A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Regimes e Organizações Internacionais 4

Pré-visualização | Página 1 de 1

Questão 4/10 - Regimes e Organizações Internacionais 
Leia o texto abaixo: 
As coisas mudariam de forma rápida e dramática no final dos anos 1980. No súbito calor da Glasnost, de 
Gorbachov, as antigas suspeitas soviéticas acerca da manutenção da paz como uma espécie de 
conspiração ocidental pareciam ter-se dissipado. Por seu lado, os Estados Unidos sentiam-se 
suficientemente seguros para aliviar parte da bagagem problemática das suas próprias preocupações com 
a Guerra Fria. As operações da ONU começaram em áreas até então estritamente proibidas na América 
Central e no Sudeste Asiático. Nesse novo ambiente, a proibição de atividades «políticas» por parte das 
operações de manutenção da paz – essencial durante a Guerra Fria – foi levantada. 
Fonte: MACQUEEN, Norrie. Os 70 anos da manutenção da paz das Nações Unidas. Relações Internacionais 
[online]. 2019, n.61, pp.123-137. Disponível em: 
<http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-
91992019000100009&lng=pt&nrm=iso>. Página da citação: 128.. 
Tendo como base os conteúdos discutidos na disciplina Regimes e Organizações Internacionais, assinale 
a alternativa que apresenta, corretamente, uma das razões para o otimismo internacional sobre o 
funcionamento da Organização das Nações Unidas no Pós-Guerra Fria: 
Nota: 10.0 
 
A O descongelamento do Conselho de Segurança 
Você acertou! 
O final da Guerra Fria foi acompanho por um otimismo internacional sobre o funcionamento 
das Nações Unidas. Acreditou-se que o fim da disputa de influência política capitalista e 
socialista daria mais autoridade e assertividade sobre a atuação da ONU nos temas de 
segurança (LOPES; CASARÕES, 2009). Houve o descongelamento do Conselho de 
Segurança, que antes tinha a sua eficácia diminuída por conta do poder de veto das potências 
em disputa. Alguns dos indícios para esse otimismo foram a atuação crescente da ONU, e 
de maneira eficaz, nos conflitos ao final de década de 1980. Por exemplo, a aprovação da 
resolução do Conselho de Segurança que garantiu a independência política da Namíbia 
(1978); a aprovação da resolução do Conselho de Segurança sobre o fim da Guerra Irã-
Iraque (1988) e a intermediação do secretário-geral das Nações Unidas durante a retirada 
das forças soviéticas em sua ocupação do Afeganistão (1988-1989). Uma das mudanças 
mais evidentes sobre a atuação da ONU, principalmente de seu Conselho de Segurança após 
a Guerra Fria, foi o descongelamento da aprovação de resoluções pelo Conselho. Desde sua 
criação e até 1985, o Conselho de Segurança havia aprovado 580 resoluções. Em 1995, esse 
número quase dobrou para 1,035 resoluções e, em 2005, a quantidade era de 1,651 
resoluções aprovadas (LOPES; CASARÕES, 2009). Esses números demonstram um 
aumento excepcional nas aprovações de resoluções do Conselho de Segurança. Assim, o 
final da disputa bipolar contribuiu com a diminuição da aplicação do poder de veto dos 
Estados Unidos e Rússia. 
Referência: Rota de aprendizagem da aula 3. Regimes e Organizações Internacionais com a 
profa. Prof.ª Devlin Biezus. Tema 4: As Nações Unidas no Pós-Guerra Fria. 
 
B A ampliação das verbas destinadas ao ECOSOC. 
 
C A aumento de poder da Assembleia Geral. 
 
D A diminuição de conflitos internacionais 
 
E A substituição do Secretário Geral.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.