A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Intoxicações de pequenos animais

Pré-visualização | Página 1 de 1

Intoxicações pequenos animais
O QUE É? MECANISMO DE AÇÃO MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS TRATAMENTO CONTRA INDICAÇÃO
AMITRAZ 
(Seresto ®)
carrapaticida e 
acaricida
nos carrapatos: inibe 
receptores da octopamina 
(↑ parassimpático)
Sedação, letargia, ↓ TºC, 
↓ PA, ↓ FC, midríase, sialorréia, 
↓ insulina, ↑ glicemia
* Banho frio 
* Eméticos 
* Laxantes 
* Lavagem gástrica + 
carvão ativado 
* Fluidoterapia 
* Aquecimento corporal 
* Ioimbina (antagoniza 
Amitraz)
nos animais: primeiro inibe 
MAO e depois age como 
agonista a2 adrenérgico (pré-
anestésico)
PIRETRÓIDES 
(Butox ®)
ectoparasiticida, 
defensor agrícola
 ↑ tempo de abertura dos 
canais de Na+, causando 
despolarização contínua
TIPO 1: SNP 
- Piretrina 
- Permetrina 
* - lipossolúvel 
* hiperexcitabilidade 
* tremor 
* vômitos
* Banho frio 
* Eméticos 
* Laxantes 
* Lavagem gástrica + 
carvão ativado 
* Fluidoterapia 
* Aquecimento corporal 
* anticonvulsivante 
* HCO3- (alcaliniza urina, 
facilita eliminação, pois 
não será reabsorvido)
bloqueia GABA, fecha canais 
de Cl-
TIPO 2: SNC 
- Deltrametrina 
- Cipermetrina 
* + lipossolúvel 
* convulsão 
* salivação 
* desorientação
AVERMECTINA 
(Revolution ®) ectoparasiticida
estimula GABA, abre canais 
de Cl- (só nos parasitas, já 
que os animais tem BHE)
Ataxia, convulsão, midríase, 
vômito, paralisia
* Banho frio 
* Fluidoterapia 
* Diazepam 
* Atropina, caso ↓ FC
* < 6 meses de vida 
(ainda não tem BHE 
formada) 
* Raças que têm 
mutação do gene MDR1, 
o que faz com que tenha 
falta de Pglicoproteína, 
responsável por tirar a 
avermectina da BHE
AFLATOXINA
Micotoxina do 
fungo Aspergillus 
flavus, 
encontrado muito 
em grãos 
Tipos: AFB 1 e 2 (fluoresc. 
azul), AFM1e 2 (fluoresc. 
violeta), AFG1e 2 (fluoresc. 
verde)
Carcinoma hepatocelular, 
hepatoxicidade, 
coagulopatia, 
nefropatia
só sintomático
altera DNA do fígado
 ↓ fator de coagulação
Eliminação renal
RODENTICIDAS 
(Racumim ®)
pós inodoros ou 
iscas rodenticidas
antagonistas competitivos da 
vitamina K, ou seja, os fatores 
II, VII, IX e X não serão 
produzidos (não tem vitamina 
K)
Hemorragias, hematúria, 
↑ FC, ↑ tempo de 
coagulação, ↓ hematócrito, 
↓ agregação plaquetária, 
trombocitopenia, anemia, 
fraqueza, melena, epistaxe, 
hematomas, icterícia, 
coração arredondado (tenta 
compensar baixa volemia)
* Vitamina K 
* Transfusão sanguínea 
* Fluidoterapia 
* Carvão ativado 
* Repouso
1a Geração: Varfarinas 
- Varfarina 
- Dicumarol 
- Pindona 
* curta duração 
* dose única ou múltipla 
* Ex: Racumim ®
2a Geração: Super Varfarinas 
- Brodifacoum 
- Bromadiolona 
* longa duração 
* dose única letal 
* 100x mais potente que 1a 
geração 
* Ex: Ratum ®
1
DIEFFENBACHIA 
SPP
planta comigo 
ninguém pode
Ao ser macerada, é liberada 
ráfide (mini espinhos 
formados de oxalato de 
cálcio)
Leve/moderada: sialorréia, 
lesão de córnea (ráfides), 
dermatite de pele
* Lavagem da boca com 
mangueira, não esfregar 
* Lavagem gástrica com 
sonda 
* Lavagem ocular 
* Lavagem dérmica 
* Demulcentes (↓ atrito) 
como clara de ovo, leite, 
gelo, sorvete de creme 
* NÃO dar emético 
* Analgésicos 
* Anti-histamínico 
* Corticóide 
* Antiespamótico 
* Antagonista H2 
* Fluidoterapia 
* Colar
irritação mecânica pelas 
ráfides, gerando lesões
Grave: glossite, estomatite, 
sialorréia, dor, irritação, 
queimação da mucosa oral, 
edema, êmese, diarréia, 
dispnéia
enzima proteolítica entra 
pelas lesões provocadas 
pelas ráfides, gerando uma 
reação inflamatória
CANABIS SATIVA
maconha 
(intoxicação dura 
no máx. 3 dias)
Receptores canabióides:
Ataxia, desorientação, 
depressão, tremores, êmese, 
midríase, ↑ TºC, ↓ TºC, ↑ FR, 
↓ FC, nistagmo, 
hiperatividade
* Avaliar consciência 
* Só provocar êmese se 
animal chegou na clínica 
30 min após ingerir e não 
tem sintomas 
* Carvão ativado 
* Monitorar a casa 2-3 hrs 
* Diazepam 
* Suporte de O2 
* Cirurgia
CB1: SNC 
↑ serotonina, ↑ NA, 
↑ Dopamina, ↑ GABA, 
↑ canais de Cl
CB2: SNP 
↓ dor
CHOCOLATE Teobromina
Teobromina atravessa a BHE e 
inibe a adenosina, 
responsável por 
vasodilatação, diminuição da 
atividade neural e celular.
Hipertermia, hiperatividade, 
tremor, convulsão, êmese, 
↑ FC, contrações musculares 
(↑ Ca+), polidipsia, poliúria, 
coma
só sintomático
abre canais de Ca+ e inibe a 
recaptação do Ca+ pelo 
retículo sarcoplasmático
O QUE É? MECANISMO DE AÇÃO MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS TRATAMENTO CONTRA INDICAÇÃO
2