A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
AVALIAÇÃO PRÉ ANESTÉSICA

Pré-visualização | Página 1 de 1

Avaliação pré-
anestésica
STHEPHANIE ALMEIDA
Avaliaçã� Pr�- anestésic�
Entrevista inicial: questionar:
● Existência de doenças pré-existentes;
● Portador de alguma alergia;
● Uso de medicamentos e obtenção de informações do nome e dose diária;
● História pregressa de alguma cirurgia onde foi necessária a utilização de anestesia;
● Cirurgia (ou procedimento) ao qual será submetido.
Sistema de Classificação do Estado Físico da ASA:
Após realizado a anamnese e coleta da história clínica-cirúrgica do paciente, são feitas as diversas
avaliações do paciente como:
● Vias Aéreas;
● Respiratórias;
● Cardiovasculares;
● Endocrinológicas;
● Solicitações de exames pré operatórios caso haja necessidade.
1- Avaliação e classificação das vias aéreas.
Nessa avaliação são observados diversos fatores de classificação e prognósticos de risco para
ventilação e intubação.
Os preditores de ventilação difícil manual bolsa-máscara são:
● Presença de barba, cavanhaque ou bigode por permitir o vazamento de ar pelo não
acoplamento adequado da máscara ao rosto;
● História de ronco ou apnéia do sono;
● Classificação de Mallampati 3 e 4;
● Abertura bucal pequena (distância interincisivos) < 3 cm;
● Condição dentária precária ou ausência de dentes;
● Índice de massa corpórea >26 Kg/m2;
Os preditores de intubação difícil são:
● Classificação de Mallampati 3 e 4;
● Abertura bucal pequena (distância interincisivos) < 3 cm
● Distância tireo-mento < 6 cm
● Distância esterno-mento < 12,5 cm
● Limitação de flexão < 35* e extensão < 80* do pescoço;
● Retrognatismo ou prognatismo da mandíbula;
● Dentes grande ou proeminentes
Classificação de Mallampati
Utilizada para verificar o grau de visualização das estruturas da orofaringe sendo dividida em 4
classes:
● Classe I – palato mole, fauce, úvula e pilares amigdalianos visíveis;
● Classe II – palato mole, fauce e úvula visíveis;
● Classe III – palato mole e base da úvula visíveis;
● Classe IV – palato mole totalmente não visível.
2- Avaliação respiratória:
Nessa avaliação são retiradas todas as características e histórias pulmonares do paciente como:
● Tabagismo e sua carga tabágica;
● História de asma, bronquite, sinusite ou outra complicação respiratória assim como uso de
medicações para seu controle;
● História de DPOC, enfisema, fibrose cística ou alguma outra patologia pulmonar;
● Cirurgia torácica prévia.
Caso o anestesista identifique alguma alteração significativa ou que irá interferir no andamento e
segurança intra operatória, ele poderá solicitar exames adicionais, introduzir ou readequar as doses
de medicamentos com objetivo de otimizar e estabilizar o quadro pulmonar. Deixando o paciente na
sua melhor forma e estado clínico-cirúrgico, minimizando riscos perioperatórios.
3- Avaliação cardiovascular:
● hipertensão arterial
● eventos isquêmicos ou obstrutivos prévios
● uso de anticoagulantes
● estimar o risco cardiovascular
Indice de risco cardíaco descrito por Goldman et al: contempla variáveis para stratificar o
paciente nas classes I a IV quanto ao risco de apresentar complicações cardiovasculares ou evoluir
para óbito.
● avaliação clínica
● eletrocardiograma
● tipo de cirurgia (intra-abdominal, intratorácica, aórtica ou de emergência),
Preditivos segundo Auerbach et al (7,8);
● Cirurgia de Alto risco (intraperitoneal, intratorácica, vascular suprainguinal);
● História de angina/doença isquêmica
● História de insuficiência cardíaca congestiva (ICC)
● História de acidente vascular cerebral (AVC)
● Creatinina sérica acima de 2mg/dL
Sendo, risco baixo quando apresentar 1 fator, médio de 2 a 3 fatores e alto acima de 3 fatores.
4 Avaliação endocrinológica:
Pela alimentação e estilo de vida, muitos paciente sofrem de doenças endócrinas como por
exemplo diabetes mellitus, problemas tireoidianos, dislipidemias, fazendo com que muitos realizem
terapêutica medicamentosa.
O anestesista irá questionar, orientar, prescrever ou proscrever quanto ao uso de
hipoglicemiantes orais, medicamentos para hipo ou hipertireoidismo, dislipidemia que poderão ou não
serem administrados previamente a cirurgia.
5 Avaliação e solicitação de exames pré
operatórios:
Exames:
- hemograma completo
- ureia e creatinina
- sódio e potássio
- coagulograma
- glicemia
- rx tórax
- ECG
NÃO PEDIR:
- <40 anos
- ASA 1
- cirurgia até médio porte
PEDIR:
- >40 anos
- ASA 2 ou mais
- estado geral comprometido
- não tolera 4 METs
- cirurgia de grande porte
Diabetes função renal, glicemia jejum, hemoglobina glicada
Hipotireoidismo TSH, T4L
DPOC rx tórax, espirometría
DRC ureia, creatinina, gasometria, eletrólitos, avaliação nefrologista
ICC ecocardiograma
coronariopatas teste de esforço e cateterismo
● Período de jejum pré-operatório: caso o paciente não respeite as orientações e vá para cirurgia
de estômago cheio, no momento que se induz a anestesia, esse perde seus reflexos de deglutição
e proteção das suas vias aéreas. Isso pode provocar regurgitação com aspiração de conteúdo
gástrico para os pulmões levando a uma pneumonia química aspirativa gravíssima com sérias
complicações.
● Técnica e escolha da anestesia que o paciente irá ser submetido para sua cirurgia, assim
como a orientação e explicação da analgesia pós operatória;
● Prescrições referente as medicações habituais que o paciente deverá receber ou evitar tomar
antes ou no dia cirúrgico (ex: anti-hipertensivos, hipoglicemiantes orais, anticoagulantes,
analgésicos);
https://www.sanarmed.com/residenciamedica/curso-intensivo-de-residencia-medica-r1-2021?utm_source=hub&utm_medium=hub&utm_campaign=intensivo-r1&utm_term=cardlateral&utm_content=hub-rm-trial&origin=hub
● Orientações de medicamentos ansiolíticos (calmante) na véspera da cirurgia visando não
provocar sintomas de ansiedade, insônia prévia à cirurgia;
● Informações sobre possíveis complicações ou efeitos indesejáveis pós anestésico como
tremores, dores, náuseas e vômitos entre outros;
● Solicitação para retirada de próteses dentárias móveis como: dentaduras, pivôs e pontes;
● Recomendação para, no dia da cirurgia, cosméticos (batom, base, esmalte, pintura facial,
aplique de cabelo) ou acessórios (óculos, lentes de contato, brincos, colares, anéis, relógios,
pulseiras etc.) não serem utilizados;
● Proibição do consumo de bebidas alcoólicas e tabagismo, por pelo menos 24 horas antes da
intervenção cirúrgica.