Buscar

Nutrição clinica avançada questoes unip

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 13 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 13 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 13 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

Nutrição clinica avançada 
 
CONTEUDO 3 DIETOTERAPIA NAS DOENÇAS HEPÁTICAS 
Exercício 1:Pacientes com cirrose hepática apresentam um equilíbrio de nitrogênio 
negativo, mas o fornecimento de proteínas deve ser cuidadoso para não precipitar a 
encefalopatia hepática, sendo recomendado: 
C)0,75 g proteína/Kg peso; 
Exercício 2: 
Um homem de 45 anos de idade, com cirrose hepática, ascite moderada, H – 1,70 m, PA – 70 
kg, teve uma perda de peso não intencional de 5% no último mês. Assinale a alternativa que 
apresenta, corretamente, o seu estado nutricional. 
D)Risco nutricional. 
Exercício 3: 
O Transplante Hepático é um procedimento cirúrgico que consiste na substituição de um fígado 
doente - de paciente com doença hepática irreversível e terminal - por um fígado sadio (enxerto 
hepático) extraído de um doador. Este enxerto hepático pode ser obtido de doador falecido ou 
por meio de parte do fígado extraída de um doador vivo (Transplante Intervivos). O Transplante 
de Fígado tem sido realizado há aproximadamente 40 anos. Durante estas 4 décadas, a 
melhora progressiva dos resultados de sobrevida dos pacientes transplantados, motivou o 
aumento do número de transplantes realizados em todo o mundo. Muitas pessoas que 
realizaram Transplante de Fígado têm agora uma vida normal (Extraído de: 
www.transplantedefigado.com.br). Portanto a orientação nutricional ao paciente, cuidador e à 
família deve contemplar uma dieta adequada a cada fase. Assinale a alternativa FALSA: 
D)A dieta deve ser hiperprotéica e normoglicídica no pós-transplante tardio. 
Exercício 4: 
Paciente CTM, sexo feminino, 49 anos, chegou ao pronto socorro com mal estar generalizado, 
dores no corpo, falta de apetite e febre. A paciente relatou uso de água não potável para 
preparação dos alimentos, devido à ausência de saneamento básico no local onde mora com a 
família. Após atendimento médico e realização de diversos exames clínicos e laboratoriais, 
diagnosticou-se hepatite A. A paciente relatou ser diabética em uso de hipoglicemiante oral há 
alguns anos. Na fase aguda (1° semana), a dieta dessa paciente em relação às 
recomendações de calorias, proteína e consistência, é CORRETA a indicação de: 
C)dieta normocalórica, normo a hiperprotéica e consistência líquida. 
Exercício 5:O paciente JAG, 56 anos, sexo masculino, internado no Hospital Espanhol há 
5 dias, é avaliado nutricionalmente por você, devido à solicitação médica. Na avaliação 
nutricional apresentou ascite, hipoalbuminemia, e relatou fraqueza. Seu diagnóstico é 
cirrose descompensada com ascite. 
Qual a consistência mais adequada e a característica protéica a ser prescrita a esse paciente? 
C)branda e hiperprotéica 
javascript:void(0);
Exercício 6 :Um paciente com insuficiência hepática, já apresentando ascite e 
encefalopatia, pode apresentar quais distúrbios adicionais? 
A)Desnutrição protéico-calórica, hipertrigliceridemia e hiparmonemia; 
 
7- A doença hepática gordurosa não-alcoólica (DHGNA) encontra-se cada vez mais 
diagnosticada no mundo e considerada a doença do fígado mais comum nos países ocidentais. 
Contempla um espectro de doenças que inclui variáveis graus de esteatose (fígado gordo), 
esteatohepatite não-alcoólica (NASH) e cirrose. A esteatose simples é benigna, enquanto a 
NASH é caracterizada pela lesão do hepatócito, inflamação e fibrose o que pode levar à 
cirrose, insuficiência hepática e carcinoma hepatocelular (CHC). A DHGNA está fortemente 
associada com a obesidade, resistência à insulina, hipertensão arterial e dislipidemia e é agora 
considerada uma manifestação hepática da síndrome metabólica (Extraído de Alwis & Day, 
2008). 
 
A dietoterapia a ser empregada na esteatose hepática deve ser: 
 
D) hipoglicídica e normoprotéica. 
 
 
8- Segundo a Sociedade BRasielira de Hepatologia (2001): "O fígado tem papel central na 
regulação do estado nutricional. Muitos fatores podem alterar o equilíbrio metabólico nas 
doenças hepáticas, com a redução dos estoques de glicogênio e consequente gliconeogênese, 
e o metabolismo energético está reduzido para oxidação de gorduras e também ocorre 
resistência periférica à insulina. Em consequência, a doença hepática avançada resulta, 
frequentemente, em hipercatabolismo protéico. Estimase que 25% dos pacientes cirróticos 
apresentam algum grau de encefalopatia hepática. A deficiência de zinco é comum no cirrótico 
devido à baixa ingestão, absorção reduzida, diminuição da extração hepatointestinal, shunt 
portossistêmico e alteração do metabolismo de aminoácidos. Esta deficiência causa alteração 
da atividade de enzimas do ciclo da ureia, com aumento da amônia cerebral e piora da 
encefalopatia, além de determinar diminuição do apetite, imunodepressão, alterações do sabor 
e anorexia. Considerando a nutrição na encefalopatia hepática, analise as afirmativas abaixo e 
assinale a alternativa correta: 
 
I. Deve-se evitar dieta hipoprotéica, pois essa não tem impacto na EH e pode piorar o estado 
nutricional dos pacientes. 
 
II. Orientar consumo de proteínas vegetais em maior quantidade devido à presença dos 
aminoácidos de cadeia ramificada. 
 
III. O uso de aromáticos diminuídos devido ser reduzido devido ao processo de metabolização 
que são submetidos no fígado. 
 
D) Todas as afirmações estão corretas. 
 
10 Paciente P.H.P.L., sexo masculino, 55 anos, internado no Hospital Italian há 15 dias, é 
avaliado nutricionalmente por você, devido à solicitação médica. No prontuário médico consta 
que o paciente apresenta confusão mental, apatia, mudança de comportamento, tremores e 
aumento de amônia. Seu diagnóstico é cirrose hepática e encefalopatia hepática sem coma. 
Na avaliação nutricional: Peso: 72kg/ Alt: 1.65m / CB: 26cm / DCT: 12mm/ DCSE: 11mm / 
P.punho: 17cm / CP: 35cm. Exames Bioquímicos: Hb 9.7 g/dL (13-18 g/dL)/ Ht 28.9% (45-
52%)/ Leucócitos 8600 mm3 (5-9 mil/mm3)/ Linfócitos 541 mm3 (2000 a 3500 mm3)/ Creatinina 
2.3 mg/dL (0,8 a 1,2 mg/dL) / Uréia 68 mg/dL(10 a 45 mg/dL)/ Sódio 137 mEq/L (137 a 145 
mEq/L)/ Potássio 4.2 mEq/L (3,5 a 5,0 mEq/L)/ Albumina 2.7 mg/dL (< 3,5 mg/dL). Qual é a 
terapia nutricional a ser aplicada nesse paciente? 
 
A)Normolipídica e Hiperglicídica 
 
 
CONTEUDO 4 DIETOTERAPIA NAS DOENÇAS DO PÂNCREAS E VESÍCULA BILIAR 
Exercício 1: 
A colecistite aguda é uma inflamação da parede da vesícula biliar, em geral, resultado de um 
cálculo no canal cístico, que causa um ataque de dor repentino e muito agudo. No mínimo 95 
% dos indivíduos com inflamação aguda da vesícula tem cálculos biliares. Em casos raros, a 
inflamação é causada por uma infecção bacteriana. A inflamação aguda da vesícula biliar sem 
a presença de cálculos é uma doença grave. Tende a produzir-se depois de feridas, 
operações, queimaduras, infecções espalhadas por todo o corpo (sepse) e doenças críticas, 
particularmente em pacientes que recebem alimentação prolongada por via endovenosa. A 
pessoa não costuma mostrar sintomas prévios de uma doença da vesícula biliar até que 
experimenta uma dor repentina e agudíssima na parte superior do abdomen. Em geral, a 
doença é de prognóstico muito grave e pode evoluir para gangrena ou perfuração da vesícula. 
É necessária a cirurgia imediata para extrair a vesícula. (Extraído de Manual Merck, disponível 
online). 
Considerando o texto acima e seus conhecimentos, analise as afirmativas abaixo: 
I. Durante a crise na fase aguda, o paciente deve permanecer em jejum e receber hidratação 
endovenosa. 
II. Após a cólica deve ser introduzida uma dieta líquida pastosa. 
III. Com a melhora dos sintomas, 72 h após a crise, deve ser oferecida dieta em consistência 
geral, 3 refeições ao dia. 
Qual das condutas acima está ADEQUADA 
E)Somente I. 
Exercício 2: 
Uma paciente foi internada com quadro de pancreatite aguda. Permaneceu em jejum por um 
período de 24 horas e, logo em seguida, recebeu nutrição parenteral. Após estabilização do 
quadro, a equipe optou por introduzir nutrição enteral, com o objetivo de fazer a transiçãoda 
nutrição parenteral para enteral. 
Assinale a alternativa que apresenta a dieta e a via de administração mais indicada para esta 
paciente. 
C)Dieta enteral hidrolisada administrada por sonda nasojejunal, posicionada após o ângulo de 
Treitz. 
 
 
3- A pancreatite aguda (PA) é uma doença freqüente, com incidência que varia de 50 a 80 
casos por ano para cada 100.000 habitantes nos Estados Unidos. O tratamento da pancreatite 
aguda permanece controverso em vários tópicos, devido principalmente à dificuldade da 
realização de estudos clínicos randomizados prospectivos, dado o pequeno número de casos 
graves em cada centro. Segundo o DATASUS, em 2006 foram registrados 1999 casos de PA 
na cidade de São Paulo, provenientes de 201 centros com capacidade de internação, com 
média de 2,5 casos graves por estabelecimento por ano, demonstrando a dificuldade da 
concretização destes estudos 
 
Assinale a alternativa correta em relação à introdução alimentar após dieta zero (jejum) e 
melhora da dor, para pacientes com pancreatite aguda leve . 
 
 
B 
dieta líquida sem calorias a cada 4 horas nas primeiras 24 horas 
 
 
 
CONTEUDO 4 DIETOTERAPIA NO SISTEMA RENAL 
Exercício 1: 
Considerando a terapia nutricional em pacientes renais, analise as afirmativas abaixo: 
a) ( ) Na síndrome nefrótica as características da dieta mais comumente prescrita são: 
hipercalórica, hiperprotéica, normossódica 
b) ( ) Para pacientes com IRC pode-se observar um quadro de anemia, que é atribuída a 
diminuição da produção de eritropoietina 
c) ( ) Paciente em hemodiálise com IRC deve receber dieta: hipoprotéica, hipoglicídica, 
hiperlipídica e reduzida em cálcio, potássio e sódio 
d) ( ) A recomendação para pacientes com nefrolitíase é: 50 ml/kg/dia de líquidos, 
aumentar ingestão de leite e suplementar vitamina C 
e) ( ) A carambola deve ser consumida regularmente por paciente renais 
 
A)a- F; b- V; c-F; d-F; e-F. 
Exercício 2: 
Um paciente com síndrome nefrítica (inflamações das alças capilares do glomérulo) apresenta 
hematúria, hipertensão arterial e perda moderada da função renal. Sua taxa de filtração 
glomerular (volume de água filtrada fora do plasma pelas paredes dos capilares glomerulares 
nas cápsulas de Bowman, por unidade de tempo) é > 55 ml/min. No atendimento nutricional a 
esse paciente, sua proposta em relação às proteínas da dieta e os alimentos que podem ser 
consumidos por não apresentarem altos teores de potássio são: 
 
B)0,8 g/kg peso / maçã, uva e alface 
Exercício 3: 
Num período de 4 a 6 semanas após o transplante renal, considerado tardio, deve-se 
recomendar: 
C)25 a 30 Kcal/Kg de peso corpóreo ideal 
Exercício 4: 
No tratamento dietético do paciente com insuficiência renal aguda (IRA)com estresse leve, é 
preconizado: 
I- 0,2 g/kg peso ideal/dia de proteínas, sendo 2/3 de alto valor biológico. 
II- 20-25 calorias/kg/dia. 
III- Aporte hídrico correspondendo à excreção urinária de 24 h, mais um adicional de 2000 ml. 
IV- Cuidado especial com o aporte de sódio e potássio, respectivamente, 4 g e 2 g. 
Com relação itens preconizados acima, assinale a alternativa correta. 
A)Nenhum dos itens está correto. 
Exercício 5: 
Considerando a terapia nutricional nas doenças do sistema renal, analise as afirmações abaixo 
e assinale Verdadeiro ou Falso: 
1. ( ) No período pós-transplante renal imediato a dieta deve ser hipoprotéica e no pós-
transplante tardio normoprotéica 
2. ( ) Para pacientes com IRC pode-se observar um quadro de anemia, que é atribuída a 
diminuição da produção de eritropoietina. 
3. ( ) Paciente com IRC em diálise peritonial deve receber dieta hipoglicídica e reduzida 
em colesterol. 
4. ( ) A recomendação para pacientes com nefrolitíase é: 50 ml/kg/dia de líquidos, 
aumentar ingestão de leite e suplementar vitamina C (> 1 g/dia). 
5. ( ) A carambola não pode ser consumida por paciente renais. 
A ordem correta é: 
D)F, V, V, F, V. 
 
Exercício 6: 
Dentre as necessidades nutricionais para pacientes diabéticos em hemodiálise, é correto 
ofertar: 
B)1,0 gramas de proteínas/Kg de peso corpóreo; 
Exercício 7: 
A Insuficiência Renal Aguda (IRA) tem início repentino com deterioração rápida da função renal 
e taxa de mortalidade de até 65% devido seu caráter catabólico. A diálise pode ser necessária 
por períodos curtos para tratar a IRA, como objetivo de evitar lesão renal e recuperar a função 
basal dos rins (WIDTH & REINHARD, 2009). Em relação à TN na IRA, analise as afirmativas e 
assinale a alternativa correta. 
I. A necessidade de proteínas na IRA depende da diálise, da função renal e do estado proteico. 
Se o paciente estiver em diálise a ingestão proteica deverá ser limitada a 0,6 a 0,8g/Kg de 
peso/dia, se não estiver em diálise recomenda-se uma ingestão proteica de 1,2 a 1,3g/Kg de 
peso/dia. 
II. Não há terapia que interrompa o hipercatabolismo do paciente com IRA, dessa forma, a TN 
tem como objetivo minimizar a perda proteica. 
III. A ingestão de Na geralmente é limitada para evitar a retenção de líquidos e controlar a 
hipertensão. 
IV. Apenas no grau de catabolismo grave, mensurado através da taxa de aparecimento de 
nitrogênio ureico acima da ingestão de nitrogênio, é que se indica o suporte nutricional enteral 
ou parenteral para pacientes com IRA. 
B)Apenas as afirmações III e IV estão corretas. 
 
CONTEUDO 6 DIETOTERAPIA NAS DOENÇAS DO SISTEMA PULMONAR 
Exercício 1: 
Analise as afirmativas referentes à nutrição de pacientes portadores de insuficiência 
respiratória por doença pulmonar obstrutiva crônia (DPOC). Assinale V ou F: 
( ) A avaliação nutricional, utilizando parâmetros antropométricos, os pacientes portadores de 
DPOC apresentam redução de tecido adiposo subcutâneo e de massa corpórea magra. 
( ) A dieta hipercalórica, contendo 70% de carboidratos, é recomendável, porque exerce um 
efeito de poupança da proteína e recupera o peso corporal do paciente. 
( ) A dieta hipercalórica, contendo 70% de carboidratos, é recomendável, porque aumenta o 
quociente respiratório e eleva a frequência respiratória. 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência de letras correta: 
D)F, F, V 
Exercício 2: 
A Fibrose Cística ou Mucoviscidose é uma doença potencialmente letal de caráter genético 
autossômico recessivo, na qual ocorre erro no gene que codifica uma proteína chamada de 
reguladora da condutância transmembrana para fibrose cística (CFTR). A CFTR é também 
chamada de canal de cloro e é essencial para o transporte de íons pela membrana celular, 
estando envolvida na regulação do fluxo de cloro, sódio e água. 
Analise as afirmativas abaixo em relação aos objetivos da terapia nutricional da Fibrose Cística 
e assinale a alternativa correta. 
I. Corrigir a anorexia devido a angústia respiratória. 
II. Atingir e/ou manter o peso ideal para promover crescimento e desenvolvimento normais. 
III. Evitar a deficiência pulmonar progressiva ou complicações como intolerância à glicose, 
obstrução intestinal, doenças cardíacas ou pancreáticas. 
IV. Repor os eletrólitos perdidos e enzimas pancreáticas. 
E)Todas as afirmações estão corretas. 
Exercício 3: 
No Hospital Saúde Eterna, na cidade de São Paulo, encontra-se internada a paciente Z.T.S., 
74 anos, que deu entrada no pronto socorro com “dificuldade grande para respirar”. No exame 
físico inicial relatou ao médico que vem apresentando dispnéia progressiva há 15 dias, 
obstipação intestinal (2 a 3 x/sem), flatulência após as refeições e odinofagia. Nega 
antecedentes pessoais e familiares e declarou-se aposentada. Após transferência da paciente 
para enfermaria de clínica médica, o HD da paciente é DPOC e foi solicitada avaliação do 
nutricionista. Na avaliação nutricional os dados obtidos foram: Avaliação Clínica = cabelos 
brilhosos e sem queda, sem alterações nos olhos e conjuntivas, depleção da bola gordurosa de 
Bichart e musculatura temporal, lábios, línguas e gengivas sem alterações, dentição ausentee 
edema MMII +/4+. Avaliação Nutricional = peso atual: 37 kg, peso usual: 50 kg, altura: 1,55 m, 
% perda de peso: 26% em 1 mês, IMC: 15,4 kg/m2, DCT: 8,2 mm (<p5), CMB: 15,3 cm (<p5). 
Exames Bioquímicos = Leucócitos: 15.100 mm3 (5-9 mil/mm3), colesterol total: 300 mg/dL 
(<200), glicemia: 200 mg/dL (<200). 
Analise as afirmativas abaixo: 
I. O diagnóstico nutricional segundo parâmetros observados mostra magreza grau III, com 
depleção grave do compartimento protéico somático e adiposo e perda de peso grave no último 
mês. 
II. Em relação aos exames laboratoriais, paciente apresenta leucocitopenia, 
hipercolesterolemia e hiperglicemia. 
III. O cálculo do valor energético total a ser ofertado a essa paciente deve ser feito com uso do 
peso atual, devido ao risco de superalimentação e deve ser oferecida dieta hiperprotéica e 
normoglicídica. 
IV. A oferta de fibras deve ser de >30 g/dia devido a obstipação intestinal relatada, sendo 
recomendados alimentos fonte cru ou cozidos. 
V. A dieta deve ser de consistência pastosa, devido à ausência de dentição e odinofagia, além 
de preparações quentes e em 8 refeições ao dia com volume reduzido. 
 
E)I, III e V. 
Exercício 4: 
Paciente de 50 anos com diagnóstico de insuficiência respiratória aguda está internado em um 
hospital privado. A dieta a ser oferecida a ele deve ser de consistência: 
C)branda; 
 
CONTEUDO 7 DIETOTERAPIA EM ERROS INATOS DO METABOLISMO 
Exercício 1: 
Erros inatos do metabolismo (EIM) são distúrbios hereditários transmitidos, em sua maioria, de 
maneira autossômica recessiva que resultam da deficiência de atividades enzimáticas, o que 
leva ao bloqueio de diversas vias metabólicas. Esse bloqueio, além de induzir um acúmulo de 
substâncias tóxicas e/ou falta de substâncias essenciais, pode gerar problemas no 
desenvolvimento físico e mental. Os EIM compreendem mais de 500 distúrbios, a maioria deles 
relacionados à síntese, degradação, transporte e armazenamento de moléculas no organismo. 
O mais incidente deles é a fenilcetonúria (PKU), uma doença causada pela deficiência na 
enzima fenilalanina-hidroxilase, que é responsável pela transformação do aminoácido 
fenilalanina em tirosina. A elevação de fenilalanina no sangue, acima de 10mg/dl, permite a 
passagem em quantidade excessiva para o Sistema Nervoso Central, no qual o acúmulo tem 
efeito tóxico. O retardo mental é a mais importante seqüela dessa doença. Fonte: Monteiro & 
Cândido. Rev. Nutr. (2006); 19 (3): 381-387. 
 
Analise as afirmações abaixo, utilizando seu conhecimento. 
1. O tratamento nutricional do paciente com fenilcetonúria deverá ser somente na 
infância. 
2. A monitorização do tratamento nutricional é feito por dosagem da concentração 
plasmática de fenilalanina no período da manhã, logo que acordar, quando a 
concentração está no pico. 
3. A fórmula metabólica não pode ser utilizada em pacientes que recebem leite materno. 
4. A fórmula metabólica é fornecida aos pacientes cadastrados no Programa e pode ou 
não conter macronutrientes e dependo do tipo é com ou sem vitaminas e minerais. 
Assinale a alternativa que apresenta as afirmações corretas: 
C)II e IV. 
Exercício 2: 
Os erros inatos do metabolismo requerem cuidados nutricionais especiais. Assinale a 
alternativa que relaciona corretamente o ERRO inato do metabolismo e seu tratamento 
dietético adequado: 
A)Fenilcetonúria / restrição de proteínas; 
 
 
 
 
 
 
CONTEUDO 8 CUIDADO NUTRICIONAL NAS DOENÇAS DO SISTEMA NERVOSO 
Exercício 1: 
Relacione as colunas e marque a alternativa correta, em relação a terapia nutricional (TN) no 
Mal de Alzheimer (1) e no Mal de Parkinson (2). 
( ) É comum a perda da habilidade de se alimentar sozinho devido a dificuldade motora e os 
tremores. 
( ) Recomenda-se um suprimento adequado de vitamina E, D e Se. 
( ) Recomenda-se o consumo de fontes de colina: soja e ovos. 
( ) Pacientes sob tratamento com Levodopa devem restringir: proteína, B6, álcool e cafeína e 
aumentar o consumo de B12 e de alimentos fontes de vitamina C 
 
A)2, 1, 1, 2 
Exercício 2: 
Analise as afirmativas em relação à disfagia verificada nas doenças do Sistema Nervoso e 
assinale a alternativa correta. 
I. A dieta recomendada para facilitar a mastigação e deglutição inclui o uso de sucos grossos e 
líquidos ralos com espessantes. 
II. O uso de água, sucos ralos, leite, café e chá, geralmente são excluídos, na forma 
líquida, para evitar o risco de aspiração. 
 
 
 
III. Na disfagia grave os alimentos devem ser amassados em purê, homogêneos e aderentes, 
nenhum alimento cru deve ser oferecido (frutas e vegetais). 
IV. Deve-se evitar a ingestão de fluidos, principalmente à noite. 
A)Apenas as afirmações I e II estão corretas. 
 
 
3- Existem vários tipos de demência. Em que há decréscimo das capacidades de 
funcionalidade, comprometimento das funções cognitivas – atenção, percepção, memória, 
raciocínio, pensamento, linguagem, etc. – e da capacidade física – espacial. O Mal ou Doença 
de Alzheimer é a principal causa de demência que causa problemas de memória, pensamento 
e comportamento. A doença é responsável por 50% a 80% dos casos de demência no mundo. 
 
Já a Doença de Parkinson (DP) ou Mal de Parkinson , é uma doença degenerativa, crônica e 
progressiva, que acomete em geral pessoas idosas. Ela ocorre pela perda de neurônios do 
SNC em uma região conhecida como substância negra (ou nigra). Os neurônios dessa região 
sintetizam o neurotransmissor dopamina, cuja diminuição nessa área provoca sintomas 
principalmente motores. Entretanto, também podem ocorrer outros sintomas, como depressão, 
alterações do sono, diminuição da memória e distúrbios do sistema nervoso autônomo. Os 
principais sintomas motores se manifestam por tremor, rigidez muscular, diminuição da 
velocidade dos movimentos e distúrbios do equilíbrio e da marcha. Dessa forma, analise as 
afirmações abaixo e assinale a alternativa que corresponde às afirmações corretas 
 
I.Dentre as estratégias nutricionais para pacientes com Alzheimer avançado se encontram: 
enriquecimento do leite com frutas liquidificadas ou amassadas, adição de farináceos à base 
de cereais integrais, leite em pó e sorvetes em massa em mingaus, além de ingestão de sopas 
tipo cremes, preparadas em molho branco, à base de leguminosas liquidificadas ou fubá com 
adição de carnes e verduras. 
 
II. Para idosos com Alzheimer avançada recomenda-se dieta de consistência branda rica em 
vitaminas e fibra. 
 
III. Quando a ingestão alimentar do paciente for inferior à 70% de suas necessidades 
nutricionais, introduzir suplemento alimentar devendo também fazer a prevenção de alguns 
agravos, retardando perdas funcionais e nutricionais, pois muitos idosos chegam a fases mais 
avançadas da doença portador de Alzheimer com desnutrição grave por falta de cuidados 
desde o começo da demência. 
 
IV. Vitaminas antioxidante, como a vitamina E e o ácido fólico, são importantes, pois a Doença 
de Alzheimer envolve um sério processo inflamatório e oxidativo. 
 
V. Indivíduos portadores de Parkinson geralmente utilizam como tratamento medicamnetoso o 
uso de Levodopa. È observado que esse medicamento pode apresentar elevação de sua 
absorção pela alta ingestão de proteína e pela ingestão de alimentos ricos em vitamina B6. 
 
 
C) I – III - IV 
 
 
4- Analise as afirmativas em relação à TN do Acidente Vascular Cerebral e assinale a 
alternativa correta. 
 
I. Estudos epidemiológicos sugerem que diversos alimentos/nutrientes podem diminuir 
(ingestão moderada de álcool, consumo de peixes, frutas, vegetais e grãos integrais) ou 
aumentar (consumo excessivo de álcool, sódio) o risco de AVC. 
 
II. Recomenda-se uma dieta hiperproteica (1,2 a 1,5 g/Kg/dia), normoglicídica (50 a 60% do 
VET) e de hipo a normolipídica (20 a 30% do VET), dependendo dos níveis de lipídios séricos. 
 
III. Para pacientes com problemas de mastigação de alimentos fibrosos recomenda-se o 
consumo de no máximo 10g/dia de fibras através de frutas, hortaliçase cereais integrais. 
 
IV. Recomenda-se restrição severa do teor de sódio para ajudar no controle da hipertensão, 
podendo-se associar-se as recomendações da dieta DASH (Dietary Approaches to Stop 
Hypertension). 
 
E) Todas as afirmações estão corretas. 
 
CONTEUDO 9 TN EM ONCOLOGIA 
Exercício 1: 
Considerando a avaliação nutricional do paciente oncológico, atribua V (verdadeiro) ou F (falso) 
às afirmativas a seguir. 
( ) O paciente pode ser considerado de risco nutricional quando não tiver atingido 60% da 
ingesta diária no pré-operatório ou tiver um tumor de trato gastrointestinal. 
( ) O paciente sem risco nutricional deverá ser avaliado a cada 15 dias no pós-cirúrgico, 
enquanto o paciente com risco nutricional deverá ser avaliado semanalmente no ambulatório. 
( ) A anamnese alimentar e o exame físico do paciente oncológico internado deverão ser 
realizados no pré-operatório e na alta hospitalar. 
( ) A porcentagem de perda de peso (%PP) é um critério decisório no pré-cirúrgico do paciente 
com câncer para a suspensão da cirurgia, e deverá ser comunicada ao médico diariamente. 
( ) Os parâmetros antropométricos devem ser coletados na admissão e a cada 7 dias no pós-
operatório do paciente oncológico internado. 
Assinale a alternativa que contém, de cima para baixo, a sequência correta. 
C)V, F, F, F, V. 
Exercício 2: 
Segundo o Consenso Nacional de Nutrição Oncológica do Instituto Nacional de Câncer (2009), 
para manutenção de peso de um paciente oncológico adulto pré-cirúrgico, recomenda-se a 
seguinte quantidade de energia: 
C)25 a 30 Kcal/peso atual/dia. 
Exercício 3: 
No Brasil, as informações referentes ao ano de 2006 revelam que as neoplasias malignas 
foram responsáveis por 15,1% dos óbitos, tendo sido registradas taxas brutas de mortalidade 
por neoplasias malignas para o sexo masculino de 87,63 óbitos por 100 mil habitantes e de 
72,93 óbitos por 100 mil mulheres. Entre os homens, os tumores mais incidentes são os de 
próstata e os da via respiratória (traqueia, brônquios e pulmão); entre as mulheres as 
neoplasias de maior incidência são as de mama e o câncer do colo do útero. A desnutrição 
calórica e protéica em indivíduos com câncer é muito freqüente, por isso a terapia nutricional 
no paciente oncológico deve ser elaborada pelo nutricionista com base em todos os dados 
coletados na anamnese nutricional. 
Baseado nessas informações analise as afirmações abaixo. 
1. No paciente oncológico adulto em tratamento clínico, quimio ou radioterapia, se a 
ingestão alimentar for < 75% das recomendações em até 5 dias, sem expectativa de 
melhora, deve ser indicada a nutrição parenteral. 
2. Em paciente adulto com expectativa de vida de até 72 horas, ou seja, fim da vida, deve 
ser oferecido cuidado nutricional de suporte, promovendo conforto, alívio dos sintomas 
e melhora da qualidade de vida. 
3. O paciente pediátrico, em qualquer fase do tratamento oncológico, deve receber fluidos 
e nutrientes para garantir crescimento e desenvolvimento normal, apesar dos efeitos 
colaterais dos tratamentos realizados. 
4. Em período pós-cirúrgico no paciente adulto, em caso de ingestão oral < 60% das 
necessidades e/ou impossibilidade de utilização da via oral, deve ser utilizada a 
alimentação via sonda enteral. 
 
Assinale a alternativa que apresenta as afirmações corretas: 
C)II, III, IV. 
Exercício 4: 
Analise o seguinte caso clínico: C.R.S, 42 anos, sexo masculino, está hospitalizado para 
tratamento de câncer de esôfago. Ele vem queixando-se de diarréia, falta de apetite devido às 
alterações do paladar, náuseas e vômitos. O valor do seu índice de massa corporal é de 17,1 
Kg/m2, sendo sua aceitação alimentar por via oral menor que três quartos das recomendações 
nutricionais.A dieta deste paciente deverá contemplar os seguintes aspectos: 
A)Dieta fracionada em menor volume com aumento das fibras solúveis. Redução do consumo 
de carboidratos simples e de alimentos fontes de lactose. Oferta de complemento alimentar 
para atingir as recomendações nutricionais. 
 
 
5- Assinale a alternativa que apresenta, corretamente, uma indicação de Terapia Nutricional 
(TN) para paciente com câncer. 
 
e) Pós-cirúrgico de câncer de cabeça e pescoço, com ingesta de 65% do VCT nos últimos 10 
dias, tem indicação de dieta por gastrostomia. 
 
 
CONTEUDO 10 DIETOTERAPIA EM PACIENTES HIV(+)/AIDS E NAS DOENÇAS 
OPORTUNISTAS 
Exercício 1:No paciente com SIDA que apresenta estomatite e colite, o nutricionista deve 
recomendar administração de alimentos: 
 
B)úmidos, não irritantes e isentos de cafeína. 
Exercício 2: 
A terapia com inibidor de protease utilizada em pacientes com AIDS provoca, dentre outras, as 
seguintes alterações que poderão influenciar o acompanhamento nutricional 
A)Aumento da gordura abdominal e do LDL colesterol 
Exercício 3: 
Em relação à TN na AIDS/HIV, analise as afirmativas e assinale a alternativa correta. 
I. Recomenda-se fórmulas enterais com imunomodulares (arginina, glutamina, ômega-3 e 
vitaminas) devido seu efeito positivo na resposta imunológica. 
II. Recomenda-se nutrição parenteral quando a via oral ou enteral não for tolerada em 
quantidades suficientes para atingir as necessidades nutricionais, na diarreia grave intratável, 
na obstrução intestinal e na presença de vômito incontrolável. 
III. Recomenda-se para pacientes com diarreia evitar alimentos ricos em fibras solúveis (folhas, 
frutas com bagaço e casca, cereais) e preferir fibras insolúveis (gomas, mucilagens). 
IV. Recomenda-se para pacientes com perda do apetite consumir mais alimentos no período 
da manhã, alimentos de alta densidade energético-proteica e evitar líquidos durante as 
refeições. 
B)Apenas as afirmações I, II e IV estão corretas. 
4- Em trabalho publicado em 2001, Brito et al, descreve que a identificação, em 1981, da 
síndrome da imunodeficiência adquirida, habitualmente conhecida como AIDS, tornou-se um 
marco na história da humanidade. A epidemia da infecção pelo vírus da imunodeficiência 
humana (HIV) e da AIDS representa fenômeno global, dinâmico e instável, cuja forma de 
ocorrência nas diferentes regiões do mundo depende, entre outros determinantes, do 
comportamento humano individual e coletivo. A AIDS destaca-se entre as enfermidades 
infecciosas emergentes pela grande magnitude e extensão dos danos causados às populações 
e, desde a sua origem, cada uma de suas características e repercussões tem sido 
exaustivamente discutida pela comunidade científica e pela sociedade em geral. Desde o início 
da epidemia, em 1980, até junho de 2000 foram notificados à Coordenação Nacional de DST e 
AIDS do Ministério da Saúde, 190.949 casos de AIDS. Desses casos, 6.750 são crianças, 
139.502 adultos masculinos e 44.697 adultos femininos. 
 
Em seu consultório, você atende o paciente PJC, com diagnóstico de HIV (+), assintomático e 
relatando apetite normal. Para elaborar uma dieta adequada a esse paciente, a conduta 
nutricional correta seria: 
D)25 a 30 kcal/ kg/ dia e 0,8 a 1,25 g proteína/ kg/ dia 
 
 
CONTEUDO 11 DIETOTERAPIA NAS DOENÇAS DO ESTRESSE METABÓLICO 
Exercício 1: 
A resposta metabólica ao estresse é complexa e envolve a maioria das vias metabólicas, 
sendo que a nutrição tem papel importante pois ocorre redução do equilíbrio negativo de 
nitrogênio, restauração da massa magra, papel na produção dos reagentes de fase aguda, 
fornecimento de glicose, cicatrização de feridas e apoio dos mecanismos de defesa celular. 
Considere três pacientes: 1. Théo sofreu TCE após queda do telhado; 2. Antônio teve 
queimadura em 40% do corpo após acidente com a churrasqueira; 3. Henrique teve sepse 
após cirurgia de remoção de próstata. Analise as afirmativas abaixo em relação à terapia 
nutricional dos casos clínicos citados, assinalando a correta: 
A)Os pacientes 1 e 2 devem receber dieta hiperprotéica. 
Exercício 2: 
São agentes antioxidantes importantes na recuperação do paciente séptico: 
B)Vitamina A, vitamina E, selênio 
Exercício 3: 
De acordocom Pires (2006) o paciente politraumatizado é diferente de qualquer outro tipo de 
doente, pelas próprias circunstâncias que originaram seu estado; de um modo geral, em uma 
pessoa hígida e com saúde, até que, subitamente, devido a algum tipo de acidente, passou a 
se encontrar em estado grave, necessitando de assistência médica imediata. Por outro lado, o 
paciente politraumatizado, exatamente por ser antes um indivíduo hígido, apresenta, caso seja 
salvo, uma grande possibilidade de ter uma vida normal, justificando o investimento dos 
recursos na tentativa de salvá-lo. 
Em relação ao politrauma, o objetivo da terapia nutricional deve ser: 
D)Reduzir a perda protéica; 
 
4- Considerando que a quantidade de proteína é maior ou menor conforme a doença ou 
situação clínica, relacione a coluna da esquerda com a coluna da direita. 
(I) TCE (A) 1,0 – 1,2 g/kg 
(II) Queimadura. (B) 1,5 – 2,2 g/kg 
(III) Cirurgia eletiva. (C) 1,5 – 1,8 g/kg 
(IV) Sepse. (D) > 2,0 g/kg 
Assinale a alternativa que contém a associação correta. 
 
C) I-B, II-D, III-A, IV-C.

Outros materiais