A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
#OK Teoria política 7 ao 10

Pré-visualização | Página 2 de 2

neoliberalismo é antikeynesiano. 
Este movimento antikeynesiano pelo regresso é o que costuma ser chamado de 
neoliberalismo. 
 
 Quais são as principais críticas feitas pelos frankfnrtianos ao marxismo? 
Uma das críticas feitas se refere ao dogmatismo dos leninistas e stalinistas quando 
desenvolvem uma concepção naturalista da história, segundo a qual a evolução dos fatos 
históricos marcha inexoravelmente em direção à sociedade sem classes. Trata-se de uma 
concepção determinista e evolucionista típica do positivismo predominante no final do século 
XIX. 
Segundo a concepção naturalista, o desenvolvimento capitalista produziria de forma 
irreversível a alienação e pauperização crescente da classe operária e a agudização da crise 
resultaria na revolução e na vitória inevitável do socialismo. Resulta daí a noção de progresso 
e da inevitabilidade da violência. Reconhece-se na evolução progressiva a passagem de um 
estádio "inferior" para outro necessariamente "melhor" do que o anterior. E a violência é 
considerada elemento necessário e constitutivo do progresso: a revolução é a "locomotiva da 
história", fator de evolução. 
 
 Pesquise a etimologia da palavra utopia. Explique como esse conceito pode ser 
interpretado tanto de uma forma pejorativa como pode significar algo positivo e 
necessário para o ser humano. 
Utopia é a ideia de civilização ideal, fantástica, imaginária. É um sistema ou plano que 
parece irrealizável, é uma fantasia, um devaneio, uma ilusão, um sonho. Do grego “ou+topos” 
que significa “lugar que não existe”. 
No sentido geral, o termo é usado para denominar construções imaginárias de 
sociedades perfeitas, de acordo com os princípios filosóficos de seus idealizadores. No sentido 
mais limitado, significa toda doutrina social que aspira a uma transformação da ordem social 
existente, de acordo com os interesses de determinados grupos ou classes sociais. 
Utopia foi um país imaginário, criação de Thomas Morus, escritor inglês (1480-1535), 
onde um governo, organizado da melhor maneira, proporciona ótimas condições de vida a um 
povo equilibrado e feliz. 
Para Thomas More, utopia era uma sociedade organizada de forma racional, as casas e 
bens seriam de todas as pessoas, que passariam seu tempo livre envolvidos com leitura e arte, 
não seriam enviados para a guerra, a não ser em caso extremo, assim esta sociedade viveria em 
paz e em plena harmonia de interesses.