A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
RELATÓRIO MICOLOGIA

Pré-visualização | Página 1 de 1

RELATÓRIO DE MICOLOGIA
Disciplina: Micologia clínica
INTRODUÇÃO
As dermatofitoses são micoses causadas por fungos chamados dermatófitos
e atingem tecidos como pele, unha e cabelo. A amostra coletada para este trabalho
foi unha, tendo suspeita então de uma onicomicose causada por Trichophyton
tonsurans.
As dermatofitoses em geral podem ser transmitidas por contato com solo e
animais parasitados, ou ainda transmissão inter humana.
Agora falando mais especificamente das onicomicoses, elas podem ser causadas
pelos fungos do gênero epidermophyton e trichophyton e até mesmo ser causada
por candida. A lesão característica de onicomicose causada por dermatófito é uma
lesão destrutiva e esfarinhada começando pelas bordas livres das unhas e de cor
amarelada.
METODOLOGIA
Foi coletada da paciente amostra da unha contaminada com uma cureta,
para coletar o material localizado embaixo da unha que tinha característica
esfarinhada. A amostra foi colocada em uma placa de Petri e levada ao laboratório
para a realização do micológico direto e o cultivo.
O micológico direto foi feito colocando-se amostras mais finas da massa
subungueal sobre uma lâmina e colocado uma gota de potassa 30% para clarificar.
Após algumas horas foi analisada a lâmina no microscópio em aumento de 40x para
procura de elementos fúngicos.
No mesmo dia foi feito o cultivo. Foi colocado amostras da unha contaminada
em tubos de cultivo, um com ágar sabouraud dextrosado simples e outro com
inibidores. Após foi colocado os tubos identificados na estufa.
● Paciente: E. P. C
● Amostra coletada: unha do pé
● Data da realização do exame: 23 de outubro de 2019
RESULTADOS
No mesmo dia já foi feita a leitura da lâmina do micológico direto em aumento de
10x e de 40x. Foram encontrados hifas hialinas finas e artroconídios ambos em
pouca quantidade.
No dia 30 de outubro foi visto se havia crescido algum fungo nos tubos de cultivo.
Ainda não havia crescido nada em 7 dias na estufa.
No dia 6 de novembro foi visto o cultivo e não havia crescido nada nos tubos. No
tubo sem inibidores (do lado direito da foto) cresceu provavelmente Rhodotorula sp
um contaminante.
Foi realizado um novo cultivo desta vez em uma placa, e no dia 18 de novembro
após duas semanas do cultivo foi visto uma colônia pequena e branca.
Analisando a colônia foi deduzido que o
fungo em questão era o Trichophyton
tonsurans
CONCLUSÃO
Levando em conta o que foi visto no micológico direto que foram hifas hialinas finas
e artroconídios, a colônia que cresceu no ágar e a lesão da paciente, a possível
conclusão é que o agente fúngicos achado foi Trichophyton tonsurans.
REFERÊNCIAS
<https://www.sbd.org.br/dermatologia/unhas/doencas-e-problemas/dermatofitose/91/
> Acesso em 30 outubro 2019.
RUIZ, Ligia. CHIACCHIO, Nilton. Manual de conduta nas onicomicoses Diagnóstico
e tratamento.