A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
APOL 01- FILOSOFIA LATINO-AMERICANA E BRASILEIRA

Pré-visualização | Página 3 de 4

Acesso em: 27 mar. 2019. 
 
Considerando a citação e os conteúdos do livro-base Filosofia Latino-Americana e Brasileira sobre a 
Filosofia no Brasil contemporânea e a teoria crítica, analise as afirmativas a seguir. 
 
I. A teoria crítica foi recebida no Brasil entre as décadas de 1960 e 1970 tornando-se teoria epistemológica 
nas ciências sociais e na educação. 
II. Um dos autores da Escola de Frankfurt mais citados na década de 1960 foi Walter Benjamin. 
III. No contexto em que chegou ao Brasil a teoria crítica favoreceu a filosofia estabelecida pelo governo 
militar. 
IV. Os pensadores que divulgaram a teoria crítica baseavam-se nas obras dos filósofos frankfurtianos. 
 
Está correto apenas o que se afirma em: 
Nota: 10.0 
 
A I e III 
 
B II, III e IV 
 
C I, III e IV 
 
D I, II e IV 
Você acertou! 
Comentário: As afirmações I, II e IV estão corretas, porque: “A teoria crítica teve sua recepção no Brasil entre os anos de 1968 e 1978. 
Considerada modismo por alguns, consolidou-se como importante teoria epistemológica nas ciências sociais e na educação. As primeiras obras 
dos frankfurtianos foram traduzidas no final da década de 1960 — primeiramente Walter Benjamin, depois Herbert Marcuse e Theodor Adorno. 
No entanto, as referências aos filósofos desse grupo começaram ainda na década anterior. Vamireh Chacon (citado por Camargo, 2012, p. 128) 
‘afirma ter mencionado publicamente Theodor W. Adorno pela primeira vez em 1955’. Na década de 1960, as categorias da teoria crítica foram 
utilizadas nos estudos literários e de comunicação. Segundo Camargo (2012), porém, em meio a esse desentendimento do que eram as ideias e 
noções da teoria crítica, o autor mais citado nesse período foi Walter Benjamin, principalmente nos estudos sobre arte. Entretanto, com a 
divulgação de textos feitas pela Revista Civilização Brasileira, publicada entre os anos de 1965 e 1968, houve maior exposição das questões e 
perspectivas trabalhadas pela teoria crítica. Tal revista constituiu-se no ‘principal veículo de publicação de intelectuais de esquerda no período’ 
(Camargo, 2012, p. 129) [...] (livro-base, p.216) A afirmação III não está correta pois no comentário a Revista Civilização Brasileira, que foi 
uma divulgadora da teoria crítica, era o “principal veículo de publicação de intelectuais de esquerda no período”, portanto sua filosofia não 
estava alinhada a Ditadura Militar(livro-base, p.216). 
 
E I e IV 
 
Questão 8/10 - Filosofia Latino-Americana e Brasileira 
Considere o fragmento de texto: 
 
“O método Paulo Freire não visa apenas tornar mais rápido e acessível o aprendizado, mas pretende 
habilitar o aluno a ‘ler o mundo’, na expressão famosa do educador. ‘Trata-se de aprender a ler a realidade 
(conhecê-la) para em seguida poder reescrever essa realidade (transformá-la)’, dizia Freire. A alfabetização 
é, para o educador, um modo de os desfavorecidos romperem o que chamou de ‘cultura do silêncio’ e 
transformar a realidade, ‘como sujeitos da própria história’". 
 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: FERRARI, Márcio. Paulo Freire, o mentor da Educação para a consciência. < https://novaescola.org.br/conteudo/460/mentor-educacao-consciencia#> 
Acesso em: 27 mar. 2019. 
 
Considerando o fragmento de texto e os conteúdos do livro-base Filosofia Latino-Americana e Brasileira 
sobre o pensamento de Paulo Freire em relação ao processo educativo, é correto afirmar que: 
Nota: 10.0 
 
A a educação caracteriza-se pela manutenção da ordem e da vida em harmonia entre todas as classes sociais. 
 
B o processo educativo só faz sentido se o indivíduo conseguir sua inserção no mercado de trabalho, pois daí virá o seu sustento. 
 
C precisam ser preservados os métodos tradicionais, pois tais métodos foram os guias da sociedade por décadas e por isso manterão 
os padrões sociais inalterados. 
 
D a educação bancária permite o aluno se aproximar do seu professor à medida que consegue apreender de maneira dialética os 
conhecimentos aplicáveis em sua vida. 
 
E um dos principais objetivos da educação, se não o seu maior, é a transformação da própria realidade. 
Você acertou! 
Comentário: Esta é a resposta correta porque: “[...] O mundo não é algo pronto e acabado, mas está em constante devir. O processo de 
aprendizagem não é isolado, mas coletivo, numa práxis que se faz da ação-reflexão-ação. Da mesma forma, é necessária uma constante leitura 
do mundo, que precede a própria leitura da palavra. Tais categorias, no entanto, não são apenas termos abstratos, mas categorias que conduzem 
diariamente o ‘que fazer’ pedagógico. Percebendo-se como seres inconclusos, homens e mulheres veem-se construtores do próprio destino e 
do mundo e capazes, portanto, de transformar a própria realidade”. (livro-base, p.221) 
 
Questão 9/10 - Filosofia Latino-Americana e Brasileira 
Leia o excerto de texto: 
 
“[...] Nenhuma reforma de Pombal, no entanto, foi tão polêmica e tão importante quanto a expulsão dos 
membros da Companhia de Jesus, os chamados jesuítas, de Portugal, do Brasil e das outras colônias. 
Quando Pombal assumiu o governo, Lisboa era uma cidade rica, mas carola e conservadora. A maioria dos 
filósofos e escritores iluministas do século 18, quando precisava de um exemplo de superstição e atraso, 
recorria a Portugal [...]”. 
 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: SEREZA, Haroldo Ceravolo; MONTELEONE, Joana. Marquês de Pombal: o impiedoso. < 
https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/reportagem/marques-de-pombal-o-impiedoso.phtml> Acesso em: 27 mar. 2019 
 
Considerando o excerto de texto e os conteúdos do livro-base Filosofia Latino-Americana e Brasileira 
sobre o pensamento de Sebastião José de Carvalho e Melo, o Marquês de Pombal, analise as afirmativas 
a seguir. 
 
I. As reformas pombalinas levaram a consolidar e ampliar a hegemonia do ensino jesuíta no Brasil 
II. Pombal trouxe o empirismo mitigado para as terras brasileiras, movimento que enfatizou a experiência 
científica. 
III. A inspiração de Pombal para colocar em prática suas idéias e ações foi o movimento tomista. 
 
Está correto apenas o que se afirma em: 
Nota: 10.0 
 
A I 
 
B II 
Você acertou! 
Comentário: Esta é a resposta correta porque: “Na segunda metade do século XVIII, passou a circular por aqui o empirismo mitigado, como 
oposição ao tomismo jesuíta. Buscou reduzir o conhecimento filosófico à experiência científica, influenciado pelos pensadores iluministas que 
viam na razão a capacidade de conhecer as leis que regem a natureza e o Universo, O maior representante desse pensamento foi Sebastião José 
de Carvalho e Melo, mais conhecido como Marquês de Pombal. Após o terremoto de 1755, que destruiu Lisboa, foi nomeado primeiro-ministro 
e empreendeu uma série de reformas, o que desagradou a diversos políticos integrantes da nobreza, do clero e dos oficiais. Sua medida mais 
polêmica — adotada pelas influências iluministas em seu pensamento — talvez tenha sido a expulsão dos jesuítas, tanto de Portugal quanto 
das colônias portuguesas, fato que desmontou praticamente todo o sistema de ensino então vigente, principalmente nas colônias”. (livro-base, 
p.84-85). 
 
C III 
 
D I e II 
 
E II e III 
 
Questão 10/10 - Filosofia Latino-Americana e Brasileira 
Leia o fragmento de texto: 
 
“Maria Lacerda de Moura se definia como intelectual, pacifista e feminista. Na imprensa, escreveu sobre os 
movimentos em que militou sem deixar de criticá-los: o feminismo, por não acolher mulheres negras e 
pobres; o comunismo, por pregar hierarquias excessivas no governo; o anarquismo, por ser tão radical a 
ponto de não aproveitar boas estratégias de outros sistemas políticos. A descrição poderia ser a de muitas 
jovens de hoje, mas pertence a uma mulher que viveu no século passado, e que foi uma das primeiras 
feministas do Brasil”. 
 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.