Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
19 pág.
4_Nut_Org_Aqua_1_Vit_Min_26_Ago_2020

Pré-visualização | Página 1 de 2

NUTRIÇÃO DE ORGANISMOS 
AQUÁTICOS 4.1 
CURSO TÉCNICO EM AQUICULTURA 
Rodrigo Antonio P.L.F. de Carvalho, Prof. Dr. 
2020.1 
1 
Canva.com 
EXIGÊNCIAS NUTRICIONAIS 
 Vitaminas e Minerais 
Exigências nutricionais 
Vitaminas e Minerais 
 
 Definições 
 Funções das vitaminas e minerais 
 Fontes de vitaminas e minerais 
 Considerações sobre a ração 
 Exigências nutricionais para 
vitaminas e minerais 
Rodrigo Antonio Ponce de Leon Ferreira de 
Carvalho, Prof. Dr. 
2 2 
Canva.com 
DEFINIÇÕES DE VITAMINAS 
 Compostos orgânicos 
necessários em pequenas 
quantidades de uma fonte 
exógena para crescimento 
normal, saúde e reprodução 
normal. 
Rodrigo Antonio Ponce de Leon Ferreira de 
Carvalho, Prof. Dr. 
3 
 Algumas podem ser sintetizadas a 
partir de outros compostos, 
como a colina, que sintetizada a 
partir da metionina pelo bagre de 
canal. 
DEFINIÇÕES DE MINERAIS ou CINZAS 
 Relativo ou pertencente aos 
minerais. Que não é orgânico 
Rodrigo Antonio Ponce de Leon Ferreira de 
Carvalho, Prof. Dr. 
4 
 Substância inorgânica natural da 
superfície terrestre. Composição 
química homogênea e 
propriedades físicas específicas 
 É o que sobra após a calcinação 
(incineração) a 450-600°C em 
forno tipo mufla. 
 
IMPORTÂNCIA DO ALIMENTO NATURAL 
Rodrigo Antonio Ponce de Leon Ferreira de 
Carvalho, Prof. Dr. 
5 
MOSS, S.M., FORSTER, I.P., TACON, A.G.J. EFEITO ECONOMIZADOR DA ÁGUA DO 
VIVEIRO NAS VITAMINAS EM DIETAS DE CAMARÃO. Aquaculture 258. 2006 
Crescimento em gramas por semana e fator de conversão alimentar (FCA) do camarão marinho L. vannamei cultivado em 
água de poço (P) e de viveiro (V) e alimentados com rações contendo dois níveis de proteína bruta (25% e 35%) e sem a 
suplementação de vitaminas (-V) ou minerais (-M). 
0,5
1,31
0,31
1,26
0,45
1,28
0,39
1,32
2,48
1,34
5,42
1,33
2,96
1,38
3,02
1,56
0
1
2
3
4
5
6
0
0,2
0,4
0,6
0,8
1
1,2
1,4
P35 V35 P35-V V35-V P35-M V35-M P25 V25
FC
A
g
/s
em
an
a
g/semana - poço FCA
b
c
c
c
a,b
c
a,b
c
b
c
a
c
b
c
b
c
g/semana - viveiro
O alimento natural presente no viveiro 
favoreceu o crescimento dos camarões 
IMPORTÂNCIA DO ALIMENTO NATURAL 
Rodrigo Antonio Ponce de Leon Ferreira de 
Carvalho, Prof. Dr. 
6 
MOSS, S.M., FORSTER, I.P., TACON, A.G.J. EFEITO ECONOMIZADOR DA ÁGUA DO 
VIVEIRO NAS VITAMINAS EM DIETAS DE CAMARÃO. Aquaculture 258. 2006 
Crescimento em gramas por semana e fator de conversão alimentar (FCA) do camarão marinho L. vannamei cultivado em 
água de poço (P) e de viveiro (V) e alimentados com rações contendo dois níveis de proteína bruta (25% e 35%) e sem a 
suplementação de vitaminas (-V) ou minerais (-M). 
0,5
1,31
0,31
1,26
0,45
1,28
0,39
1,32
2,48
1,34
5,42
1,33
2,96
1,38
3,02
1,56
0
1
2
3
4
5
6
0
0,2
0,4
0,6
0,8
1
1,2
1,4
P35 V35 P35-V V35-V P35-M V35-M P25 V25
FC
A
g
/s
em
an
a
g/semana - poço FCA
b
c
c
c
a,b
c
a,b
c
b
c
a
c
b
c
b
c
g/semana - viveiro
A vitamina fez mais falta 
para os camarões criados 
sem alimento natural 
 
IMPORTÂNCIA DO ALIMENTO NATURAL 
Rodrigo Antonio Ponce de Leon Ferreira de 
Carvalho, Prof. Dr. 
7 
MOSS, S.M., FORSTER, I.P., TACON, A.G.J. EFEITO ECONOMIZADOR DA ÁGUA DO 
VIVEIRO NAS VITAMINAS EM DIETAS DE CAMARÃO. Aquaculture 258. 2006 
Crescimento em gramas por semana e fator de conversão alimentar (FCA) do camarão marinho L. vannamei cultivado em 
água de poço (P) e de viveiro (V) e alimentados com rações contendo dois níveis de proteína bruta (25% e 35%) e sem a 
suplementação de vitaminas (-V) ou minerais (-M). 
0,5
1,31
0,31
1,26
0,45
1,28
0,39
1,32
2,48
1,34
5,42
1,33
2,96
1,38
3,02
1,56
0
1
2
3
4
5
6
0
0,2
0,4
0,6
0,8
1
1,2
1,4
P35 V35 P35-V V35-V P35-M V35-M P25 V25
FC
A
g
/s
em
an
a
g/semana - poço FCA
b
c
c
c
a,b
c
a,b
c
b
c
a
c
b
c
b
c
g/semana - viveiro
Os minerais 
fizeram 
menos falta 
do que as 
vitaminas 
 
IMPORTÂNCIA DO ALIMENTO NATURAL 
Rodrigo Antonio Ponce de Leon Ferreira de 
Carvalho, Prof. Dr. 
8 
MOSS, S.M., FORSTER, I.P., TACON, A.G.J. EFEITO ECONOMIZADOR DA ÁGUA DO 
VIVEIRO NAS VITAMINAS EM DIETAS DE CAMARÃO. Aquaculture 258. 2006 
Crescimento em gramas por semana e fator de conversão alimentar (FCA) do camarão marinho L. vannamei cultivado em 
água de poço (P) e de viveiro (V) e alimentados com rações contendo dois níveis de proteína bruta (25% e 35%) e sem a 
suplementação de vitaminas (-V) ou minerais (-M). 
0,5
1,31
0,31
1,26
0,45
1,28
0,39
1,32
2,48
1,34
5,42
1,33
2,96
1,38
3,02
1,56
0
1
2
3
4
5
6
0
0,2
0,4
0,6
0,8
1
1,2
1,4
P35 V35 P35-V V35-V P35-M V35-M P25 V25
FC
A
g
/s
em
an
a
g/semana - poço FCA
b
c
c
c
a,b
c
a,b
c
b
c
a
c
b
c
b
c
g/semana - viveiro
FUNÇÕES DAS VITAMINAS 
(Molina-Poveda, 2016) 
  Total = 15 (A maioria é exigida para 
os aquáticos) 
 5 a 8% dos custos das rações 
 Respondem por 100% do 
metabolismo celular 
 Uso da proteína, 
carboidratos e lipídeos 
 Sistema imune 
 
Rodrigo Antonio Ponce de Leon Ferreira de 
Carvalho, Prof. Dr. 
9 
 CLASSIFICAÇÃO 
 Lipossolúveis 
 A 
 D 
 E 
 K 
 Hidrossolúveis 
 Complexo B 
 Colina 
 Vitamina C 
Rodrigo Antonio Ponce de Leon Ferreira de 
Carvalho, Prof. Dr. 
10 
Papel de reforço imunológico das vitaminas D, C, E, zinco, 
selênio e ácidos graxos ômega-3: eles poderiam ajudar 
contra COVID-19? 
 Testes clínicos específicos são necessários 
para confirmação 
 O baixo risco em relação aos altos 
benefícios tornam pertinente a 
recomendação de ingerir mais estas 
vitaminas e minerais 
DISCUSSÃO 
 As vitaminas C, D e E e os minerais Zn, Se 
e o ác. Graxo ômega 3 possuem funções 
para a prevenção do COVID-19 
Rodrigo Antonio Ponce de Leon Ferreira de 
Carvalho, Prof. Dr. 
11 
Papel da vitamina D na prevenção da progressão e 
severidade da infecção por COVID-19. 
 Suplementação com Vit D é segura e efetiva 
contra infecções agudas do sistema 
respiratório 
 Não existem evidências suficientes entre 
níveis de Vit D e severidade e mortalidade 
causada pela COVID-19 
DISCUSSÃO 
 Observou correlação negativa e 
significativa entre níveis de Vitamina D e 
casos/milhão em 20 países da Europa, 
 
 
 
 
 
 
 
 A correlação com mortalidades não foi 
significativa. 
Rodrigo Antonio Ponce de Leon Ferreira de 
Carvalho, Prof. Dr. 
12 
Vitamina D e seus análogos como agentes anticâncer e 
antiinflamatórios 
 Análogos de Vit D são a aposta das 
pesquisas em prevenir o câncer sem os 
efeitos negativos nos níveis de cálcio 
DISCUSSÃO 
 Vitamina D3 pode contribuir para a 
prevenção do câncer, 
 Deficiência de Vit D3 é um fator de risco 
para o desenvolvimento do câncer e 
doenças inflamatórias, 
 Vit D3 é precursora do hormônio 
calcitriol que em níveis elevados reduz a 
proliferação de células cancerígenas, 
 Níveis elevados de calcitriol causam 
acúmulo de cálcio no organismos 
(hipercalcemia e hipercalciúria), 
 
Rodrigo Antonio Ponce de Leon Ferreira de 
Carvalho, Prof. Dr. 
13 
• Formação do tecido ósseo 
• Composição de hormônios e enzimas 
• Transmissão impulsos nervosos e 
contração muscular 
• Coagulação 
• Osmorregulação 
• Sistema imune 
• Equilíbrio ácido base 
• CLASSIFICAÇÃO 
• Macrominerais: 
• cálcio, fósforo, potássio e magnésio. 
• Microminerais: 
• cobre, ferro, iodo, manganês, 
selênio, zinco. 
• Limite máximo = 15% (excesso de ossos, 
espinhas, sal ou areia aumenta as cinzas) 
 
FUNÇÕES DOS MINERAIS ou CINZAS 
FATORES QUE INFLUENCIAM 
AS EXIGÊNCIAS DE 
VITAMINAS E MINERAIS 
Rodrigo Antonio Ponce de Leon Ferreira de 
Carvalho, Prof. Dr. 
14 
• Espécie 
• Fase da vida 
• Sistema de produção 
• Água (minerais) 
• Alimento natural 
– Plâncton 
– Detritos 
– Plantas e animais 
• Ingredientes da ração 
• Misturas concentradas (PREMIX) 
FONTES DE VITAMINAS E 
MINERAIS 
CONSIDERAÇÕES SOBRE O USO DE 
VITAMINAS
Página12