A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Resumo - Teoria do Portão de Controle da Dor

Pré-visualização | Página 1 de 1

1 
Teoria do Portão do Controle da Dor 
M OD U LAÇ ÃO 
► Maneira que o organismo tem de modular a dor → 
altera a percepção da dor 
► Pode ser dividida em Segmentar e Suprasegmentar 
▪ Para entender é preciso lembrar dos tipos de 
Fibras: 
 
− Tipo A 
✓ São maiores e + grossas 
 
− Tipo B 
✓ Pré Glânglio Simpática 
− Tipo C 
✓ Dor lenta, Calor e Pós Glânglio Simpáticos 
✓ Menores e Finas 
M OD U LAÇ ÃO S EG MEN T AR 
► Acontece no mesmo segmento – mesmo nível da 
medula 
► Para a dor ser percebida, é necessário a 1ª 
Sinapse: 
▪ Do 1º Neurônio com o 2º Neurônio 
 
 
 
► A representando o 1º Neurônio 
▪ Por querer que o estímulo da dor seja percebido 
rápido ele quer excitar o 2º Neurônio → quer que 
o sinal passe 
► Interneurônio Inibitório: função de inibir o 2º 
Neurônio 
▪ Se excita o Interneurônio vai estar causando 
inibição do 2ºN 
▪ Fibra A não que ele seja excitado → inibe o 
Interneurônio 
− Em condições normais – sem ativação do tato – 
inibe o Inter promovendo excitação do 2 ºN 
Motos Somático
Toque e
Motor Fusos
Dor rápida + Frio
ALFA 
(α) 
BETA 
() 
GAMA 
() 
DELTA 
() 
Rolando 
 
 2 
► Quando ocorre algum estímulo tátil → Fibra A 
ativada 
▪ Realiza a excitação do Interneurônio Inibitório 
− Promove Inibição do 2ºN em relação à dor 
− Contrabalanceia a excitação do 2ºN 
✓ Doi, porém doi menos → altera a percepção 
da dor 
▪ Excita o 2ºN em relação ao estímulo tátil (função 
dessa fibra) 
− Exemplo: após retirar a cera na depilação a: 
✓ Dor diminui ao toque (excitação do 
Interneurônio → inibição do 2ºN em relação a 
dor) 
✓ A pessoa sente o toque por conta da 
excitação do 2º N (em relação ao estímulo 
tátil) 
► Fibra A chega mais rápido que a Fibra A 
 
M OD U LAÇ ÃO 
S U PRA -S EGM ENT AR 
► Acontece no tronco cefálico 
► Via do neurônio descendente 
 
► Não necessita da nossa participação fazendo um 
estímulo tátil 
► Etapas: 
a. Quando ocorre essa situação lesão há a ativação 
de núcleos especiais: 
− Principal: núcleo da região do Mesencéfalo 
✓ Divisão do tronco cerebral em: Mesencéfalo, 
Ponte e Bulbo 
✓ Parte mais superior do tronco há a região 
chamada de Substância Cinzenta 
Periaquedutal (área ao redor do aqueduto) 
✓ Libera neurônio descendente até chegar ao 
núcleo do bulbo (Núcleo Magno da Rafe) 
b. Núcleo Magno da Rafe libera o neurônio 5HT e 
NA → pode ser Serotoninérgico ou 
Noradrenérgico 
c. Esses neurônios vão para o Corno Posterior da 
Substância Cinzenta da Medula 
d. Liberação de ou 5HT ou NA → Neurotransmissor 
Inibitório (GABA) → com ação direta Inibitória no 
1º Neurônio 
− Quando tem um estímulo Nociceptivo há a 
liberação de vesículas com 
Neurotransmissores Excitatórios (Glutamato e 
Substância P) → função de excitar o 2º 
Neurônio para passagem do estímulo de dor 
✓ Inibe a liberação do Neurotransmissores 
Excitatórios 
e. Também age de forma Indireta → ativa o 
Interneurônio Inibitório → Formação dos opioides 
endógenos (Endorfina, Encefalina e Dinorfina) 
f. Opioides endógenos inibem tanto o 1ºN quanto 
o 2ºN