAS ....................................................................................................................................................... 9
INTRODUÇÃO
Desde muitos séculos atrás, o ser humano já se utilizava-se dos jogos como meio de fixar valores da sua própria cultura, sendo ate mesmo os jogos mais antigos que a mesma. Para Kuns (2006, p. 95) “ ha indícios de que em todos os povos e em todas as civilizações em todos os tempos, existia a brincadeira e o jogo”. Há indicios que a cerca de 5000 anos atrás o jogos de tabuleiro já eram utilizados pelo ser humano como forma de entretenimento e com o passar dos tempos e de interações entre diversas culturas foi se tornando o que conhecemos hoje, com suas regras e estruturas.
Segundo Souza (2013, p. 24), “os jogos não devem ser vistos apenas como passa tempo, mas sim como instrumento enriquecedor, no processo de ensino-aprendizagem” 
Ainda nas palavras do autor, “através das brincadeiras, os indivíduos podem desenvolver desafios e questão para que se possa conhecer, experimenta, aprender, vivenciar, expor emoções, se colocar diante de conflitos, interagindo consigo mesmo e com os outros.”(Souza, 2013, p.24).
OBJETIVO
Compreender a importância de se aprender brincando 
Explorar a utilização dos Jogos de Tabuleiro como ferramenta pedagógica na aprendizagem 
Promover o desenvolvimento do raciocínio lógico 
PRINCIPAIS DESCOBERTAS
Há cerca de 5000 anos atrás os egípcios e os mesopotâmios já se utilizavam dos jogos de tabuleiro como forma de entretenimento. No ano de 31 a. C., com através da “rota da ceda” principal fonte de troca comercial e cultural da época. Diversos povos acabavam tendo contato uns com os outros, os jogos de tabuleiro foram sofrendo adaptações de acordo com as novas culturas. 
De acordo com Anjos (2013) Um jogo no qual passou por diversas transformações à medida que ia tento contato com novos grupos sociais foi o Chaturanga, o possível precursor do jogo de Xadrez.
A autora ainda relata que, seu surgimento teria sido na índia e suas peças significariam as divisões do exército: os peão seriam a infantaria, os cavalos a cavalaria, bispos os elefantes, e as torres as carruagens. Depois do contato com a cultura persa, o jogo se espalhou pelo oeste europeu, no entanto, as regras que conhecemos hoje só foram definidas em 1475, onde o vencedor é aquele que deixa o rei inimigo sem escapatória da morte (xeque-mate).
METODOLOGIA
Devido a pandemia da covid-19 não foi possível realizarmos as atividades de campo. A realização desse trabalho só foi possível através de buscas em sites, artigos, livros e em troca de mensagens através das redes sociais, pois não eram possíveis encontros presenciais de acordo com as orientações de saúde. Decorrente desse contexto, elaboramos o e-book relacionado ao Projeto 1 – Educação a distância, com a temática: Abstração, memorização e raciocínio com jogos de tabuleiro.
Este estágio foi realizado na E.M.E.F PROFª DILMA DOS SANTOS CARVALHO, localizada na Rua Castelo Branco, Bairro: Bosque, Portel-PA, foi coletado dados do ensino fundamental I, desta instituição de ensino.
CONCLUSÃO
No decorrer das pesquisas percebemos a importância dos jogos como fonte de entretenimento e aprendizagem. A aplicação das regras que possibilitam respeitar a escolha do adversário. O modo prazeroso de ensinar e aprender brincando através dos jogos. Por outro lado, pouco utilizado pelos professores que com a preocupação com a educação tradicional esquecem de se utilizar dos jogos. 
Diversos autores defendem a importância da utilização dos jogos na construção do conhecimento de forma prazerosa e efetiva no ensino-aprendizagem. Os jogos estimulam de maneira lúdica a criança desafiar-se, levantar hipóteses, compreendendo os problemas que lhes são apresentados. 
REFERÊNCIAS
KUNZ, Elenor. Transformação daidático-pegagógico do esporte. 7. Ed. Ljuí: Editora Unijuí, 2006.
SOUZA, Eloá Franco. Alfabetização e o Lúdico: A importância dos Jogos na Educação Fundamental/Eloá Franco de Souza. Lins – SP, 2003. 
ANJOS, Anna. Os primeiros jogos de tabuleiro da história. Disponível em: <http://lounge.obviousmag.org/anna_anjos/2013/01/a-origem-dos-jogos-de-tabuleiro.html> Acesso em: 07 de Julho de 2020.