A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
RCNEI -Referencial Curricular Nacional Para Educação Infantil

Pré-visualização | Página 1 de 1

ReferencialReferencial
Curricular NacionalCurricular Nacional 
Para aPara a
 Educação infantilEducação infantil
volu
me 1- introduçãovolu
me 1- introdução
concurseira 
pedagoga
A CF/88, reconheceu os direitos das crianças na época de 0 a 6 anos (atualmente 5
anos) de serem educadas em creches e pré-escolas;
ECA/90 veio garantir os direitos fundamentais para a criança e o adolescente;
A LDB/96, proclama a educação infantil como DIREITO da criança de 0 a 6 anos e
DEVER do Estado e estabeleceu a educação infantil como a PRIMEIRA etapa da
educação básica.
RCNEIRCNEI
Contexto Histórico
A educação infantil era de caráter somente assistencialista.
Referencial Curricular Nacional Para a Educação
infantil
 Em 1998 o MEC lança o RCNEI que vem como intuito de sintetizar uma prática
pedagógica dispersa no Brasil.
O RCNEI tem como base para o desenvolvimento infantil as teorias de Piaget,
Vygostsky e Wallow. Baseado em uma concepção construtivista do desenvolvimento,
do ensino e da aprendizagem.
fonte: http://blogdamarazilli.blogspot.com/2013/06/conhecendo-o-referencial-curricular.htm
Referencial Curricular NacionalReferencial Curricular Nacional 
para a Educação Infantilpara a Educação Infantil
concurseira 
pedagoga
Brincar
O brincar é o principal meio pelo qual as crianças eterniza seus conhecimentos,
reproduz as relações e atividades dos adultos de uma FORMA LÚDICA.
A brincadeira FAVORECE a AUTOESTIMA das crianças.
Educar
O educar está integrada a função de cuidar;
Deve respeitar a espontaneidade da criança;
Deve contribuir para a formação de crianças felizes e saudáveis.
Criança
A criança é vista como um ser que sente e pensa o mundo de formar singular
Processos de construção como o ser humano em diferentes contextos socais, suas
culturas, suas capacidades intelectuais, artística, criativas e expressivas;
É um ser historicamente construído ;
Capaz de construir conhecimento na interação como meio e como meio e como outro;
Ser possuidor de direitos e com direito de desenvolver-se em um ambiente sem
nenhuma intervenção que possa prejudicar seu desenvolvimento.
A criança é a referência no documento:
Na educação infantil o CUIDADO é visto como parte indissociável da educação;
Cuidar é antes de tudo comprometido com o outro;
Cuidar é ajudar a desenvolver capacidades e implica em procedimentos específicos.
Cuidar
volume 1- introdução
concurseira 
pedagoga
Professor
O RCNEI considera-o como PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL;
O professor deve trabalhar desde os cuidados básicos essenciais até SABERES
ESPECÍFICOS das diversas áreas do conhecimento. Isso implica que o professor
TENHA UMA COMPETÊNCIA POLIVALENTE.
 
É o mediador entre as crianças e o conhecimento
A instituição e o projeto educativo
Duas dimensões: natureza externa e outra interna
Sociedade democrática e não excludente, promover uma ação que promova o
convívio com a diversidade, deve incluir também a PARTICULARIEDADES e
COMPETÊNCIAS de cada um;
Educar a todas sem DISCRIMINAÇÃO, respeitando suas diferenças, suas
necessidades e SOLICITANDO apoio as instituições ESPECIALIZADAS quando
necessárias;
É preciso o envolvimento da comunidade.
Educar crianças com necessidade especiais
CONDIÇÕES EXTERNAS: O currículo deve estar vinculado as características
socioculturais da comunidade e considerar necessidades da população atendida.
CONDIÇÕES INTERNAS: período de funcionamento da instituição a quantidade de
crianças, a idade de início das crianças, organização de grupamentos entre outros.
ORGANIZAÇÃO DO ESPAÇO: É fundamental para a prática educativa isto implica em
planejamento. Deve possibilitar usufruí-lo em benefício do seu desenvolvimento.
ORGANIZAÇÃO DO TEMPO: deve ser planejado dentro de uma rotina que facilite os
processos de desenvolvimento e aprendizagem. Adaptar se as necessidades da criança
e suas necessidades.
concurseira 
pedagoga
Organização do tempo é estruturado na rotina.
Parcerias com as famílias
São principais instrumentos na prática do professor, por meios deles ACOMPANHAR e
AVALIAR os processos de desenvolvimento das crianças.
Observação, registro e avaliação formativa
Avaliação: deve ser processual e destinada a auxiliar o processo de aprendizagem,
permitir que as crianças acompanhem suas conquistas, dificuldades e possibilidades e
fortalecendo a autoestima.
Objetivos gerais para a educação infantil
Ter uma visão mais atualizada da família entendo mutável e que não existe um modelo
ideal. Deve acolher sem preconceitos. Dialogo abertos com as famílias, sendo parceiras.
Brincar, expressando, emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;
Utilizar diferentes linguagens (corporal, musical, plástica, oral e escrita);
Conhecer algumas manifestações culturais, demostrando respeito e interesse,
valorizando a diversidade.
As atividades permanentes, as sequências de atividades e os projetos
de trabalho são formas de organização do tempo
Observar: escrita, gravações, produções 
das crianças, fotografias etc.
concurseira 
pedagoga
VOLUME 
1
Desenvolver uma imagem positiva de si;
Descobrir e conhecer seu próprio corpo, seu potencial e limite;
Estabelecer e ampliar cada vez mais as relações sociais;
Observar e explorar o ambiente de forma curiosa.
Formação pessoal 
e social
favorece a
construção do
sujeito
DESENVOLVIMENTO DE
CAPACIDADES:
- natureza global; 
- afetiva.
CONHECIMENTO DE MUNDO:
- construção das diferentes
linguagens;
-relação das crianças com
alguns aspectos da cultura que
é entendida de forma ampla e
plural.
 
Referências: 
Referencial curricular nacional para a educação infantil / Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. —
Brasília: MEC/SEF, 1998. VI.
BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília. 1988.
 BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, LDB. 9394/1996.
concurseira 
pedagoga