A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
Semiologia Neurológica

Pré-visualização | Página 1 de 4

Thaís Pires 
1 Habilidades ll 
Semiologia Neurológica 
Anatomicamente dividido em: SNC (encéfalo e medula espinal) e SNP (raízes, nervos, gânglios, plexos e terminações 
nervosas) 
Funcionalmente dividido em: SOMÁTICO e VISCERAL (vegetativo, que divide-se em simpático e parassimpático) 
Neurônio – corpo celular com núcleo e organelas + axônio com sua matriz = axoplasma, que é envolvida por uma 
membrana = axolema, é recoberto, no SNP, por um aglomerado de células de Schwann formando a bainha de mielina 
– o axônio regularmente possui interrupções na bainha de mielina, os chamados 
Nodos de Ranvier 
➔ Os neurônios se encontram em conjunto e tem função de condução 
de impulsos, seja via AFERENTE, i.e., sensorial ou centrípeta, seja via 
EFERENTE, i.e., motora ou centrífuga 
➔ Arco Reflexo: o estímulo vai via centrípeta até os centros nervosos 
do neuroeixo, que são interligados pelas vias de associação – em 
seguida, é conduzido via centrífuga para os órgãos efetores 
periféricos 
➔ Os neurônios se interligam por SINAPSES, que podem ser do tipo 
INIBITÓRIA ou EXCITATÓRIA, facilitando ou bloqueando a 
transmissão do impulso – a transmissão, nas sinapses, é feita pode 
meio de MEDIADORES QUÍMICOS, como a acetilcolina, 
catecolaminas e o ácido gama-aminobutírico 
➔ Transmissão Neuromuscular: Na substância cinza da coluna, os 
neurônios enviam os axônios para a PERIFERIA e terminam nas 
FIBRAS MUSCULARES, onde recebem cada uma ramificação da fibra 
nervosa – FIBRA NERVOSA MOTORA + FIBRAS MUSCULARES = 
UNIDADE MOTORA – o impulso, após percorrer o axônio, chega na 
fibra muscular a partir das SINAPSES NEUROMUSCULARES = 
JUNÇÃO MIONEURAL = PLACA MOTORA 
Encéfalo – tronco encefálico (mesencéfalo, ponte, bulbo); cerebelo; cérebro 
(diencéfalo e telencéfalo) 
➔ Cérebro: possui dois hemisférioS e contém, em seu interior, os NÚCLEOS DA BASE e o DIENCÉFALO – é 
revestido por um manto cinzento, o CÓRTEX CEREBRAL, que forma os sulcos e giros, aumentando sua 
superfície relativa 
o Lobo Frontal: motricidade e linguagem de expressão 
o Lobo Parietal: sensibilidade elementar e discriminativa 
o Lobo Temporal: Audição e atividade psicossensorial (Lesão = alucinação, disfasia de recepção..) 
o Lobo Occipital: Visão (reúne as imagens enviadas a partir da retina) 
Medula Espinal: fica localizada no CANAL VERTEBRAL e é contínua com o bulbo, sendo dividida em porções: CERVICAL, 
TORÁCICA, LOMBAR e SACROCOCCÍGEA – as porções cervical e lombar possuem a maior quantidade de células, sendo, 
respectivamente, os axônios direcionados para os MMSS e MMII / macroscopicamente é composta por substância 
cinzenta INTERNAMENTE e por substância branca EXTERNAMENTE 
➔ Substância Cinzenta: internamente forma o “H MEDULAR” – anteriormente, 
os cornos são compostos por CÉLULAS MOTORAS MULTIPOLARES = 
motoneurônios inferiores ou periféricos (no córtex motor cerebral há os 
neurônios motores superiores ou centrais) – como os impulsos motores 
originados centralmente precisam passar por esses motoneurônios 
inferiores, eles são chamados de VIA MOTORA FINAL COMUM 
Thaís Pires 
2 Habilidades ll 
 
1. Por onde devo começar o exame? Que tipo de material necessito? 
Material: abaixador de língua, algodão, alfinete, estilete de ponta romba, fita métrica, lanterna de bolso, martelo de 
reflexo, diapasão, substancias odoríferas 
Deve ser iniciado pela ANAMNESE 
2. Como posso avaliar o estado mental, nível de consciência e fala? Existe algum teste? Como médico, devo 
considerar também o pct do ponto de vista psicológico? 
 
• Estado Mental: Avaliação da ORIENTAÇÃO TEMPOROESPACIAL, da MEMÓRIA e da LINGUAGEM de forma 
quantitativa – O máximo obtido pode ser 30 PONTOS, sendo de 27 a 30 considerado NORMAL; 24 a 27 tolerado 
como normal; abaixo de 23 COMPROMETIMENTO DE ESTADO MENTAL // Levar em conta o nível de escolaridade! 
➔ Orientação – perguntar ano, mês, dia do mês e da semana e hora aproximada – cada pergunta vale 1 
PONTO – Depois, pergunta-se nome do país, do estado, da cidade, do bairro e do local da consulta – cada 
pergunta vale 1 PONTO 
➔ Memória – Diga ao pct 3 palavras para serem repetidas logo em seguida = Total 3 pt / Peça para subtrair 
7 de 100 cinco vezes = Total 5 pts / Peça para repetir as 3 primeiras palavras do teste = Total 3 pts 
➔ Linguagem – Peça para o pct falar 2 objetos apresentados a ele / Peça para repetir um conjunto de palavras 
ou frase (nem aqui, nem ali, nem lá) / Peça que o pct pegue uma folha de papel, dobre em 3 partes e 
coloque em determinado lugar / Dê para o pct um papel escrito “Feche os olhos”. Ele terá que ler 
silenciosamente e executar o comando / Peça que o pct escreva uma frase própria = 2 pontos / Solicite 
que o pct copie um desenho simples – Cada comando vale 1 PONTO 
 
3. Sabendo as funções dos nervos cranianos, como irei avaliar cada um deles? 
Thaís Pires 
3 Habilidades ll 
 
l Nervo – OLFATÓRIO – no exame da olfação, empregam-se substâncias com odores conhecidos, como café, canela, 
cravo, tabaco, álcool – De OLHOS FECHADOS, o pcts devem reconhecer o aroma, afastadas as condições de impeçam 
o reconhecimento do odor (resfriado, atrofia de mucosa) – A HIPOSMIA e ANOSMIA ganham maior significado clínico 
pois dependem de distúrbios neurológicos 
➔ Parosmia (perversão do olfato), Alucinação olfatória, Cacosmia (odor desagradável constantemente) – 
são alterações notadamente CORTICAIS ! 
ll Nervo – ÓPTICO – transmite as imagens colhidas pelos cones e bastonetes da retina até p CENTRO DA VISÃO NO 
LOBO OCCIPITAL – é avaliado por: 
➔ Acuidade Visual: pede-se para o pct dizer o que vê na sala de exame (na parede, na mesa) ou leia alguma 
coisa – cada olho é examinado separadamente – quando há diminuição da acuidade = AMBLIOPIA; 
quando a acuidade está abolida = AMAUROSE → ambas podem ser uni ou bilaterais / ametropia = 
alteração no cristalino, formato do olho (miopia, hipermetropia...) 
➔ Campo Visual/Campimetria: Sentado, o pct deve fixar o olhar em um ponto do examinador. Enquanto 
isso, o examinador deve mover horizontal e verticalmente um objeto. O examinado dirá até que ponto 
visualiza o objeto 
➔ Fundoscopia: Oftalmoscópio – visualiza o fundo do olho, podendo reconhecer tecido nervoso (retina e 
papila óptica) e vasos – pode-se observar palidez de papila (atrofia do nervo óptico) 
Thaís Pires 
4 Habilidades ll 
lll Nervo – OCULOMOTOR + IV Nervo – TROCLEAR + VI Nervo – ABDUCENTE – são examinados em conjunto, pois 
inervam os músculos responsáveis pela MOTILIDADE DOS GLOBOS OCULARES → músculo reto medial, superior, 
inferior, obliquo inferior (oculomotor), obliquo superior (troclear) e reto lateral (abducente) + músculo elevador 
pálpebra (oculomotor) 
➔ Motilidade Extrínseca: a posição do globo ocular é um resultado da ação de diversos músculos, portanto 
quando há predomínio de um deles há o que chama de estrabismo, que pode ser horizontal ou vertical – 
exame de cada olho separadamente: o examinador solicita a movimentação dos olhos no sentido 
VERTICAL E HORIZONTAL - exame biocular: aproxima-se um objeto dos olhos do pct, avaliando a 
convergência ocular // causas de lesão no oculomotor: traumatismo, DM, hipertensão craniana 
➔ Motilidade Intrínseca: exame da pupila – a pupila é inervada tanto pelo simpático como parassimpático – 
o seu tamanho é um equilíbrio da ação dos dois / a irregularidade do contorno pupilar = DISCORIA – 
quando há dilatação da pupila = MIDRÍASE – quando há contração da pupila = MIOSE – igualdade de 
tamanho das pupilas = ISOCORIA – desigualdade de tamanho da pupila = ANISOCORIA 
É avaliada por meio de um feixe luminoso – O pct deve olhar para um ponto fixo mais distante, sendo o 
feixe incidido. Caso a pupila que se fez o estímulo reaja, chama-se REFLEXO FOTOMOTOR DIRETO, caso a 
pupila contralateral reaja REFLEXO FOTOMOTOR CONSENSUAL + Avaliada por meio da CONVERGÊNCIA 
OCULAR, a qual se aproxima um obj dos olhos e observa-se se há contração da pupila

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.