A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
TEPT

Pré-visualização | Página 1 de 1

Transtorno do Estresse Pós-Traumático 
Introdução: 
Nosso organismo sempre tenta manter a homeostase, em resposta a fatores internos e 
externos. Dependendo da situação, o corpo pode gerar uma Resposta Central Periférica, 
como vasoconstrição, aumento da frequência cardíaca, midríase, entre outros. 
No TEPT, temos sempre um evento estressor/catastrófico. 
- Cerca de 50% da população será exposta a pelo menos um evento catastrófico; 
- Maioria absorve o impacto psicológico; 
- Retornam a rotina normal; 
- Um grande grupo de indivíduos responde diferente → TEPT 
Conceito: 
Evento Catastrófico: situação em que o indivíduo tenha vivenciado, testemunhado ou 
confrontado uma situação em que houve ameaça a vida ou a integridade física da pessoa 
ou de outros. 
Exemplos: 
 - Eventos Civis: acidente de trânsito, assaltos à mão armada, sequestros, 
violência física e sexual; 
 - Terrorismo; 
 - Guerra; 
 - Acidente industrial/aéreo; 
 - Desastre natural. 
Evento Traumático: 
 - Exposição a evento catastrófico; 
 - Resposta emocional intensa – medo, desespero ou horror; 
 - Transtorno do Estresse Agudo (TEA)/TEPT; 
Eventos catastróficos não são raros: 60,7% homens e 51,2% mulheres norte americanas 
podem ser expostas a evento catastrófico. 
Trauma não é só um evento externo – além do evento externo, há necessidade de 
resposta emocional intensa (medo) para considerar “traumatizada”. 
Dados Epidemiológicos: 
- 8% população; 
- 10,4-12,3% das mulheres; 
- 5-6% dos homens. 
Etiologia: 
- Estressor – grave; 
- Resposta intensa; 
- Sistema adrenérgico e serotoninérgico; 
- Hormônio liberador de corticotrofina (CRH) – por conta do estresse, hipotálamo libera 
CRH → suprarrenal aumenta muito cortisol; 
- Desregulação do eixo hipotalâmico-hipofisário-adrenal. 
Fatores de Risco: 
- História de situações de estresse no passado; 
- História de tratamento anterior psiquiátrico; 
- Apoio social prejudicado. 
Apresentação Clínica: 
- Evento catastrófico; 
- Conjunto de sinais e sintomas; 
- Após 1 mês; 
- Agudo: inferior a 3 meses; 
- Crônico: superior a 3 meses; 
- Início tardio/expressão tardia: após 6 meses; 
- Sofrimento importante; 
- Disfunção conjugal, social e laboral 
F43.1 – Estado de stress pós-traumático: 
- Sintomas: 
• Sintomas de Revivência 
o Lembranças intrusivas/evento traumático; 
o Pesadelos traumáticos; 
o Flashbacks do evento traumático; 
o Desgaste psicológico relacionado ao trauma e evocado por 
estímulos; 
o Reações fisiológicas relacionadas ao trauma e evocadas por 
estímulos. 
• Sintomas de Evitação e Distanciamento Emocional 
o Evitar pensamentos, sentimentos ou conversas associadas ao 
trauma; 
o Amnésia para memórias relacionadas ao trauma; 
o Diminuição do interesse; 
o Sensação de distanciamento ou estranhamento; 
o Amplitude afetiva restrita; 
o Redução de perspectivas futuras. 
• Sintomas de Hiperexcitabilidade 
o Dificuldade em manter ou conciliar o sono; 
o Irritabilidade; 
o Dificuldade de concentração; 
o Surtos de raiva; 
o Hipervigilância; 
o Reação de proteção exagerada. 
TEPT em remissão com recidivas ocasionais 
- Remissão, podem ter recidivas e começar com padrão completo de sintomas; 
- Expostos a situação semelhante ao evento traumático. 
TEPT crônico: 
- 40% pacientes apresentam pouca chance de recuperação com/sem tratamento; 
- Alguns apresentam melhora na capacidade funcional ou gravidade dos sintomas; 
- Sintomas crônicos, graves e persistentes. 
TEPT de início tardio/expressão tardia: 
- Exposição a evento catastrófico não apresenta sintomas do TEPT durante meses ou 
anos; 
- Exposto a situação semelhante inicial → apresenta sintomas do TEPT. 
Comorbidades: 
- Transtorno depressivo; 
- Transtorno de ansiedade; 
- Transtorno uso de álcool/drogas. 
Curso e Prognóstico: 
- Pesquisas com veteranos da Segunda Guerra Mundial e sobreviventes do holocausto 
→ TEPT pode durar 50 anos ou a vida toda; 
- Leve a grave; 
- Doença mental persistente e incapacitante; 
- Sintomas graves e intoleráveis; 
- Recuperação parcial/total. 
Diagnóstico Diferencial: 
- Transtorno depressivo; 
- Transtorno do pânico; 
- Transtorno do estresse agudo; 
- Transtorno obsessivo-compulsivo; 
- Transtorno de adaptação; 
- Transtorno da ansiedade generalizada. 
Transtorno do Estresse Agudo 
F43.0 Reação aguda ao stress 
- Experiência traumática; 
- Precursor do TEPT; 
- Duração de 2 dias a 4 semanas após o evento catastrófico; 
- Três sintomas dissociativos: embotamento emocional, desrealização, amnésia; 
- Um ou mais sintomas de intrusão, esquiva ou hiperexcitação; 
- Causar dificuldades no funcionamento. 
Tratamento: 
- Antidepressivos: 
ISRS 
• Setralina 
• Paroxetina 
• Fluoxetina 
• Escitalopram 
ISRSN 
• Venlafaxina 
- Benzodiazepínicos: preferência não usar (uso pode gerar consolidação da memória) 
• Clonazepam 
• Alprazolam 
- Buspirona: ansiolítico não benzodiazepínico. 
- Psicoeducação; 
- Acompanhamento psicológico 
- Apoio, TCC, Psicoterapia de orientação analítica.