A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Nutrição Animal

Pré-visualização | Página 1 de 1

Moderada a alta proteínas;
Gordura moderada a alta;
Alta umidade;
Baixo carboidrato;
Baixa a moderada fibra.
Moderada a alta proteínas;
Gordura moderada a alta;
Alta umidade;
Baixo carboidrato;
Baixa a moderada fibra.
Baixa a moderada proteínas;
Gordura moderada;
Baixa umidade;
Alto carboidrato;
Baixa a moderada fibra.
Dietca seca
Alimento úmido
Alimentação caseira
A única diferença do alimento
úmido para o alimento caseiro é
que na alimentação caseira
existe a possibilidade de
formulação de uma dieta
específica conforme a
necessidade.
Nutrição Animal
@_laisacostaa
Características das diferentes alimentações
Fibra solúvel em maior
quantidade, por isso deve ser
introduzido de maneira gradual,
se não poderá causar problemas
como a diarreia.
Possui alto conteúdo calórico e
baixo teor de água, não sendo
muito adequada para pacientes
com obesidade ou predisposição
à Urolitíase.
É uma dieta 100% crua, majoritariamente
carnívora.
A alimentação crua é a prática de
alimentar cães domésticos, gatos e outros
animais com uma dieta que consiste
principalmente em carne não cozida,
ossos comestíveis e órgãos. 
A base da BARF são os ossos carnudos
crus, os meaty bones, peças como
pescoços, asas, dorsos, cabeças de aves,
cauda de boi, pescoço de cordeiro ou leitão
e partes de coelho.
@_laisacostaa
SAFA: Gordura Saturada
MUFA: Mono insaturado
AN: Alimentação Natural
AN: Alimentação Natural
ALIMENTAÇÃO AD LIBITUM:
Alimentação à vontade ou que é
realizada com liberdade.
ALIMENTAÇÃO ENTERAL: É a
utilização do trato alimentar
superior como via para a
alimentação assistida de
pacientes.
ALIMENTAÇÃO PARENTERAL:
Suporte nutricional
administrado por uma via
diferente do conduto alimentar
normal (trato digestório).
@_laisacostaa