A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
259 pág.
Pack Estatística

Pré-visualização | Página 10 de 48

poder público, é considerado 
uma república democrática.
Cabe ao Estado, além de prover políticas públicas de fomento ao desenvolvimento, o combate 
aos problemas sociais e zelar pelo bem público, como saúde, segurança e educação. O Estado tam-
bém é responsável pela boa condução da economia, por cobrar impostos e tributos, além de manter 
as boas práticas de funcionalismo público. Também deve criar, fiscalizar e controlar as leis, normas 
e regulamentos para cidadãos, empresas e instituições da sociedade civil (REQUIÃO, 2014). 
 Como você deve ter notado, são muitas as atribuições do Estado, que se subdivide em diversos 
setores e esferas justamente para ter condições e maior capilaridade nos contatos com os contribuin-
tes, sejam eles pessoas jurídicas (empresas ou instituições da sociedade civil) ou físicas (cidadãos).
Agora que já falamos sobre o Estado, vamos saber um pouco mais sobre empresa e socie-
dade civil.
2 Conceito de empresa
Empresas são organizações privadas que têm finalidade lucrativa para com o seu quadro 
societário (REQUIÃO, 2014). As empresas, no que tange a sua forma, podem ser:
 • microempresas; 
 • pequenas empresas ou de pequeno porte; 
 • médias empresas; e 
 • empresas de grande porte. 
As empresas podem ainda ser estatais ou privadas. Entenda que as empresas privadas 
podem ser empresas de execução de serviços, de fabricação de bens e itens (indústria), e também 
de importação, exportação, compra e venda de bens materiais e imateriais (comércio).
As empresas interagem entre si em suas aquisições, compras, vendas, bem como em rela-
ção aos clientes finais que são os cidadãos e empresas compradoras. Em espécie, as empresas 
se subdividem em comerciais e industriais, civis e públicas ou estatais. As empresas devem se 
enquadrar nos regimes estabelecidos pela lei civil e devem obedecer a normas externas e gover-
namentais, além de recolher os devidos tributos e manter registros atualizados para análise e 
verificação da fiscalização.
SAIBA MAIS!
Existe uma distinção entre empresa e sociedade empresarial. A empresa é a 
vontade de cidadãos, pessoas físicas, de se tornarem pessoas jurídicas de fato. 
Já a sociedade empresarial é a subdivisão das cotas de ações e propriedade da 
empresa já estabelecida. Para saber mais sobre o assunto, confira a obra “Curso de 
Direito Comercial”, de Rubens Requião. 
A seguir vamos entender o conceito de sociedade civil ou terceiro setor!
3 Conceito de sociedade civil
Sociedade civil é o conjunto de organizações ou instituições cívicas de trabalho voluntário 
e sem fins lucrativos que atuam em diversos segmentos dentro do Estado. A sociedade civil no 
Brasil abrange as empresas do terceiro setor.
EXEMPLO
Seguem alguns exemplos de entidades classificadas como sociedade civil: associa-
ções de classe (como o CRA - Conselho Regional de Administração de Empresas), 
clubes sociais, cívicos e esportivos (agremiações de comunidades, bem como clubes 
de futebol, regatas, remo, ginástica etc.), cooperativas, grupos de defesa ambiental e 
ecológica (Greenpeace e Fundação S.O.S. Mata Atlântica), grupos culturais e religio-
sos (instituições religiosas, de caridade como Cruz Vermelha Internacional), igrejas, 
partidos políticos, associações educacionais e órgãos de defesa ao consumidor.
Ainda existem associações de classe internacional como a ONU (Organização das Nações Unidas) 
e UNICEF que atuam no sentido de colaborar com questões do terceiro setor no cenário internacional.
As empresas de sociedade civil têm caráter filantrópico e possuem regras internas a serem 
seguidas, entretanto, assim como as empresas e os cidadãos, devem estar submetidas à lei 
máxima que é a Constituição Federal, além de cumprirem todas as normas e exigências legais 
impostas pelo Estado.
FIQUE ATENTO!
Segundo Bulgacov (1999), as empresas da sociedade civil normalmente trabalham 
em atividades solidárias e de fomento em setores e segmentos que empresas pri-
vadas e Estado não têm acesso. No entanto, precisamos lembrar que as empresas 
do terceiro setor são entidades não governamentais, ou seja, não pertencentes ao 
Estado ou à iniciativa privada.
A gestão dessas empresas da sociedade civil é autônoma, formalmente constituída por 
regras e procedimentos internos bem definidos e todos os valores obtidos de cidadãos, empresas 
privadas e governo vão para a manutenção do empreendimento e a aplicação de políticas sociais.
Figura 3 - Segmento de organização da sociedade civil 
Fonte: Africa Studio/Shutterstock.com 
SAIBA MAIS!
A ideia do terceiro setor é buscar se inserir nas atividades que não puderem ser 
realizadas pelo poder público, isto é, aquelas que o governo não alcança. Podemos 
citar como exemplo as políticas de saneamento básico em periferias. Para saber 
mais sobre o tema, leia o artigo científico: “Terceiro setor: um estudo sobre a sua 
importância no processo de desenvolvimento socioeconômico”. Acesse: <http://
periodicos.ufpb.br/index.php/pgc/article/viewFile/12664/8472>.
Agora que sabemos o conceito de empresa, Estado e sociedade civil, vamos entender as 
relações e interdependências destas três esferas da sociedade organizada.
4 Relações entre empresa, estado e sociedade civil
As empresas, o Estado e a sociedade civil atuam de formas distintas, cada qual em seu 
regime e ramo de atividade. Em muitos momentos, entretanto, existem correlações entre estes 
três setores da economia nos mais diversos países.
As empresas têm correlação forte com o Estado, pois dependem dele para abertura, manu-
tenção, fechamento, pagamento de impostos, tributações, documentação e outras questões de 
ordem legal. Estão vinculadas também ao Direito trabalhista e tributário, seja de esfera estadual, 
municipal ou federal.
As empresas também mantêm contato com as instituições da sociedade civil, seja como 
eventuais doadoras, fornecedoras e compradoras, mantenedoras de associações, ou até mesmo 
atuando em serviços colaborativos na responsabilidade social.
Já a sociedade civil tem muita correlação em suas atividades com o Estado, visto que muitas 
destas empresas são consideradas Organizações Não-Governamentais, ou seja, atuam onde o 
Estado não consegue chegar (KISIL, 2004).
 
Figura 4 - Relações entre Estado e empresas. 
Fonte: megaflopp/Shutterstock.com 
Podemos concluir, portanto, que esses três tipos de entidades mantêm contato no sentido de 
coordenarem sua atuação nos mais diversos segmentos.
Fechamento
Concluímos esta aula relativa ao conceito e relação entre empresas, Estado e sociedade civil. Aqui, 
você pôde aprender sobre os três setores nos quais encontra-se segmentada a sociedade organizada. 
Nesta aula, você teve a oportunidade de: 
 • aprender o conceito de empresas privadas;
 • entender o conceito de estado e sua formação;
 • compreender o conceito de sociedade civil;
 • identificar as relações entre o Estado, as empresas e as organizações de sociedade 
civil.
Referências
BOBBIO, Norberto. Estado, governo, sociedade; por uma teoria geral da política. Tradução Marco 
Aurélio Nogueira. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2007.
BULGACOV, Sérgio. Manual de Gestão Empresarial. São Paulo: Atlas, 1999.
CLEMENTE, A. HIGACHI, H.Y. Economia e Desenvolvimento Regional. São Paulo: Atlas, 2000.
KISIL, Rosana. Elaboração de projetos e propostas para organizações da sociedade civil. 3. ed. 
São Paulo: Global, 2004.
MANÃS, Antônio Vico; MEDEIROS, Epitácio Ezequiel de. Terceiro setor: um estudo sobre a sua 
importância no processo de desenvolvimento socioeconômico. Perspectivas em Gestão & Conhe-
cimento, João Pessoa, v. 2, n. 2, p. 15-29, jul./dez. 2012. Disponível em: <periodicos.ufpb.br/index.
php/pgc/article/viewFile/12664/8472 >. Acesso em: 4 ago. 2016. 
REQUIÃO, Rubens. Curso de Direito Comercial. v. 1. São Paulo: Saraiva, 2014.
Conceito de responsabilidade 
socioambiental