A maior rede de estudos do Brasil

como ter boas praticas de fabricação em laticínios?

boas praticas de fabricação


3 resposta(s)

User badge image

LUCIARA

Há mais de um mês


  1. Demonstrar as vantagens  técnicas gerenciais advindas da implementação das Boas Práticas de Fabricação, que vão além da obrigatoriedade regulamentada pela Portaria 368/97 do MAPA

  2. Treinar e capacitar os manipuladores, operadores criando um comprometimento de cada indivíduo com a equipe, estabelecer um conceito de relacionamento  baseado na  relação cliente fornecedor interno. (Mudança comportamental do individuo e equipe).

  3. Respeitar os limites de capacidade de investimento de cada Fabricante ou empresa, garantindo o mínimo de condições para aplicação dos recursos necessários para produção de alimento.

  4. Treinar e capacitar cada individuo manipulador de alimentos fornecendo conhecimento sobre BPF, dentro da necessidade efetiva para manipulação do alimento a ser produzido, respeitando as características determinantes de suas barreiras naturais, como sua microbiota natural, composição físico–química, e os  tratamentos físicos a que são submetidos os produtos e a sua manipulação durante as  diversas fases do processo de produção propriamente dita. Reduzindo e evitando o aumento da carga bacteriana, inviabilizando as condições sanitárias do produto manipulado.

  5. Organizar, planejar a produção diariamente, evitando improvisações e desrespeito as Boas Práticas de fabricação.

  6. Estabelecer Matriz de Responsabilidade – definir Coordenador do Programa de Implementação de BPF – Líder – Analista de processo- multiplicador.

  7. Ensinar e criar um novo conceito higiênico sanitário utilizando palavras claras, simples e de compreensão do publico alvo.

  8. Acompanhar o treinamento com explanação técnico teórico e verificando no local de trabalho a aplicação prática das BPFs.

  9. Juntamente com a equipe buscar formas criativas e econômicas para facilitar o desempenho do trabalho dentro das condições exigidas para as práticas de BPF, no local de trabalho, equipamentos, processos, procedimentos, armazenagem, limpeza manuais, descrevendo sucintamente e claras estas normas de limpezas e cuidados sanitários, garantindo a aplicação e perpetuação de bons princípios operacionais, respeitando as BPF, características descritas e exigidas na portaria 368 /97.

  10. Fazer uma auditoria periódica interna/externa, para avaliação dos cumprimentos das instruções de BPF e sua evolução na empresa. Avaliar as sugestões e sua validade técnica científica, o custo de  implementação das modificações e o impacto no negócio.


  1. Demonstrar as vantagens  técnicas gerenciais advindas da implementação das Boas Práticas de Fabricação, que vão além da obrigatoriedade regulamentada pela Portaria 368/97 do MAPA

  2. Treinar e capacitar os manipuladores, operadores criando um comprometimento de cada indivíduo com a equipe, estabelecer um conceito de relacionamento  baseado na  relação cliente fornecedor interno. (Mudança comportamental do individuo e equipe).

  3. Respeitar os limites de capacidade de investimento de cada Fabricante ou empresa, garantindo o mínimo de condições para aplicação dos recursos necessários para produção de alimento.

  4. Treinar e capacitar cada individuo manipulador de alimentos fornecendo conhecimento sobre BPF, dentro da necessidade efetiva para manipulação do alimento a ser produzido, respeitando as características determinantes de suas barreiras naturais, como sua microbiota natural, composição físico–química, e os  tratamentos físicos a que são submetidos os produtos e a sua manipulação durante as  diversas fases do processo de produção propriamente dita. Reduzindo e evitando o aumento da carga bacteriana, inviabilizando as condições sanitárias do produto manipulado.

  5. Organizar, planejar a produção diariamente, evitando improvisações e desrespeito as Boas Práticas de fabricação.

  6. Estabelecer Matriz de Responsabilidade – definir Coordenador do Programa de Implementação de BPF – Líder – Analista de processo- multiplicador.

  7. Ensinar e criar um novo conceito higiênico sanitário utilizando palavras claras, simples e de compreensão do publico alvo.

  8. Acompanhar o treinamento com explanação técnico teórico e verificando no local de trabalho a aplicação prática das BPFs.

  9. Juntamente com a equipe buscar formas criativas e econômicas para facilitar o desempenho do trabalho dentro das condições exigidas para as práticas de BPF, no local de trabalho, equipamentos, processos, procedimentos, armazenagem, limpeza manuais, descrevendo sucintamente e claras estas normas de limpezas e cuidados sanitários, garantindo a aplicação e perpetuação de bons princípios operacionais, respeitando as BPF, características descritas e exigidas na portaria 368 /97.

  10. Fazer uma auditoria periódica interna/externa, para avaliação dos cumprimentos das instruções de BPF e sua evolução na empresa. Avaliar as sugestões e sua validade técnica científica, o custo de  implementação das modificações e o impacto no negócio.

User badge image

marcelo_c_magalhaes@hotmail.com

Há mais de um mês

ola, as boas praticas de fabricação em laticinios ou em qualquer industria são procedimentos necessarios para garantir a segurança dos alimentos ali produzidos... para implanta-la deve-se fazer o manual de BPF com uma equipe multidisciplinar da epresa, e elaborando os POP's e PCC's, depois de feito e implantado é só fiscalizar para que nenhum procedimeto seja quebrado.

User badge image

Paulo

Há mais de um mês

Olá! O principal a se observar é garantir a HIGIENIZAÇÃO das superfícies de contato, equipamentos, bombas ,mangueiras e utensílios, para que estes não sejam responsáveis pela inoculação de microrganismos no leite, como: 

PASTEURIZAÇÃO
•TEM POR OBJETIVO A ELIMINAÇÃO TOTAL DA FLORA MICROBIANA PATOGÊNICA.

• LENTA – (BAIXA TEMPERATURA / LONGO TEMPO)

• RÁPIDA – (ALTA TEMPERATURA / TEMPO RÁPIDO)
( 72º C DURANTE 15 SEGUNDOS).

 

HIGIENIZAÇÃO EXTERNA:

Limpeza de equipamentos da Linha de produção, limpeza de utensílios, tais como, baldes, peneiras, válvulas, paredes, pisos e áreas externas em geral.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes