A maior rede de estudos do Brasil

Como acontece a fisiologia da reprodução nas aves ?


1 resposta(s)

User badge image

Cinthia

Há mais de um mês

Diferentemente dos mamíferos, que ovulam dentro de um intervalo de vários dias ou semanas, as aves desenvolvem um único folículo em um intervalo mais curto, liberando um ovulo (gema) preferencialmente todos os dias. A ovulação ±6 horas após o pico de LH e de 15 a 45 minutos após a oviposição.

De 24 a 26 horas após a ovulação e após o ovo ter sido formado no oviduto, inicia-se uma série de eventos sucessivos a nível de oviduto, incluindo contração do útero e peristaltismo da vagina, ocorrendo a atuação de prostaglandinas, sendo o resultado destes eventos a oviposição.

A ovulação é regulada por dois sistemas independentes e sem sincronia, sendo a maturação dos sistemas esteroidogênicos do folículo mais desenvolvido (F1), controlado por um desses sistemas. Ao alcançar a puberdade, o estrogênio realiza feedback negativo a nível da Hipófise ocasionando a redução da produção de LH. O folículo F1 perde a capacidade de converter progesterona em androstenediona e, consequentemente, a produção de progesterona pelos folículos aumenta devido à ação do LH. Na realidade, a progesterona estimula a síntese e secreção de LHRH pelo hipotálamo . De 4 a 6 horas antes da ovulação ocorre um pico de LH plasmático, este pico é essencial a ovulação. Os folículos pré-ovulatórios produz o androgênio (hormônio responsável pelas características sexuais secundárias).

As prostaglandinas que mais se destacam são a PGF e a PGE2. A PGF estimula contração uterina na galinha, enquanto que a PGE2 age na abertura útero-vaginal.

Diferentemente dos mamíferos, que ovulam dentro de um intervalo de vários dias ou semanas, as aves desenvolvem um único folículo em um intervalo mais curto, liberando um ovulo (gema) preferencialmente todos os dias. A ovulação ±6 horas após o pico de LH e de 15 a 45 minutos após a oviposição.

De 24 a 26 horas após a ovulação e após o ovo ter sido formado no oviduto, inicia-se uma série de eventos sucessivos a nível de oviduto, incluindo contração do útero e peristaltismo da vagina, ocorrendo a atuação de prostaglandinas, sendo o resultado destes eventos a oviposição.

A ovulação é regulada por dois sistemas independentes e sem sincronia, sendo a maturação dos sistemas esteroidogênicos do folículo mais desenvolvido (F1), controlado por um desses sistemas. Ao alcançar a puberdade, o estrogênio realiza feedback negativo a nível da Hipófise ocasionando a redução da produção de LH. O folículo F1 perde a capacidade de converter progesterona em androstenediona e, consequentemente, a produção de progesterona pelos folículos aumenta devido à ação do LH. Na realidade, a progesterona estimula a síntese e secreção de LHRH pelo hipotálamo . De 4 a 6 horas antes da ovulação ocorre um pico de LH plasmático, este pico é essencial a ovulação. Os folículos pré-ovulatórios produz o androgênio (hormônio responsável pelas características sexuais secundárias).

As prostaglandinas que mais se destacam são a PGF e a PGE2. A PGF estimula contração uterina na galinha, enquanto que a PGE2 age na abertura útero-vaginal.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes